Pular para o conteúdo

Uma das maiores limitações que donos de piscina costumam enfrentar é a utilização desses espaços nas estações mais frias do ano. Nos dias mais quentes, a temperatura natural da água costuma ser o ideal para proporcionar toda a sensação de conforto e refrescância que se espera. Mas e quando chega o inverno?

Nesse caso, a saída mais viável é a instalação de um sistema de aquecimento. Basicamente, os métodos existentes na atualidade usam uma fonte de energia para esquentar a água utilizada na piscina. Existem diversas marcas de aparelhos e mecanismos bastante eficientes que promovem o aumento da temperatura e mantém esse nível térmico mesmo nos dias mais frios do ano.

A questão é que, com tantos sistemas diferentes, não existe um método mais eficaz do que os outros para aquecer a água – o rendimento depende de alguns fatores. Para compreender melhor esse processo, este artigo vai mostrar como funciona o aquecimento de uma piscina a partir dos diferentes sistemas encontrados no mercado. É uma boa maneira de compará-los e saber qual é o mais recomendado para o seu caso.

Os principais tipos de aquecedor de piscina

Apesar de existirem os mais diversos métodos de aquecimento de piscina, podemos resumir os principais em quatro tipos:

  • Aquecedor a gás (ou aquecedor de passagem a gás);
  • Bomba de Calor (ou trocador de calor);
  • Aquecedor solar;
  • Aquecedor elétrico.

Aquecedor de Piscina: Aquecedor a Gás para Piscina - Aquecenorte

Aquecedores a gás

Os aquecedores a gás estão presentes no Brasil há pelo menos 45 anos e são um dos primeiros sistemas utilizados em maior escala por aqui para aumento de temperatura da água. Tanto que é um método ainda usado em larga escala para fornecer água quente para residências, condomínios e prédios comerciais. Sendo mais popular no aquecimento do banho.

Como sugere o nome, esse tipo de aparelho utiliza o gás como principal fonte de energia para provocar o aumento da temperatura da água. Os dois combustíveis mais comuns para isso são o gás natural (GN) e o gás liquefeito do petróleo (GLP). Sendo o GN o gás encanado, aqui em São Paulo é fornecido pela Comgás. Já o GLP é o tipo mais popular nas casas dos brasileiros, sendo o gás de botijão.

A escolha, no entanto, depende da disponibilidade de cada um no lugar onde o aquecedor é instalado, pois muitas cidades ainda não têm sistema de distribuição de GN, por exemplo.

Caso queira saber mais sobre os tipos de gás disponíveis para o aquecimento de água pode conferir nesse artigo aqui!

Os aquecedores a gás funcionam por meio do chamado mecanismo de passagem, por isso também são conhecidos como aquecedores de passagem. A água é retirada da piscina por meio de um duto e, em seguida, passa por dentro do equipamento por vários dutos pequenos em volta de uma câmara de combustão. Nela, a água recebe o calor da chama alimentada pelo gás e aumenta sua temperatura. Depois, esse fluxo aquecido é devolvido para a piscina, deixando a água mais quente.

Trocador de Calor Indireto

Aqui temos que abrir um parênteses para falar que basicamente existem dois tipos de aquecedores a gás usados em sistemas de aquecimento de piscina. O primeiro é o modelo próprio para piscina, que funciona exatamente como descrito acima.

Já o segundo utiliza aquecedores a gás comuns, desses utilizados em residências para o aquecimento de duchas e torneiras. Esses modelos de aquecedores a gás não podem receber a água da piscina diretamente. Isso porque os produtos utilizados na água de piscina, tais como o cloro por exemplo, danificam o equipamento.

Nesse caso ainda podemos utilizar o aquecedor a gás comum, mas é necessário fazer um sistema de aquecimento indireto. Esse sistema utiliza um equipamento chamado trocador de calor indireto, que tem seu funcionamento similar a de um radiador. O que ele faz é servir como intermediário no aquecimento da água. Dessa forma ele acaba impedindo que a água da piscina passe por dentro do aquecedor a gás. Esse sistema é menos eficiente que o aquecedor a gás próprio para piscina, mas ainda sim funciona muito bem e é bastante utilizado no aquecimento de piscina.

Aquecedor de Piscina: Trocador de Calor Indireto - Aquecenorte
Aquecedor de Piscina: Trocador de Calor Indireto

A grande vantagem da utilização do aquecedor a gás no aquecimento da sua piscina é a velocidade que esse sistema é capaz de aquecer toda água da sua piscina.

Você pode conferir mais sobre esse tipo de aquecedor de piscina clicando aqui!

Aquecedor de Piscina: Bomba de Calor - Aquecenorte

Bomba de calor

Também conhecido como trocador de calor, é um dos sistemas mais eficientes e modernos que existem no mercado. Isso porque ele utiliza um mecanismo semelhante ao que é encontrado nos aparelhos de ar condicionado tradicionais. Portanto a diferença está no processo.

Só não confunda a bomba de calor, que também é conhecida como trocador de calor, com o trocador de calor indireto. São equipamentos completamente diferentes.

Enquanto o ar condicionado retira o calor do ambiente por um circuito de serpentinas, condensadores e evaporadores, e posteriormente resfriado com o suporte de um gás, a bomba de calor faz a captação do ar quente e o transfere para a água. Por isso acaba funcionando como se fosse um processo “inverso”.

Na bomba de calor, a energia elétrica utilizada pelo aparelho não trabalha diretamente na conversão para energia térmica. Boa parte dela é consumida para realizar esse processo de retirada de calor do ar. Isso faz com que todo o sistema seja mais econômico, se considerada a fonte energética.

Aquecedor de Piscina: Funcionamento da Bomba de Calor - Aquecenorte

Uma das vantagens desse sistema é a instalação: dura apenas algumas horas e não faz muita bagunça. No entanto, o aquecimento da água não é tão rápido como um aquecedor a gás pode realizar. Dependendo do tamanho da piscina, pode demorar até várias horas.

Caso você tenha uma certa previsibilidade na utilização da piscina e possa se programar a bomba de calor costuma ter um ótimo custo benefício, já que seu consumo energético é baixo.

No entanto ele não é muito indicado para regiões muito frias. Isso porque utiliza o próprio calor do ar para aquecer a água da piscina.

Se você quiser saber mais sobre esse tipo de aquecedor de piscina é só clicar aqui! Separamos um artigo bem legal sobre as bombas de calor.

Aquecedor de Piscina: Aquecedor Solar Piscina - Aquecenorte

Aquecedor solar

Os aquecedores solares são muito comuns em residências, condomínios e prédios comerciais. E hoje em dia no Brasil a indústria utiliza o sistema solar cada vez mais. Eles são largamente utilizados nessas situações por fornecer uma grande quantidade de água quente com custo baixo.

Afinal, a principal fonte de calor para aquecer a água é a luz solar. Para isso, são instalados coletores solares responsáveis por reter o calor do sol e transmiti-lo para a água da piscina.

Diferente do sistema de aquecimento solar residencial, no caso da piscina o aquecedor solar não precisa de um reservatório térmico para armazenar a água já aquecida. A própria piscina funcionará como um tanque.

Os coletores solares de piscina também são diferentes dos usados no sistema de aquecimento solar residencial. São coletores abertos, feitos de poliuretano. E uma de suas características é de trabalharem a seco.

Esse sistema possui diversas vantagens. Uma deles é que pode ser utilizado em conjunto com outro sistema, seja ele a gás, bomba de calor ou elétrico. Ele acaba funcionando como uma espécie de suporte caso o principal não dê conta da demanda ou até mesmo para ganharmos mais eficiência no aquecimento.

Aquecedor de Piscina: Esquema do Aquecedor Solar Para Piscina - Aquenorte

Outro ponto positivo são os gastos. Seu custo de aquisição nem sempre é o mais barato. Mas isso se compensa a longo prazo, já que o gasto com energia beira a zero. Se bem que hoje em dia é possível encontrar aquecedores solares com preços mais acessíveis.

Aquecedores elétricos

Esses aparelhos já foram mais utilizados, mas ainda é possível encontrar modelos eficientes no mercado. Seu modo de funcionamento lembra muito o sistema utilizado nos chuveiros elétricos. Assim uma resistência recebe energia elétrica e a converte em energia térmica, fazendo a transferência desse calor para a água. Basicamente é o mesmo método de passagem encontrado no aquecedor a gás. A diferença é que aqui utilizamos a eletricidade ao invés do gás como fonte de calor.

O gasto com instalação é provavelmente a grande vantagem desse aparelho, sendo de longe o mais barato dos descritos nesse artigo. Mas a grande desvantagem é que seu custo a longo prazo tende a ser bem maior do que os outros sistemas. Isso ocorre já que ele funciona somente com energia elétrica. Portanto, seu uso é recomendado para piscinas pequenas ou em lugares nos quais a necessidade de água quente não seja tão grande.

Aquecedor de Piscina - Tipos de Aquecedor - Aquecenorte

Agora que você sabe como funciona um aquecedor de piscina, é provável que já tenha escolhido o melhor sistema para sua situação. Preencha o formulário de orçamento abaixo e conheça o que temos a oferecer.


Quando se pensa no verão uma das primeiras imagens que vem à mente é uma piscina. Nesses dias tão quentes e com mais luz natural do que o habitual (por causa do horário de verão), relaxar e se divertir dentro da água se torna uma ótima e refrescante opção de lazer para todos.

Verão também é sinônimo de férias, principalmente para crianças e adolescentes que estão em período escolar. Passar os dias curtindo uma piscina é diversão garantida. Por conta disso, muitos pais acabam programando seu período de descanso nessa época do ano justamente para poder aproveitar esse tempo com a família.

Para tornar esses momentos ainda mais agradáveis, vamos apresentar neste artigo alguns jogos de piscina bem legais para se divertir nesse verão. São sugestões de passatempos bem simples. Tanto na organização quanto na execução. Além de disso toda a família pode participar e aproveitar de maneira segura. Depois, é só escolher uma opção e curtir!

Além da diversão

Aproveitar os dias de verão com jogos de piscina é uma ótima pedida para toda a família, principalmente para as crianças. Isso porque, além de divertidas, essas brincadeiras podem ajudar no desenvolvimento de certas habilidades dos mais novos ou mesmo a estreitar vínculos.

Em alguns jogos, as crianças vão precisar trabalhar alguns aspectos importantes, como prender a respiração, controlar o fôlego e utilizar sua coordenação motora para se mover na piscina, pegar objetos e realizar outros desafios. Pode ser um bom primeiro contato com a água para aquelas que ainda não aprenderam a nadar. Mas fique atento, nesse caso, a brincadeira deve ter a supervisão de um adulto.

Já os passatempos que envolvem competições em equipe têm um papel interessante para a questão do trabalho em equipe. Isso não somente é importante para criar essa noção nos mais novos, mas também ajuda a estreitar ainda mais os laços afetivos quando a família toda se envolve nessas brincadeiras.

Jogos de Piscina: Crianças - Aquecenorte

No que ficar de olho antes dos jogos

Para que a diversão não se transforme em dor de cabeça é importante prestar atenção em alguns pontos. O primeiro deles, como citado anteriormente, é que os jogos que envolvam somente crianças sejam supervisionados por um adulto, para que as regras sejam devidamente cumpridas e também evitar quaisquer acidentes.

Outro ponto que merece atenção é observar determinados lugares que ofereçam certos riscos para os participantes dos jogos, como quinas, escadas, degraus e demais itens que encontramos em algumas piscinas e que podem causar algum acidente. Se possível, delimite a área para o passatempo ou remova os objetos (no caso da escada).

Os jogos de piscina mais legais

Para garantir a diversão nesse verão de um jeito simples e empolgante, apresentamos algumas sugestões de jogos de piscina. É importante frisar que eles podem ser adaptados de acordo com o tamanho da área disponível ou da maneira como achar melhor.

Caça ao tesouro

A ideia desse passatempo é fazer com que os participantes se movimentem por toda a extensão da piscina. Para isso, o objetivo é pegar o maior número de objetos jogados na água. Para tornar o desafio mais interessante você pode atribuir determinados valores a certos itens. Ou até mesmo colocar também alguns deles no fundo da piscina.

Caso queira fazer uma competição entre equipes, você pode propor que cada participante deve retirar um item da piscina por vez. Feito isso, ele deve sair da água para que outra pessoa do time faça o mesmo. Assim que não houver mais objetos, a brincadeira acaba e depois realiza-se a contagem.

Mamãe da rua

Uma das brincadeiras de rua mais tradicionais também pode ser feita na água. Para isso, uma pessoa é escolhida para ser o pegador, enquanto o resto do grupo fica em um dos lados da piscina. O objetivo é atravessar até a outra extremidade sem ser tocado pelo pegador. Caso isso aconteça, a pessoa em questão troca de papel com a outra ou pode se juntar a ela – ou seja, o jogo passa a ter outros pegadores.

 

Jogos de Piscina: Marco Polo - Aquecenorte

Marco Polo

Esse é um dos jogos de piscina mais conhecidos do mundo. Mas ele pode ter vários outros nomes, dependendo da região. Aqui, o objetivo do pegador é encontrar os outros jogadores, mas ela deve ficar com os olhos vendados. Para descobrir onde estão, o pegador deve falar “Marco”, e os demais participantes respondem “Polo”. Quando alguém é pego, a brincadeira recomeça.

Quem se veste mais rápido

Um jogo simples e que deve arrancar muitas risadas dos participantes. Seu objetivo é ver quem consegue se vestir mais rápido dentro da água. Para isso, bastam apenas algumas camisetas velhas ou, se quiser aumentar a dificuldade, bermudas e meias antigas também valem. Como o tecido tende a grudar em si mesmo e nos participantes, o desafio se torna maior e também proporciona momentos engraçados.

Pega-rabo

É um passatempo que lembra o tradicional pega-pega. Neste caso, os participantes devem prender tiras de plástico, que podem ser feitas com sacolas de supermercado, nas sungas, nos biquínis ou nos shorts. O pegador então deve ir atrás dos outros e tentar retirar o “rabo”. Caso isso aconteça, essa pessoa se torna o novo pegador.

 

Jogos de Piscina: Biribol - Aquecenorte

Biribol

Esse esporte que lembra o vôlei é uma ótima opção para integrar toda a família ou os amigos na piscina. Para isso, são necessárias uma rede no meio da piscina e uma bola. Essa rede pode ser feita de maneira improvisada com uma corda ou um lençol, por exemplo.

O jogo começa com o saque e cada equipe tem direito a três toques até passar para o outro lado. Ganha o ponto o time que conseguir colocar a bola na água do adversário ou provocar o erro (jogando a bola para fora da piscina). Quem chegar primeiro aos 21 pontos é o vencedor.

Jogos de Piscina: Piscina Aquecida - Aquecenorte

Diversão o ano todo

Aproveitar o verão em uma piscina é provavelmente uma das experiências mais agradáveis. Mas você também pode se divertir em outras estações. Caso tenha um aquecedor instalado, a diversão acontece durante o ano todo.

Você pode saber mais sobre aquecimento de piscina clicando aqui!

Uma das situações mais comuns em relação a piscinas é a questão do aquecimento da água. Muitas pessoas preferem não ter um sistema que aumenta a temperatura porque acreditam que tal investimento não compensa. Afinal, estamos em um país em que na maioria das regiões há muito mais dias quentes do que frios.

Mesmo que essa situação prevaleça,  é bastante incômodo não poder tomar um banho de piscina nos dias mais frios somente por causa da temperatura. Se no verão a água fria refresca e alivia o calor, nos dias frios a água quente relaxa e traz mais conforto para o corpo.

Você faz parte do grupo de pessoas que ainda não aderiu a um sistema de aquecimento para sua piscina? Este artigo mostrará como funcionam os aquecedores a gás, um dos aparelhos mais utilizados para essa situação. Confira também as vantagens e o que é preciso fazer para garantir seu funcionamento de maneira eficiente e segura.

aquecedor de piscina

Os aquecedores a gás para piscina

O sistema de aquecimento a gás está presente no Brasil desde a década de 1970. Ele foi um dos primeiros a ser utilizado em maior escala por aqui. Com isso, é um dos métodos mais comuns para realizar o aumento de temperatura da água não somente para piscinas. Ele também é utilizado em residências e conjuntos comerciais.

Esse tipo de aquecedor, como sugere o nome, tem o gás como principal fonte de energia para promover o aquecimento da água. Nesse sentido, isso pode ser feito através de gás natural (GN) ou o gás liquefeito do petróleo (GLP). Isso dependendo da disponibilidade de cada um. Muitas cidades brasileiras ainda não possuem um sistema de distribuição do gás natural.

Você pode aprender mais sobre os tipos de gás nesse artigo que separamos para você clicando aqui.

aquecedor de piscina

Os tipos de aquecedores a gás

Existem uma infinidade de tipos de aquecedores de água a gás, mas apenas alguns deles são apropriados para aquecer piscinas.

Aquecedor de Passagem a Gás Convencional

Os aquecedores de passagem convencionais, daqueles usados em residências, podem ser usados também no aquecimento de piscinas. No entanto de maneira indireta, já que a água de piscina não pode passar através do equipamento. A água da piscina possui alguns produtos químicos. Um deles é o cloro por exemplo, que acabariam danificando rapidamente o aquecedor de passagem.

Dessa forma o aquecimento de piscina usando aquecedores de passagem convencionais precisam de um equipamento intermediário. Assim permite-se aquecer a água sem que ela passe diretamente pelo aquecedor. Esse equipamento é chamado de trocador de calor.

Esse trocador de calor basicamente é responsável por separar a água de piscina e a água que vem do aquecedor de passagem. Em um lado do equipamento passa a água quente vinda do aquecedor e do outro a água que vem da piscina. Assim a água quente transfere parte de seu calor para a água fria da piscina. Mas sem nunca fazer contato direto.

Esse sistema de aquecimento permite o uso dos aquecedores de passagem convencionais mas acabam comprometendo parte da eficiência do equipamento.

Se você quiser saber mais sobre o funcionamento dos aquecedores de passagem separamos um artigo para você. Basta clicar aqui!Aquecedor de piscinaAquecedor de Passagem a Gás de Piscina

No entanto existem alguns modelos de aquecedores de passagem próprios para piscinas. Esses equipamentos são capazes de trabalhar diretamente com a água da piscina sem comprometer sua vida útil.

Apesar de ser um equipamento mais caro acaba sendo um sistema de aquecimento muito mais eficiente que os aquecedores de passagem convencionais.

Aquecedor de piscina

Vantagens dos aquecedores a gás

Os aquecedores a gás costumam apresentar muitas vantagens em relação a outros sistemas de aquecimento para piscinas se levarmos em consideração questões como custo-benefício, tempo de aquecimento, rendimento do aparelho e associação com outros métodos.

A maior vantagem do sistema a gás é que ele não depende de uma condição climática ideal para aquecer a água ou mantê-la na temperatura ideal. Se compararmos com as placas solares ou a bomba de calor, por exemplo. Mesmo nas épocas mais frias, um bom aquecedor a gás é capaz de aquecer a água até uma temperatura de 30 graus e em pouco tempo.

Outro ponto favorável aos aquecedores a gás é a economia com a fonte geradora de energia. Se comparado com a eletricidade, como no caso dos aquecedores de passagem elétricos. O gás possui um rendimento muito maior. É importante salientar que algumas empresas fornecedoras do combustível gasoso oferecem benefícios para usuários que escolhem esse recurso. Vale ressaltar também que ele é sustentável.

Se você já possui um sistema de aquecimento instalado, como os painéis solares, os aquecedores a gás podem funcionar em conjunto, como um “dispositivo de emergência” caso o primeiro não consiga elevar a temperatura da água o suficiente por conta das condições climáticas. Isso porque cada um deles funciona de maneira independente, ou seja, a instalação de um não interfere no andamento do outro.

aquecedor de piscina

O que levar em consideração?

Além de todas as vantagens que esse método proporciona, é importante ter em vista certas condições para que o aquecedor a gás possa funcionar com desempenho máximo e sem causar dor de cabeça.

Um desses pontos é a dimensão da piscina. Esse tipo de aquecedor é eficiente para piscinas com até 150 metros cúbicos (para efeito de comparação, uma piscina com 10 metros de largura, 10 metros de comprimento e 1,5 metros de profundidade). Em construções com dimensões maiores, pode ser necessário um sistema com mais potência ou até mesmo a instalação de mais de um aparelho.

Neste caso, uma dica muito útil que ajuda a promover economia e otimizar o aquecimento é programá-lo entre 12 e 18 horas antes do uso. Dessa maneira, o aumento de temperatura é feito gradualmente até atingir o ideal e sem forçar o aparelho.

Outro ponto essencial é a chamada tubulação de retorno, ou o sistema que leva a água aquecida para a piscina. Neste caso, recomenda-se a utilização de tubos e conexões de cloreto de polivinil clorado (CPVC), um material bastante resistente a temperaturas mais altas.

Cuidados com instalação e manutenção

Por se tratar de um aparelho que funciona em altas temperaturas e cuja principal fonte de energia é o gás, esse tipo de aquecedor requer alguns cuidados em sua instalação e manutenção a fim de funcionar de forma correta e sem colocar a integridade física de qualquer pessoa em risco.

A principal medida é que os queimadores devem ser instalados em um cômodo separado da casa de máquinas e bem ventilado, já que se trata de um sistema que gera alta temperatura e, em caso de vazamento de gás, possa ser liberado.

É importante também que haja uma chaminé para a liberação dos resíduos gasosos provenientes da queima, como o monóxido de carbono (altamente tóxico para os seres vivos). Além disso, a instalação do sistema precisa da aprovação do corpo de bombeiros.

Se você acredita que o aquecedor a gás é a solução para a sua piscina, preencha o formulário de orçamento abaixo. Nossos consultores analisarão suas informações e encontrarão o sistema ideal para a sua situação.

Se você tem uma piscina em casa, conhece bem todo o conforto e lazer que ela pode proporcionar. Nos dias quentes, ela se torna uma das principais opções para se refrescar do calor e relaxar depois de um dia de trabalho ou para curtir o final de semana.

Mas e nos dias com a temperatura mais amena? Parece um desperdício contar com uma bela piscina e não poder desfrutar dela somente por causa da água mais fria, não é? Por isso, é importante ter um sistema de aquecimento adequado e eficiente.  Afinal é fundamental garantir sua diversão durante todos os dias e estações do ano não é mesmo?

Um dos aquecedores mais utilizados em piscinas atualmente é a bomba de calor. Neste artigo, você vai conhecer como funciona esse sistema. Como também a sua instalação e quais as vantagens de ter esse método instalado em sua piscina.

O que é Bomba de Calor?

A bomba de calor (conhecida também como trocador de calor) é um sistema de aquecimento.  Ela é utilizada para aumentar a temperatura da água em piscinas, assim como manter esse nível de aquecimento quando alcança a temperatura estipulada. Esse aparelho é indicado para piscinas em residências, projetos comerciais e condomínios horizontais e verticais.

Quando se fala nesse sistema, é muito comum fazer a comparação com o ar-condicionado. Nesses aparelhos de refrigeração, o calor do ar é sugado por um circuito de serpentinas, condensadores e evaporadores, e resfriado com o auxílio de um gás.

Nas bombas de calor, esse processo funciona de maneira semelhante. Mas o resultado é inverso. O aparelho tem a capacidade de retirar todo o calor disponível no ar (até mesmo em dias frios) e fazer a transferência para a água da piscina. Já o ar frio resultante é retirado através de um sistema de ventilação que expulsa esse resíduo para a saída instalada no local.

Uma das características desse sistema é que ele pode ser adaptado a certas estruturas já existentes. Como utilizar a motobomba já instalada para a filtração para auxiliar o aquecimento da água. Além disso, o trocador de calor está apto a funcionar em conjunto com outros aparelhos para o mesmo fim, como aquecedor a gás ou painéis solares. Ou seja, não é necessário se desfazer de um para ter o outro.

É importante ressaltar que a bomba de calor é um sistema utilizado também para aquecimento de água em residências e áreas comerciais. Principalmente pelo seu tamanho reduzido e alto rendimento.

bomba de calor

As características de uma bomba de calor

A bomba de calor é um aparelho que geralmente possui dimensões médias (cerca de 80 centímetros de largura e de altura). E sua instalação deve ser feita em área onde possa captar o ar ambiente para o processo de aquecimento.

O sistema é composto geralmente por um ventilador responsável para empurrar o ar frio para fora do aparelho, um dreno que evita o acúmulo de água no interior, tubulações de entrada e saída de água, um painel elétrico para fazer a regulagem de temperatura, além dos acessórios de instalação.

Na maioria dos casos, uma motobomba é necessária para fazer a circulação da água e promover o funcionamento de todo o sistema. Como citado anteriormente, o motor utilizado no filtro da piscina também pode ser aproveitado na bomba de calor. Mas o ideal é que haja um para cada aparelho. Isso acontece porque o cloro acumulado na filtragem pode afetar o desempenho da bomba de aquecimento.

A bomba de calor atua em sistema de by-pass. A água da piscina é bombeada por um circuito fechado a fim de passar pela bomba que vai encaminhá-la para o local onde será aquecida. Depois, ela retorna para a piscina já na temperatura determinada.

Alguns fatores podem interferir diretamente no aquecimento ideal da água. Como a dimensão da piscina em relação à potência do sistema (piscinas maiores precisam de motobombas mais potentes) e o local da instalação (áreas externas possuem maior perda de calor).

bombas de calor

Vantagens da Bomba de Calor

São muitas as informações sobre a bomba de calor. É provável que você esteja se perguntando quais as vantagens desse sistema de aquecimento em relação a certos parâmetros (manutenção, instalação, despesas com energia) se comparado a outros métodos.

Uma das vantagens da bomba de calor está ligada às despesas com fonte de energia para funcionamento. Quando comparado aos aquecedores a gás, por exemplo, as despesas são menores, já que o gasto com combustível (gás natural ou GLP) é maior para aquecer a mesma quantidade de água.

Em relação a sistemas que também funcionam com energia elétrica, a bomba de calor é mais econômica do que o aquecedor de passagem (ou de sistema elétrico convencional). Isso porque o sistema permite um gasto bem menor para manter a mesma quantidade de água na temperatura ideal.

Se comparado com o sistema de aquecimento solar, a aquisição e instalação da bomba de calor são mais baratas. Já o custo energético do sistema solar é difícil de competir.

Além disso, como esse aparelho se vale do calor retirado do ar quente para aumentar a temperatura da água, o resíduo é apenas o ar frio. Assim como os sistemas solares, é bastante limpo, pois não gera poluentes que possam afetar a saúde de sua família ou o meio ambiente.

bomba de calor

Desvantagens da Bomba de Calor

Como tudo na vida tem dois lados as Bombas de Calor não seriam diferentes. Ela tem uma única desvantagem notável em relação a alguns de seus concorrentes diretos no aquecimento de piscina. Assim como aquecedores de passagem a gás ou elétricos, é o tempo que leva para aquecer a piscina.

Os aquecedores de passagem a gás próprios para aquecimento de piscina levam em torno de 4 a 5 horas para aquecer. Já a bomba de calor leva de 8 a 15 horas para fazer o mesmo aquecimento. Isso considerando um bom dimensionamento em ambos os casos.

Claro que podemos reduzir esse tempo de aquecimento no caso das bombas de calor aumentando a potência dos equipamentos. Mas isso eleva o custo do sistema de aquecimento da piscina consideravelmente. Dessa forma acaba tornando a bomba de calor uma opção muito mais cara do que seus concorrentes.

bomba de calor

Em quais situações é recomendada

A bomba de calor é a melhor opção de aquecimento em piscinas que ficam em regiões de clima predominantemente quente. Em que a temperatura ambiente nas estações mais frias não é menor do que 10 graus.

Além disso, como falamos anteriormente, ele não é um sistema indicado se você precisa de agilidade no aquecimento da piscina. Já que ele demora várias horas para atingir a temperatura desejada. Já em casos onde existe uma previsibilidade do uso da piscina (como hotéis, academias, escolas e etc) é uma ótima pedida.

Caso você tenha necessidade de automatizar algum mecanismo relacionado à sua piscina, esse sistema é o mais adequado também. Os modelos de bomba de calor mais modernos já contam com acessórios inclusos que permitem o controle de várias funções, como tempo de limpeza e filtração.

O que você achou do sistema de bomba de calor para aquecer sua piscina? Acredita que é a melhor opção para manter a água sempre na temperatura ideal? Então preencha o formulário de orçamento para que nossa equipe entre em contato com você com as melhores oportunidades.

Quem tem uma piscina sabe como elas são divertidas e úteis. Durante o verão, são o ponto focal da casa, ajudando a manter as crianças entretidas e nos resfriando quando bate aquele calorão. Além de proporcionar um ótimo local para exercício e relaxamento. Mas durante o inverno ou em dias menos quentes, a situação muda drasticamente. Afinal, (quase) ninguém gosta de piscina gelada.

Neste caso, providenciar aquecimento pode ser a resposta para quem deseja aproveitar a sua piscina durante o ano inteiro. Por isso, preparamos o artigo a seguir com 10 vantagens de usar aquecimento de piscina. Benefícios que podem ser acessíveis a todos os bolsos e tipos de piscina.

aquecimento

Confira!

1 – É possível usar a piscina o ano inteiro

Como já dissemos na introdução deste artigo, quem tem uma piscina deseja utilizar ela durante o ano inteiro. Ter uma piscina é sinônimo de investimento. Mas se ela fica fechada ou drenada durante alguns bons meses, esse investimento pode ser visto como um prejuízo. Então é essencial ter aquecimento constante e poder usar a piscina em qualquer estação.

2 – Você pode nadar a qualquer hora do dia

Visitas noturnas à piscina são sempre fonte de prazer e relaxamento. Se você precisa esperar o sol nascer para que a água esquente e só depois poder usar a piscina, então parte do potencial dela está sendo perdido.

Um sistema de aquecimento vai permitir reunir os amigos e a família para aproveitar a piscina em qualquer hora do dia ou da noite.

Além disso, nadar um pouco antes de dormir ajuda a relaxar e espantar a insônia.

3 – Aproveite um relaxamento prolongado

Se tem uma coisa que nos ajuda a relaxar no fim de um dia difícil é tomar um banho quente no chuveiro. Mas o efeito do relaxamento fica muito mais potencializado ao nadar na água aquecida. E ainda poder compartilhar o momento com as pessoas queridas!

4 – Faça uso das propriedades curativas da água quente

A água quente pode ser muito relaxante e também tem potencial de fazer muito bem para a saúde. E são muitas as propriedades curativas da exposição à água quente. A começar pelo relaxamento muscular e das articulações, que melhoram a circulação do sangue e aliviam diversas dores.

Além disso, uma piscina aquecida pode proporcionar melhora em diversas situações. Como por exemplo as cólicas menstruais e dores decorrentes de reumatismo, além de ajudar na recuperação de torções e torcicolos.

5 – Proporciona exercício de baixo impacto

Em comparação com exercícios tradicionais, se exercitar em uma piscina, seja através de hidroginástica ou natação é uma excelente escolha. Isso representa apenas 1/4 do impacto nos músculos, tendões e articulações em relação a atividades como corrida e caminhada.

Se exercitar em uma piscina é perfeito para quem tem fragilidades e necessidades especiais, como no caso dos idosos, pessoas com deficiência e quem tem artrite ou doenças musculares.

Com a piscina aquecida, os benefícios das atividades físicas não são interrompidos durante o inverno, logo o trabalho de condicionamento também não.

aquecimento

6 – Valoriza o imóvel

Muita gente tem medo de ter uma piscina aquecida por achar que dá muito trabalho instalar o sistema de aquecimento. No entanto, quando vão comprar uma casa nova, essas mesmas pessoas preferem um imóvel que já tenha piscina aquecida por causa da comodidade.

Em outras palavras, investir em um sistema de aquecimento para a piscina é agregar valor ao seu imóvel. Então, se você está esperando vender a sua casa no futuro, ter uma piscina aquecida vai permitir que o seu imóvel obtenha um retorno maior e seja mais disputado.

7 – Os sistemas de piscina aquecida são duráveis

Os sistemas modernos de aquecimento são muito mais eficientes e duráveis, independentemente da tecnologia utilizada, seja bomba de calor, movido a eletricidade, a gás ou usando painéis solares.

Claro que as opções entre si podem apresentar certas vantagens e desvantagens dependendo da necessidade e das prioridades do proprietário da piscina, mas, em geral, são excelentes opções para aquecer as piscinas durante o ano inteiro com pouca manutenção.

8 – É mais barato do que você imagina

O custo de aquisição não é o único valor que é preciso ter em mente ao pensar em adquirir um sistema de aquecimento para a sua piscina. É preciso pensar também nos custos de manutenção do sistema e de custeio energético, e que os diferentes sistemas de aquecimentos tem valores diferentes para cada um desses quesitos.

Entretanto, apesar dos custos envolvidos, os valores para colocar aquecimento em uma piscina caíram drasticamente nos últimos 20 anos, especialmente com o surgimento de tecnologias digitais, sistemas híbridos e componentes mais eficientes.

Os aquecedores a gás têm, geralmente, custos de aquisição e instalação mais baratos, enquanto os sistemas solar e híbrido (aquecimento solar em conjunto com bomba de calor) são mais caros.

O preço vai depender do tamanho e do modelo da piscina, mas pode começar em R$ 4 mil e chegar até dezenas de milhares de reais. Mas os custos de manutenção e do metro cúbico de água aquecido podem compensar o investimento inicial.

aquecimento

9 – Protege a estrutura da piscina

Na maioria das regiões brasileiras, o eventual congelamento da tubulação e dos componentes estruturais das piscinas não é um problema, mas existem casos em que os azulejos e o encanamento podem ser comprometidos por variações bruscas de temperatura com quedas acentuadas.

Uma única parte de encanamento danificada pode significar uma obra trabalhosa e complicada, além da interrupção do uso da piscina. Então, um fluxo constante de água quente durante o ano inteiro pode prevenir danos sérios e caros à toda a estrutura da sua piscina.

10 – Custo-benefício

Existem muitos benefícios em ter piscina aquecida para a saúde e para o bem-estar. Mas a pergunta principal é: vale a pena?

Bem, se você já possui uma piscina e deseja instalar um sistema de aquecimento, é interessante consultar uma empresa especializada para tirar todas as dúvidas em relação aos custos de instalação e manutenção. Se você ainda não tem uma piscina, pode ser vantajoso incluir o aquecimento no projeto.

Com todas as vantagens apresentadas, investir em conforto e qualidade de vida para a sua família vale muito à pena.

E no nosso blog, você pode conhecer mais sobre o aquecimento de piscinas e descobrir como funcionam os diferentes sistemas!

Acesse nosso artigo no blog explicando tudo, clicando aqui!

Ter um aquecedor para a piscina da sua casa é uma excelente ideia para não deixá-la sem uso. Independente da estação do ano e do clima que estiver fazendo. Estes tipos de aquecedores deixam a temperatura da água bastante agradável. Com variações que chegam de 26 °C a 32 °C. Garantindo assim mais conforto aos usuários, mesmo nos dias mais frios.

Existem no mercado alguns tipos de aquecedores. É possível utilizar um aquecedor a gás, elétrico ou solar. Para saber qual a melhor solução é preciso saber qual o tipo, tamanho ou modelo da piscina. Bem como o valor do investimento que o proprietário dispõe para este projeto.

Se você pretende instalar um sistema de aquecimento na sua piscina, mas ainda não sabe o que é necessário para fazer uma boa escolha. Veja abaixo neste post as 6 coisas que você deve saber antes de comprar o aquecedor da sua piscina e tire suas dúvidas.

1. Procedimentos a adotar antes de comprar um aquecedor de piscina

Leve em conta o tamanho da piscina

Quando o assunto é aquecedor de piscina, a variedade é grande, conforme já mencionamos antes, existe o aquecedor a gás, o elétrico, solar, à lenha e trocadores de calor. Mas qual é a melhor opção? É preciso levar em conta o tamanho da piscina, pois a potência do aquecedor vai depender muito deste dado importante. O calor irá variar de acordo com a quantidade de água que deverá ser aquecida. Existem no mercado aparelhos específicos que podem suprir aquecimento de 10 a 400 mil litros. Já para as piscinas menores, há uma variedade maior deles que podem atendê-las.

Calcule o custo mensal que cada aquecedor terá

É importante antes de comprar o aquecedor, calcular o custo mensal a ser desprendido. Os aquecedores solares possuem um custo de aquisição mais alto que os demais. Porém a energia utilizada (solar) é gratuita, o que leva o valor mensal a praticamente zero. Só gastando um maior valor em apoio. Ou seja, em períodos mais frios como o inverno brasileiro. Logo dependem da instalação de coletores solares e da disponibilidade do sol. Além de haver limitações neste tipo de aquecimento, pois seu aquecimento é de apenas 10 graus, no máximo.

Já o aquecedor a gás é mais barato, mas seus gastos serão maiores com manutenção, principalmente em piscinas maiores, já que precisarão de mais aparelhos deles para funcionar apropriadamente, com o aquecimento necessário.

O melhor aquecedor de piscinas é o Trocador de Calor

Este tipo de aquecedor é conhecido por esta denominação devido a aquecer a água de forma alternada, fazendo a temperatura variar entre 29 e 32°C. O trocador de calor é também conhecido como bomba de calor, é um dos sistemas mais eficientes para aquecimento de piscinas, pois são mais econômicos que os sistemas convencionais. Isso levando em consideração sua alta eficiência.

Este tipo de aquecimento também possui vantagens econômicas, pois contam com as seguintes características:

  • Possuem sistemas by pass, um regulador do fluxo da água para o trocador;
  • Vem com sensor de água integrado; / Sensor de água?
  • Possuem sensores de baixa temperatura.

É importante verificar a marca do fabricante e a qualidade do material do aquecedor.

Para os dispositivos a gás, o ideal é que sejam certificados e que contenham baixas emissões de CO2, o que os torna mais sustentáveis.

2. Quais as vantagens dos aquecedores de piscina

Uma das vantagens é poder usar a piscina de forma ilimitada, não importando as condições climáticas, impactando de forma positiva na qualidade de vida dos usuários. Veja algumas razões que mostram que vale a pena utilizar os aquecedores de piscina:

  • Aproveitar a piscina durante o ano todo;
  • Conforto, com temperatura agradável ao corpo;
  • Praticidade e facilidade de manutenção;
  • Incentivo à prática de atividades físicas e esportivas;
  • Valorização do imóvel pelo investimento proporcionado pela tecnologia e pelo uso de recursos naturais, no caso de optar pelo aquecimento solar.

Piscina

3. Cuidados a tomar antes e depois de instalar o aquecedor

Verificar se o aquecedor é sustentável

Antes de decidir instalar algum sistema de aquecimento na sua piscina, é importante avaliar quais são os mais sustentáveis e econômicos. De acordo com pesquisas, os que tendem a atender a sustentabilidade são os tipos solar e elétrico, pois são menos poluentes e não agridem o meio ambiente.

Checar o grau de dificuldade de instalação, o preço e a manutenção do aquecedor

É preciso verificar também o grau de dificuldade de instalação de cada aquecedor. O mais fácil de ser instalado é o aquecedor elétrico e é também o mais barato, assim como o aquecedor à lenha, sendo que este último possui a manutenção mais trabalhosa, principalmente porque precisa repor lenha. O trocador de calor e o solar são os que possuem a instalação mais cara. Sobre a manutenção, a demanda é menor quando a temperatura da água é menor, assim como a casa de máquinas, que precisa ser mantida seca, arejada e em bom estado. É importante também sempre seguir as recomendações dos fabricantes e do manual de instruções.

4. Verificar a qualidade e desempenho do equipamento

Não importa qual o aquecedor a ser escolhido, algo que sempre deve ser importante verificar é se o aparelho é aprovado pelo Inmetro. Esse selo de qualidade é o que vai garantir que o dispositivo vai atender de forma eficiente ao seu propósito.

5.Procurar profissionais capacitados para instalar o aquecedor

Instalar aquecedor na piscina não é tarefa simples, desta forma, é importante contratar mão de obra profissional. Os profissionais devem conhecer muito bem como instalar o dispositivo escolhido. Não apenas instaladores profissionais, mas também engenheiros podem ser requisitados para consulta sobre o melhor aquecedor, visto que são capacitados para analisar o ambiente e definir o que melhor se adapta para sua piscina.

Certamente com essas informações que explanamos, se tornou mais fácil para você decidir qual é o aquecedor de piscinas que melhor irá atender às suas necessidades. Faça sua escolha baseada nestes conhecimentos e aproveite não só o inverno, mas todas as estações do ano e horários do dia a sua piscina confortavelmente aquecida.

Piscina

 

E então, o que achou das diversas opções de aquecedores de piscina? Caso ainda tenha dúvidas sobre qual escolher e como funcionam, entre em contato conosco. Para receber artigos e novidades sobre o assunto, assine nossa Newsletter, e caso deseje saber mais sobre preços e condições, preencha nosso formulário de orçamento.

Scroll Up