Após um longo e estressante dia de trabalho, só mesmo uma boa ducha para relaxar o corpo e a mente. Você já deve ter ouvido esta afirmação muitas vezes, ou mesmo você a fez; fato é que ninguém nega o quanto esse banho pode ser revigorante. Com o aquecedor de gás é possível ter uma temperatura sempre agradável e um volume intenso de água, basta somente fazer a compra certa da ducha.

No mercado existem diversos modelos, que podem ser classificados por sua funcionalidade, design, vazão de água, tipo de jato e muito mais. Contudo, para que a decisão seja a mais correta, ela não deve somente ser baseada na estética do produto. Para um momento de relaxamento e limpeza, uma ducha que seja funcional, confortável e econômica. Ter critérios é fundamental para não ter erros e nem gastos extras.

ducha

Fatores que influenciam os tipos de duchas

Quando olhamos os tipos de ducha ideais para serem usadas com aquecedores de gás, pensamos em resistência. Afinal, pela sua tubulação e mecanismo passará a água em elevada temperatura. Se o material que reveste esta ducha for de baixa qualidade, o desgaste dele é rápido.

Os melhores tipos de duchas para estes casos são aqueles que oferecem melhor vazão de água. É a vazão que garantirá a intensidade da ducha, então deve ser a primeira característica a ser analisada. A vazão é a capacidade na quantidade da ducha em fornecer água quente, pois quanto maior for a vazão, mais forte será a intensidade da água.

Os modelos mais comuns de ducha têm uma capacidade de vazão de 10 a 15 litros de água por minuto. Mas alguns modelos de duchas de alta vazão são capazes de chegar a impressionantes 60 litros por minuto.

Os aquecedores a gás garantem que, independentemente da quantidade de vazão escolhida, a água sempre terá o seu aquecimento garantido (contanto que o aquecedor tenha sido dimensionado corretamente). Por este motivo, o apoio de uma empresa especializada com profissionais especializados é muito recomendado. Eles podem fazer a análise quanto ao tipo de aquecedor a gás é o mais adequado para o imóvel, bem como com quais duchas ele é mais compatível.

Ainda existem dois aspectos importantes para se levar em consideração na hora de planejar a compra do aquecedor e duchas: o espalhador e o tipo de jato. Neste caso, mais do que funcionalidade é uma questão de gosto pessoal. O tamanho do espalhador define o conforto que deseja. Existem diversos tipos de jatos de água no mercado: cascata, nuvem de água, direcionado, vertical. Para todos eles o aquecedor a gás cumpre o seu papel, porém, este tipo de escolha de ducha tem apoio em gostos pessoais.

Tipos de duchas mais comuns no mercado

– Duchas Quadradas

Tipo de ducha bastante comum disponível no mercado, elas são encontradas em sua maioria em aço inox e acabamentos cromados. Por ter uma altura de 5 cm, largura de 20 cm e profundidade também em 20 cm, o espalhador é largo, o que garante cobertura de área. Sua saída da parede é através de um braço redondo com o comprimento médio de 35 cm e muitas delas têm a possibilidade de inclinação. Sua vazão normalmente é encontrada em 15 litros por minutos. Assim, há a possibilidade de maior cobertura da água e, ao mesmo tempo, poder direcioná-la. Por fim, as duchas quadradas têm ótimo funcionamento em baixa e alta pressão, podendo chegar a uma temperatura máxima de 70ºC.

ducha

– Ducha Acqua Plus

Outro tipo de ducha adequado para sistemas de aquecedores a gás é aquele com tubo de parede. Ele alia o design com a tecnologia para promover banhos eficientes, relaxantes e econômicos. Sua vazão tem uma variação bastante ampla, que se adéqua ao imóvel, a hidráulica do local e as escolhas do cliente, ela está entre 14 e 60 litros por minuto. O jato destas duchas normalmente é tradicional, além de ideal para o uso em ambiente interno. Podem ser encontradas em liga de cobre (bronze e latão), plásticos de engenharia e elastômeros. Quanto às dimensões, o espalhador é circular, com largura de 13 cm, altura de 4 cm e comprimento de 20 cm.

Duchas

– Ducha para Parede

Se você tem o hábito de frequentar hotéis, já deve ter percebido um tipo de ducha muito semelhante entre eles. De fato, as duchas de parede são as mais comuns, tanto para o uso de boilers, como principalmente para aquecedores a gás. Elas são compactas, sem perder o design clássico e elegante. O jato de água é tradicional, havendo modelos em que se é possível articular no próprio espalhador a sua direção. Seu formato sempre é redondo, tendo uma largura de 29 cm e altura de 23 cm. Quanto a sua vazão, elas se adéquam facilmente, apresentando de 12 a 50 litros por minuto.

Duchas

– Duchas Manuais

Em alguns modelos, as duchas manuais acompanham as de parede, contudo também são encontradas em usos separados. Elas são ideias para limpezas mais rápidas e específicas, sendo instalada em diferentes áreas dos banheiros. Mesmo assim não deixam de ter o conforto da água quente proporcionada pelo aquecimento a gás. Podem ser encontradas em formas arredondadas ou retilíneas, adequando-se a qualquer tipo e decoração do banheiro. Este tipo de ducha segue diferentes metragens de acordo com os modelos disponíveis. A sua vazão é mais baixa que uma ducha convencional, ela tem em média 7 litros por minuto.

 

Duchas

 

Não adianta ter a melhor ducha e não ter um bom serviço de instalação hidráulica para o seu banheiro. A Aquecenorte tem os melhores aquecedores a gás e o melhor serviço de instalação da cidade de São Paulo. Entre em contato conosco e faça um orçamento. Em nosso blog há diversos outros interessantes textos sobre os melhores tipos de aquecedores e informações sobre vazão, aquecimento e economia.

 

O banho é um momento importante, pois ele pode revigorar as energias de um dia desgastante ou despertar seu corpo para mais uma jornada. Para que essa experiência seja realmente positiva, é essencial que se tenha uma boa ducha. Mas como escolher mais adequada para o seu aquecedor a gás? Se quiser aproveitar ao máximo os benefícios desse tipo de instalação e não ter dor de cabeça veja o que você precisa saber antes de sair para as compras.

ducha econômica

De olho nas diferenças

Antes de sair comprando qualquer modelo, é importante saber a diferença entre o chuveiro elétrico e a ducha. Muita gente pode achar que é a mesma coisa, mas ambos possuem características relevantes.

A primeira está relacionada ao modo de aquecimento da água: enquanto o chuveiro possui um componente elétrico (geralmente uma resistência) que eleva a temperatura da água, a ducha está ligada ao sistema de aquecimento instalado no local – seja ele elétrico, solar ou a gás. Ou seja, a ducha não esquenta a água, apenas recebe a água já quente de outro lugar.

Outra diferença está no volume de água. Geralmente os chuveiros elétricos possuem uma vazão de 4 a 6 litros de água por minuto. Já as duchas possuem em média a vazão de 10 a 12 litros de água por minuto. Porém as duchas de alta vazão podem chegar até a 60 litros por minuto.

Além disso as duchas geralmente possuem um jato de água de mais qualidade do que os chuveiros elétricos. Proporcionando jatos mais potentes e banhos mais relaxantes e agradáveis.
Mas para aproveitar o potencial máximo do jato das duchas é preciso possuir uma boa pressão. Para saber mais sobre pressão separamos esse artigo para você!
Ainda sobre o aquecimento a gás. Verifique se ele está devidamente instalado e pronto para esse tipo de saída de água. Caso seja um sistema Rinnai ou Rheem, algumas das principais marcas do mercado, é provável que não haja mais complicações.

ducha ideal

Tipos de ducha

O mercado oferece diversos tipos de duchas. E é importante que você escolha de acordo com a sua necessidade. Vale ressaltar que os modelos mais procurados são aqueles feitos com uma liga de metais, que são mais resistentes e possuem acabamento moderno e elegante.

As duchas mais tradicionais são as de modelos mais simples, já que possuem apenas a saída de água principal. O fluxo é determinado basicamente pelo tamanho da saída de água. E costumam apresentar um preço mais baixo.

Um modelo bastante prático e moderno é a ducha com barra. Neste modelo há uma estrutura que permite o ajuste manual de altura da saída de água, já que a mangueira é flexível. Em alguns casos, é possível até mesmo remover a ducha e transformá-la em um “chuveirinho”. É um produto mais caro, porém a praticidade costuma compensar o preço.

Já as duchas com desviador são modelos parecidos com alguns chuveiros comuns. Isso porque apresentam a saída de água principal e uma mangueira flexível, onde está conectado o “chuveirinho”. É um tipo bastante versátil e muito útil em certas situações, como dar banho em crianças ou para instalação junto a banheiras, em que o jato pode ser direcionado.

Para áreas de piscina ou decks, o recomendado são as duchas externas. Como são instaladas em locais abertos e utilizadas geralmente em dias quentes, muitas pessoas acabam por não conectá-las ao aquecedor a gás.

O mercado também oferece o chamado modelo híbrido. Ele possui um método que inicialmente aquece a água por meio da energia elétrica. Quando ela alcança a temperatura ideal, a resistência é desligada, e o restante do banho é aquecido por meio do sistema instalado. Para aproveitar ao máximo os benefícios dessa ducha e economizar sem preocupação, basta acionar a função que automaticamente faz essa transição.

ducha ideal

A vazão da ducha ideal

Além do tipo de ducha, é importante prestar atenção em outras características, que podem representar ainda mais economia e praticidade. Como por exemplo a vazão de água da ducha. Ou seja, a quantidade de água que a ducha consome.

Os modelos de alta vazão, por exemplo, apresentam um grande volume de água dependendo da pressão encontrada no local, que chegam a até 60 litros por minuto.

Por conta disso, vários modelos de ducha possuem um sistema de controle de vazão, que limita a quantidade de saída de água de acordo com a sua necessidade. É possível reduzir o fluxo em até 70% em alguns casos, o que representa uma enorme economia no final do mês.

Outro aparelho bastante econômico é o misturador de ar. Em algumas duchas existe um dispositivo que “injeta” ar no fluxo de água, que proporciona a mesma sensação de volume, mas com menor gasto. Esse método chega a poupar até 50% em alguns casos.
É importante frisar que quanto maior for a vazão da ducha mais encarecer a conta no final do mês. Tanto no gasto de água quanto para aquecer essa quantidade de água, seja através de aquecedores elétricos ou a gás.

Por isso recomendamos a escolha de duchas de vazão econômica ou média. Duchas econômicas costumam variar de 6 a 8 litros de água por minuto, enquanto duchas médias de 10 a 12 litros.
Tais duchas já costumam apresentar um conforto muito superior a grande maioria dos chuveiros elétricos, em especiais àqueles mais econômicos.

ducha ideal

Outras dicas valiosas

Como a ducha não possui nenhuma ligação com sistema elétrico, quase não há problemas com manutenção. Mas é recomendado ficar de olho no fluxo: em muitas cidades, a água possui uma quantidade de minerais que pode se acumular com o tempo e entupir os pequenos orifícios. Uma limpeza simples, retirando o bocal e limpando-o com água corrente e uma esponja, ajuda a resolver o problema.

Se a questão é economizar, também vale seguir as dicas para não desperdiçar água. Tome banhos curtos e feche o registro sempre que possível – na hora em que estiver usando o sabonete, por exemplo. Observe também se não há gotejamento quando a ducha estiver em desuso. Dessa maneira, você poupa no final do mês e o meio ambiente agradece.
E se quiser saber mais sobre aquecedor a gás, duchas econômicas, novidades do mercado e outras dicas sobre o assunto, cadastre-se para receber nossa newsletter e tenha sempre as novidades diretamente no seu e-mail.

Existe sensação melhor do que chegar do trabalho e poder tomar um banho confortável e relaxante para se livrar de toda tensão e cansaço do dia? Sim, se considerarmos que você pode fazer isso de maneira econômica. Para desfrutar desse momento, é essencial escolher a ducha econômica certa.

Veja alguns pontos que você precisa observar na hora de comprar a sua e fazer a escolha ideal.

ducha-economica-aquecenorte

 

 

Na ponta do lápis

Para entender como um banho pode interferir na conta, uma ducha comum costuma ter uma vazão de até 27 litros por minuto, segundo estimativa feita pela SABESP. Ou seja, em um banho de apenas 5 minutos, uma pessoa gasta 135 litros. O que é muito acima do que a ONU recomenda para um dia inteiro, que é 110 litros.

Considerando ainda apenas um banho por dia, nessa situação o gasto seria de 4050 litros por mês. Mas essa conta pode ser ainda maior se somarmos a esse número o uso de água para cozinhar e em outras tarefas do dia a dia. E os números crescem mais em uma residência familiar, ou seja, com várias pessoas consumindo água todo dia.

Conheça sua ducha

Antes de escolher qual o modelo ideal para você, é necessário entender o que é uma ducha e por que ela é diferente de um chuveiro. Duchas costumam apresentar uma grande vazão. Sendo que a água não é aquecida no próprio aparelho, como acontece nos chuveiros elétricos. Logo essa água é aquecida em um aquecedor a gás, elétrico ou solar.

Ou seja, antes de colocar uma ducha, talvez você precise providenciar um sistema de aquecimento de água em sua residência. O aquecedor a gás costuma atender muito bem a demanda residencial e vem ganhando popularidade na casa dos brasileiros. Já os aquecedores elétricos, apesar de eficientes, gastam bastante energia elétrica. O que acaba encarecendo sua conta de luz no final do mês.

E o sistema solar é sem sombra de dúvidas o mais econômico. Gerando custo apenas nos meses mais frios do ano, no entanto seu investimento inicial para aquisição e instalação do sistema pode ser um pouco salgado.
Caso more em um apartamento, verifique se o condomínio já possui algum aparelho do tipo e se existe alguma recomendação prévia para a instalação da sua ducha.

ducha-quadrada-aquecenorte

Os tipos de ducha

Em relação às características, existem no mercado quatro tipos de duchas. As tradicionais apresentam apenas a saída de água principal. E pode variar de tamanho de acordo com o modelo e a marca. Elas podem ser fixadas no teto ou na parede, dependendo do tipo de construção e do projeto arquitetônico. Geralmente seu preço é considerado atraente pelos consumidores.

As duchas com desvio se assemelham aos chuveiros comuns, pois possuem uma mangueira flexível. Ela se conecta à ducha por meio do “chuveirinho”, como é conhecida a ducha manual. É um modelo bastante recomendado para quem possui crianças pequenas, já que a ducha manual oferece praticidade na hora do banho.

Já as duchas com barra são fixadas a uma estrutura fixa na parede. Logo isso permite que a altura do equipamento seja ajustada manualmente pelo usuário, funcionando como uma ducha manual. São modelos um pouco mais caros, porém a praticidade costuma valer a pena.
E as duchas externas são aquelas instaladas em áreas abertas, como decks e piscinas. Geralmente, esses lugares costumam ser utilizados em dias quentes, não sendo necessário ficar ligados ao sistema de aquecimento. No entanto, isso varia de acordo com a sua necessidade e o seu gosto.

Fique de olho

O que levar em conta na hora de escolher uma ducha? De fato o mercado atual oferece uma grande variedade de modelos. Desde os tipos mais simples até aqueles desenvolvidos com sistemas de última geração.

Como o foco é economia, a primeira e mais importante característica a ser observada é a vazão de água. Muitos modelos de duchas disponíveis no mercado, apresentam sistemas de controle de vazão, que podem poupar até 70% de água no banho. Alguns modelos oferecem também diferentes tipos de jato – mais concentrados ou mais abertos.

Alguns modelos ainda apresentam um sistema de entrada de ar, em que a água da ducha se mistura com o ar por meio de um dispositivo próximo à saída do fluxo. Essa combinação proporciona uma sensação de maior volume e redução no consumo, que pode chegar a até 50%.

Outro ponto a ser considerado é o material da ducha. Modelos de plástico costumam ser mais simples e baratos. Mas sua vida útil também é mais curta devido à deterioração sofrida pela ação do tempo e pela pressão da água. Os tipos mais modernos são mais resistentes e duráveis. Por conta disso, essas duchas também são mais bonitas e dão um ar de modernidade e sofisticação ao ambiente.

A pressão da água também é um fator importante. Muitas pessoas preferem a ducha justamente pelo grande fluxo. No entanto, alguns fatores, como a altura da caixa d’água, podem interferir diretamente nisso e causar o efeito contrário. Nesse caso, pode ser necessária a instalação de um pressurizador, que garante o volume desejado.

E vale também seguir algumas recomendações básicas. Como tomar banhos curtos, fechar o registro no momento em que estiver se ensaboando e verificar se não há vazamento ou gotejamento quando a ducha não estiver sendo utilizada.

ducha-economica-aquecenorte

Qual a vazão ideal?

A vazão ideal da sua ducha vai depender muito das suas preferências pessoais. E também de quanto está disposto a gastar com contas de água e gás (caso seu aquecedor seja a gás) ou eletricidade (caso seu aquecedor seja elétrico).

Tem quem prefira um banho com mais volume de água, como uma cachoeira por exemplo. Mas também existem quem não ligue tanto para o volume de água e prefira um jato mais forte e concentrado.

Estilos de Duchas

Duchas de vazão média: As duchas com vazão de 10 a 15 litros de água por minuto são consideradas intermediaria. São também as mais comuns de achar no mercado.

Duchas de alta vazão: A partir de 20 litros de água por minuto já classifica a ducha como de alta vazão. Algumas podem chegar a incríveis 60 litros de água por minuto. São duchas com um grande volume de água que por sua vez podem proporcionar um grande prazer no banho, mas também encarecer sua conta no fim do mês. Vale frisar que em alguns países duchas desse tipo são proibidas.

Duchas econômicas: As duchas mais econômicas têm sua vazão média girando em torno de 6 a 8 litros de água por minuto. Muita gente acha que por conta de sua pouca vazão o banho não vai ser tão legal. Mas esse tipo de ducha costuma possuir um jato de água bem concentrado, proporcionando um banho massageador.

ducha econômica

Restritores de vazão

Uma opção para baratear seu banho é a instalação de restritores de vazão. São peças que podem ser instaladas dentro da ducha e que restringem a quantidade de água que a ducha é capaz de soltar.

Em alguns casos esse tipo de peça pode comprometer um pouco a qualidade do jato da ducha, mas sua economia costuma valer bastante a pena.

São componentes fáceis de achar, mas que costumam ser exclusivos para cada modelo de ducha. Então a melhor pedida para encontra-los é procurar no fabricante da sua ducha.

 

Quer receber mais conteúdo sobre duchas econômicas, além de novidades sobre aquecedor a gás, chuveiros e outras dicas sobre o assunto? Assine nossa newsletter e tenha a comodidade de receber tudo isso diretamente em seu e-mail ou entre em contato conosco aqui.

 

Nada bate o conforto da nossa casa. Mas algumas coisas chegam perto. O banho de hotel, por exemplo, normalmente é bem satisfatório e relaxante. Essa qualidade vem da combinação de algumas características que são fundamentais para compor um banho confortável. Vamos ver cada uma delas, e como você pode replicá-las para criar o banho perfeito em casa.

A temperatura ideal

A temperatura perfeita, para um banho de hotel quentinho é extremamente relaxante.

Isso porque a água um pouco mais quente promove a dilatação dos vasos sanguíneos, fazendo com que o sangue e o oxigênio fluam com mais facilidade pelo nosso corpo.

Essa fluidez além de relaxar o corpo, pode ajudar no atenuamento de contrações musculares. O oxigênio e a pressão da água podem significar uma diminuição das tensões nos músculos. Por isso, a temperatura ideal é fundamental para ter o banho perfeito.

Em casa, existem diversas opções para ajudar a cumprir esse objetivo.

Os chuveiros elétricos, por exemplo, são uma alternativa muito comum, por ser mais barata. Mas, por outro lado, a sua potência muitas vezes pode deixar a desejar. Especialmente chuveiros em 127 volts, não são suficientes para manter a temperatura, que precisa ser ainda maior em ambientes mais frios.

Já os chuveiros de 220V são mais potentes e conseguem ter uma temperatura um pouco maior, mas ainda longe da ideal. São modelos que não trabalham com temperatura exata. Normalmente dando opções mais superficiais como “quente” ou “frio” que carecem da precisão necessária para compor o banho perfeito.

Por conta disso, o aquecimento de água a gás é a melhor maneira de chegar à temperatura ideal. Esse sistema é bem mais eficiente e apesar da instalação ser um pouco mais cara, ela garante a maior certeza de ter uma temperatura ideal. Aparelhos digitais inclusive podem medir a temperatura diretamente, garantido uma precisão que resulta em um banho ainda melhor.

Ebook Como escolher aquecedor a gás.
Baixe gratuitamente o ebook como escolher o aquecedor ideal para sua casa

A pressão da água

A pressão da água é outro fator importante para compor o banho de hotel perfeito. Pouco adianta ter a temperatura ideal se a pressão é baixa e a água chega preguiçosa. Por outro lado, um exagero pode trazer um desconforto ou até mesmo machucar. É preciso haver um equilíbrio.

Por isso, é preciso ter certeza que a água chega ao seu aquecedor com a pressão ideal. Isso é muito importante, pois, antes de qualquer coisa, existe uma pressão mínima necessária para garantir o funcionamento da ducha. Porém, enquanto essa pressão pode ser o suficiente para o funcionamento, pode não corresponder ao conforto necessário.

Mas como saber qual é a pressão correta?

O primeiro componente para entender a pressão da água é a altura. O m.c.a, metro por coluna de água, é uma das medidas mais comuns para calcular a pressão no ponto de saída.

Ela é muito simples, e é calculada através da distância da caixa d’água até a ducha, e quanto mais alto, maior a pressão.

Saber esse número é importante, pois em primeiro lugar, existe um valor mínimo para o funcionamento da ducha. Ele pode variar de acordo com a marca e o equipamento, mas normalmente, o mínimo é entre 3 ou 6 m.c.a.

Para o banho bem confortável, o aceitável é pelo menos 10 m.c.a, sendo o ideal de 15 a 20.

Apesar desses valores serem bem precisos eles não são necessariamente 100% exatos. Isso ocorre por existem diversos fatores que podem ocasionar uma perda de força da água no seu trajeto até o ponto de saída.

Obstruções na rede por conta de sujeiras, mudanças de direção como curvas e o próprio atrito da água com a parede de tubulação, podem contribuir para essas perdas.

Mas apesar disso, saber o m.c.a é uma ótima maneira, e a mais simples, de determinar a pressão. E em casos em que ela seja menor do que o ideal a solução pode ser usar uma bomba pressurizadora.

Esse equipamento é bastante versátil e pode ser instalado para resolver praticamente qualquer tipo de problema em relação à baixa pressão na rede hidráulica. Seja em casa ou em apartamentos.

Ele funciona a partir de uma bomba que aumenta a força da água e um controlador que a aciona e a desliga, conforme a necessidade.

Existem ainda outros tipos de bomba. Como a de recalque, que puxa a água de um local mais baixo para um mais alto se ela não tiver força para chegar lá, ou a de circulação, que auxilia a circulação. Seus usos são mais específicos, mas dependendo do caso, podem ajudar.

Quer saber mais sobre pressão de água? Separamos este artigo pra você!

O Jato d’água

Por fim, o último componente para o banho de hotel também tem ligação direta com o chuveiro. É o jato d’água. Existem diversos tipos de jato, como a cascata, o fio contínuo, a chuva, o spray e o com massagem. A escolha ideal depende do seu gosto.

Essa decisão é importante, pois eles podem influenciar muito a qualidade do banho. Ter o tipo de jato ideal para o seu gosto pode compor exatamente o que você espera. E o fator estético também não pode ser ignorado.

Um ambiente arquitetonicamente bem construído com um chuveiro que compõem um cenário bem bonito torna o banho uma experiência ainda mais agradável.

Essa é uma vantagem dos hotéis que tem naturalmente uma propensão para serem projetados da maneira mais bela possível.

Por isso, esse aspecto está ficando cada vez mais sofisticado com algumas inovações que podem ser interessantes.

Em primeiro lugar, apostar nos jatos d’água que misturam ar na água que sai da ducha pode ser uma forma de manter o conforto, ao mesmo tempo em que diminui o consumo.

Outra opção é usar jatos em que a água sai no formato de onda. Esse modelo ajuda ainda mais no relaxamento, graças às gotas de água ainda maiores. São opções interessantes.

Por fim, vale ressaltar que em relação aos jatos é sempre fundamental uma rede hidráulica que seja capaz de suportar a demanda da ducha. Ou seja, se a tubulação não for ótima, o banho pode ser prejudicado.

O banho de hotel

Esses são então os três principais componentes do banho de hotel:

A pressão na medida certa para que a água chegue forte, mas sem exageros. Um jato personalizado que dê a exata sensação do que esperamos em um banho e, provavelmente a mais importante, a temperatura perfeita para ajudar a relaxar e diminuir a tensão.

E para saber mais a melhor forma de ter a temperatura ideal no banho, assine a nossa newsletter para receber ainda mais conteúdo.

Na Europa e Estados Unidos a ducha está na maioria dos lares, devido a sua qualidade, segurança, conforto e sofisticação.

Nos grandes hotéis ela está lá também proporcionando um banho terapêutico e agradável que muitas pessoas não se esquecem.

O bom é saber que você pode ter um banho de hotel na sua casa, apartamento, chácara e até mesmo na sua empresa.

Existem muitos modelos de duchas para as mais diversas funções, residências, custos e desejos.

1. Ducha de teto ou parede

As duchas proporcionam mais conforto para o seu banho
As duchas proporcionam mais conforto para o seu banho

As duchas mais comuns são feitas de aço inoxidável. Com design moderno e sofisticação. Perfeita para a decoração do banheiro, é um plus que deixa o ambiente com ar mais elegante. Além disso proporcionam conforto e prazer na hora do seu banho.

Exclusivas para o banheiro e áreas internas, não podem ser acopladas em áreas externas, apesar de muito resistente, não suportam as intempéries do tempo.

  • Formatos

Seu formato pode variar: quadrado, redondo, retangular. A quadrada combina com uma arquitetura mais minimalista, já a redonda segue por uma linha mais clássica, mas você não precisa se prender as regras. O que importa é ter estilo, o seu estilo.

  • Material:

    1. ABS

Material plástico usado em capacetes, o que garante sua durabilidade. Fácil de limpar, seu custo benefício é o melhor entre as duchas. Esse tipo de material é usado também em celular, devido sua beleza de acabamento.

       2. Aço inoxidável

Nesse caso se você está com um dinheirinho sobrando as duchas de aço inoxidável são a melhor opção, tem alta resistência e durabilidade. Este material é altamente explorado nas construções de móveis e objetos sofisticados. Chamado de material do bom-gosto.

Serve tanto para colocar no teto ou na parede do banheiro. A haste da ducha pode ter o tamanho desejado. Existe ducha que fica em cima da banheira, outra que ficam no teto, essa passa aquela sensação de cachoeira, ainda mais se for uma quadrada de tamanho grande. É fazer do seu banho um momento de prazer. Existem muitos modelos de duchas a sua escolha.

2. Ducha com chuveirinho

 

O chuveiro é muito útil para dar banho no bebê e para ter um banho mais concentrado
O chuveiro é muito útil para dar banho no bebê e para ter um jato mais concentrado

Chamadas de ducha com desvio fixo, tem o nome popular de ducha com chuveirinho. De grande praticidade e conforto para o seu banho.

Com o chuveirinho você pode dar banho no cachorro quando necessário. Dar banho no seu bebê com segurança e tranquilidade, pois muitos destes desvios você controla a força de saída da água, o tipo de jato, e a temperatura.

É ideal para quem cuida de idosos em casa ou pessoas com alguma deficiência que necessitam de maiores atenções quanto ao banho. É perfeito para ajudar a lavar cabelos longos com mais intensidade.

E uma utilidade muito legal que o chuveirinho tem é limpar o banheiro. Facilita muito o trabalho o box limpinho.

Esses modelos de duchas podem ser encontrados em diversos materiais: cromado, metal, aço e outros. Se você puder colocar a ducha de desvio fixo, junto com sua ducha faça isso. Assim você já fica precavido caso haja necessidade de usar.

3. Ducha com barra deslizante

 

Sua praticidade está no seu uso que pode ser fixo ou móvel
Sua praticidade está no seu uso que pode ser fixo ou móvel

Pode se dizer que a ducha com barra deslizante é a evolução da ducha com desvio fixo. Além do design que impressiona os mais exigentes, sua funcionalidade deixa o chuveiro na antiguidade.

Essa ducha moderna tem duas funções em uma, fica fixa como um ducha de parede e móvel, ou seja deslizante. Você pode movê-la para um banho mais direcionado. Se você quiser apenas direcionar o jato de água para uma parte específica do corpo, como os pês é muito fácil de fazer isso.

Sua potência é como de uma ducha fixa, muito acima da ducha com chuveirinho.  Você pode encontrar essa ducha em vários tipos de matérias: plástico, cromado etc. Escolha uma que combina com o estilo do seu banheiro. Sua funcionalidade ajuda a dar banhos em bebês, idosos, e seu bichinho de estimação. 

Os preços variam entre 100 a 600 reais, ou seja, tem para todos os tamanhos de bolsos.

4. Ducha com coluna

 

 Ducha com coluna é ideal para usar duas duchas simultaneamente.
Ducha com coluna é ideal para usar duas duchas simultaneamente.

Agora, é a evolução da ducha com barra deslizante e da ducha de parede. É a união das duas, num único suporte.

Essas duchas são de visual incrível e de grande funcionalidade. Elas operam juntas ou separadas, enquanto você recebe a água da ducha fixa, pode usar a ducha móvel para massagear as pernas, as costas, o peito, vai da sua necessidade.

O visual deixa qualquer banheiro com o ambiente sofisticado. Escolha o estilo que mais combina com você.

Tipos de ducha com coluna:

  1. Monocomando: por meio de uma alavanca você regula a temperatura e o fluxo de água, na temperatura desejada.
  2. Termostato: controlador de temperatura, você regula com maior precisão a temperatura e abertura da água, o que proporciona maior conforto.

Os preços são mais salgados, mas o conforto compensa.

 

5. Duchas com hidromassagem

 

Tenha uma hidromassagem no banheiro da sua casa
Tenha uma hidromassagem no banheiro da sua casa

Até agora você viu modelos de duchas funcionais, práticas e sofisticadas para todos os bolsos.

O que você vai ver agora é a evolução da ducha, para um patamar de luxo, alta qualidade e conforto. Um sonho, a ser realizado na hora do seu banho. O que supera até o banho de muitos hotéis.

É fato que muitas pessoas gostariam de ter uma banheira de hidromassagem em casa. Os filmes de hollywood quase sempre mostram os personagens tomando banho em banheiras. Você se lembra da Julia Roberts em Linda Mulher, a cena da banheira entrou para história do cinema e da carreira da atriz.

Se você não tem como comprar uma banheira, por questões de espaço ou orçamento, não se preocupe, a ducha vertical de hidromassagem é uma banheira em pé. Isso mesmo ela cabe no seu banheiro, e ainda vai te proporcionar um banho relaxante e massageador.

A ducha de hidromassagem além da ducha superior, tem outras saídas de águas de baixo até em cima. Existe ducha com três saídas, com quatro, com seis, com oitos saídas, têm também saídas maiores, saídas menores. Chuveirinho. São diversos tipos para o seu gosto.

Algumas já vem com suporte para colocar shampoos e cremes. O material pode ser em alumínio, vidro e em aço inoxidável, muito bem trabalhado. Sofisticação e elegância são o estilo dessas duchas.

Mas não acabou, existem duchas de hidromassagem com assento dobrável, luzes cromoterapia e cascata, com mp3, duchas assinadas por artistas renomados com valores que superam os R$ 40 mil reais.

Mas não se preocupe existe no mercado duchas de R$ 800,00 a R$ 3.000,00 , que você pode parcelar facilmente.

Todos esses modelos de duchas funcionam com sistema de aquecimento a gás, solar ou elétrico. Este sistema de aquecimento a gás é o mais usado nos Estados Unidos e Europa, devido sua segurança e conforto.

Você não precisa ter banho comum. Deixe seu banho especial, cheio de conforto, para que você possa relaxar após um dia de trabalho e curtir seu banho todos os dias.