A mudança para o apartamento novo é um momento único na vida das pessoas. Trata-se de uma realização pessoal que caracteriza um nova fase de vida. Em muitas situações, com a mudança iminente e a correria diária pode ocorrer de você descobrir que não poderá instalar um chuveiro elétrico no seu apartamento. Dessa forma você precisará focar em uma nova tarefa: comprar aquecedor a gás.

Ocorre que em muitos casos as pessoas não fazem a mínima ideia de onde procurar. E em alguns casos não possuem informações suficientes sobre o seu funcionamento. É justamente nesse momento que muitas pessoas acabam cometendo o erro de comprar o equipamento em sites/lojas sem pesquisar o seu histórico e sua experiência nesse tipo de serviço.

Nesse artigo vamos apresentar algumas dicas para você escolher a empresa certa nessa nova etapa da sua vida. Dessa forma evitando “dores de cabeça” e inconvenientes que em muitos casos acabam surgindo por impulso ou falta de pesquisa.

Preciso de um aquecedor a gás! E agora?

Hoje em dia a maioria dos novos edifícios residenciais vem com a obrigatoriedade da instalação do aquecedor a gás. Sendo assim eles sequer possuem a tomada, bastante comum na maioria das residências brasileiras, para a instalação do chuveiro elétrico. Mas nem sempre essa informação é divulgada ao comprador antes da compra.

Por isso não é incomum as pessoas estarem prestes a se mudarem para um novo apartamento e descobrirem de supetão que não podem mais usar um chuveiro elétrico e devem comprar um aquecedor a gás. E como o aquecedor a gás ainda é um equipamento relativamente novo no mercado brasileiro, especialmente em São Paulo, é normal bater uma insegurança. Obviamente essa insegurança em sua maioria por falta de conhecimento do aquecedor a gás e suas funcionalidades. Ainda mais por se tratar de um equipamento a gás, que deixa muita gente receosa.

O primeiro passo é tentar entender melhor como funciona o aquecedor a gás. Pra isso separamos esse artigo para você! Além disso possuímos vários artigos no nosso blog explorando diferentes características dos aquecedores a gás. Inclusive produzimos um ebook ensinando de maneira muito prática como escolher o aquecedor a gás ideal para suas necessidades. Informações sobre isso não vão faltar!

Mas se o primeiro passo é se informar mais sobre o aquecedor a gás em si o segundo, e não menos importante, é saber como escolher a melhor empresa para comprar e instalar seu aquecedor a gás.

Como escolher a empresa certa

Aqui chegamos ao tópico principal desse artigo. É fundamental antes de comprar o aquecedor a gás fazer uma pesquisa e buscar empresas especializadas em tecnologia térmica e com expertise nesse universo. Tente sempre procurar por empresas que não só comercializem os aquecedores a gás, como também sejam capacitadas na instalação e manutenção do equipamento. Isso garante que caso você tenha algum problema futuro com o equipamento trate com a mesma empresa do começo ao fim.

Por isso recomendamos fugir um pouco de home centers e afins, já que esses lugares só vendem o equipamento. Além disso não é incomum você encontrar vendedores que não sabem quase nada sobre o equipamento e muitas vezes acabam até te vendendo um aquecedor a gás que não atenda suas necessidades. Por isso sempre que possível dê preferencia para empresas especializadas no segmento.

Comprar Aquecedor a Gás - Reclame Aqui - Aquecenorte

Avaliações do Google e Reclame Aqui!

Também é recomendado que você faça buscas no Google, em redes sociais como Facebook e principalmente no site Reclame Aqui. Todos esses veículos possuem sistemas de avaliação que te ajudarão a tomar uma decisão mais acertada. Sendo o Reclame Aqui um dos principais para esse tipo de verificação. Uma empresa mal avaliada, especialmente no Reclame Aqui, tem grandes chances de te decepcionar.

Outro lugar muito importante para pesquisar empresas qualificadas é no site dos fabricantes de aquecedores a gás. Sempre verifique se a empresa é credenciada pela marca do aquecedor a gás que ela está te oferecendo.

Muitas pessoas acabam cometendo o erro de não procurar por essas informações. E acabam contratando os serviços de empresas não-credenciadas e sem nenhum tipo de experiência no ramo. Isso pode acarretar em uma dor de cabeça futura. Principalmente no momento em que você precisar de um pós-vendas ou se por ventura tiver alguma problema relacionado ao equipamento em si.

Outra dica importante é sempre acessar o site da empresa e buscar o maior número de informações possíveis sobre ela. Primordialmente informações sobre o histórico da empresa, tempo de atuação no mercado e se a empresa fornece conteúdos e informações relevantes sobre os produtos e serviços que comercializa.

Dicas para escolher a empresa certa

Como mencionamos no tópico anterior, escolher a empresa certa no momento de comprar aquecedor a gás é uma decisão que deve ser pesquisada com afinco e muita atenção. Em outras palavras juntando o maior número possível de informações sobre a empresa você se “protege” de possíveis problemas e ainda garante um serviço de qualidade.

Nesse contexto separamos algumas dicas que devem ser observadas no momento de pesquisa e busca:

  • Buscar informações da empresas nas redes sociais;
  • Verificar possíveis reclamações no site Reclame Aqui;
  • Verificar a avaliação da empresa no Google;
  • Verificar o tempo de atuação da empresa no mercado;
  • Verificar se a empresa possui um pós-vendas qualificado;
  • Buscar na internet reviews de clientes sobre serviços contratados;
  • Verificar se a empresa é credenciada pelos fabricantes.

Em muitas situações as pessoas acabam não fazendo nenhum tipo de pesquisa. Tanto que acabam fechando com a primeira empresa que encontra no momento de fazer a sua busca. Isso pode pode ser um erro grave.

Com as redes sociais e a velocidade da informação nos dias atuais, não é complicado encontrar o maior número possível de informações sobre determinada empresa. A partir dessas informações você consegue fazer uma escolha consciente e que atendas as suas expectativas.

Comprar Aquecedor a Gás - Aquecedor a Gás Digital Rheem RDB 45 - Aquecenorte

Outras considerações na hora de escolher a empresa para comprar aquecedor a gás

Como você verificou nos tópicos anteriores, com o maior número possível de informações levantadas você acaba se “protegendo” de possíveis problemas futuros. Da mesma forma é importante sempre procurar produtos de qualidade. E também que o mesmo tenha sido aprovado em testes de controle. Uma dica importante é procurar selos de instituições conhecidas, como o Inmetro, que atesta a qualidade do produto.

Caso você tenha comprado seu aquecedor a gás por uma empresa que não executa a instalação do aquecedor a gás é fundamental contratar um serviço especializado. Muitas pessoas acabam chamando pessoas sem capacidade e qualificação técnica para realizar esse serviço. Ou então acabam procurando empresas sem experiência nesse tipo de serviço para realizar a instalação do equipamento.

Uma instalação fora de norma pode colocar sua segurança e de sua família em risco. De forma geral você deve buscar uma empresa que esteja com uma boa reputação junto aos seus clientes. De tal forma que ela também tenha um pós-vendas eficiente e uma equipe de técnicos capazes de esclarecer todas as dúvidas relacionadas aos aquecedores a gás. O pós-vendas de uma empresa diz muito ao seu respeito e acaba sendo um reflexo de como é o seu trabalho como um todo.

Você está buscando comprar aquecedor a gás para seu novo apartamento? Acredita que ele seja a solução para otimizar o dia-a-dia da sua família? Então preencha o formulário de orçamento e venha descobrir todo o potencial de marcas como Rinnai e Rheem!

Diariamente milhares de pessoas sofrem algum tipo de acidente. Seja um acidente automobilístico, de trabalho ou mesmo praticando algum tipo de exercício físico. Já outras pessoas sofrem de doenças crônicas que muitas vezes afetam a capacidade dos movimentos de alguma parte do corpo. Em muitos casos é necessário fazer um tratamento fisioterápico para abreviar o período de recuperação e evitar qualquer tipo de sequelas. E a água quente na hidroterapia é muito utilizada nesse processo de recuperação dos pacientes.

Nesse artigo vamos focar nos principais benefícios que ter água quente de forma facilitada pode proporcionar para seus colaboradores e pacientes.

Mais conforto para os pacientes

É muito importante destacar o aspecto humano e de força de vontade que envolve um tratamento fisioterápico. Muitas vezes os pacientes estão abalados ou desanimados com o que vem pela frente. Nesse sentido o local, estrutura e ambiente da clínica de fisioterapia tem que ser o melhor possível. Até mesmo para aumentar a confiança e otimismo dos pacientes.

A água quente na hidroterapia é muito utilizada em piscinas e banheiras para pacientes que sofreram diversos tipos de acidentes. Alguns chegam inclusive a perder o movimento parcial ou total de braços e pernas. Nesse sentido a fisioterapia aquática vem se mostrando uma opção muito interessante no tratamento desses pacientes.

Basicamente a hidroterapia envolve uma série de exercícios terapêuticos em piscinas, hidromassagem, massoterapia, cada qual com programas específicos para cada tipo de paciente. Ao passo que é importante destacar que o uso de água quente é muito alto. O mais interessante é que esse tipo de ambiente acaba sendo decisivo no psicológico dos pacientes. Por consequência isso gera um ambiente positivo em torno da recuperação deles. Esse pode ser um fator determinante para conseguir melhores resultados no dia-a-dia da clínica.

Água Quente na Hidroterapia - Aquecenorte

Facilidade no dia-a-dia dos colaboradores

Outro aspecto importante que o acesso a água quente de forma facilitada pode proporcionar ao seu estabelecimento é uma maior facilidade no dia-a-dia dos seus colaboradores. Isso porque a água quente é utilizada em várias técnicas terapêuticas utilizadas na fisioterapia aquática. Em outras palavras ter água quente facilitada vai agilizar o dia-a-dia da clínica assim como os tratamentos que oferecidos no local.

É muito importante ressaltar que o programa de hidroterapia ou fisioterapia aquática é configurado e prescrito de acordo com a necessidade específica de cada paciente. Por consequência isso acaba trazendo melhores resultados no tratamento, obtendo efeitos de melhora em menor tempo.

De acordo com o centro de Reabilitação da PUCRS (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul), os efeitos terapêuticos da fisioterapia aquática são os seguintes:

  • Alívio de dor
  • Aumento da circulação sanguínea
  • Relaxamento
  • Melhora das condições da pele
  • Alívio do espasmo muscular
  • Manutenção e/ou aumento das amplitudes de movimentos (ADMs)
  • Reeducação dos músculos paralisados
  • Melhora da força muscular (desenvolvimento de força e resistência muscular)
  • Melhora das condições psicológicas do paciente
  • Máxima independência funcional
  • Reeducação dos músculos paralisados

Conheça as aplicações da água quente na hidroterapia

Definitivamente a água quente é fundamental no contexto da hidroterapia. É importante também saber em quais afecções ela pode ser indicada. De acordo com o centro de Reabilitação da PUCRS (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul), a fisioterapia aquática pode ser indicada nos seguintes casos:

  • Reumáticas: artrite reumatoide, febre reumática, espondilite anquilosante, osteoartrites ou artroses, tendinites, bursites, capsulites, miosites, discopatias degenerativas, polimialgias, etc;
  • Ortopédicas e Traumatológicas: fraturas consolidadas ou em fase de consolidação, alterações posturais, pós-lesões traumáticas como entorses, luxações, subluxações, lesões impactantes, além de pós-operatórios ósseos e articulares, entre outros;
  • Neurológicas: Parkinson, Alzheimer, sequelas de Acidente Vascular Cerebral (AVC), Traumatismo Raquimedular (TRM), Poliomielite, Polineuropatias, Traumatismo Cranioencefélico (TCE), Paralisia Cerebral (PC), Tumores do Sistema Nervoso Central, doenças degenerativas do Sistema Nervoso, como distrofias musculares, além de lesões periféricas de nervos, síndromes neurológicas, e pós-operatórios em geral;
  • Respiratórias: asma brônquica, bronquite crônica, enfisema pulmonar, fibrose cística e sequelas de infecções respiratórias, pós-operatórios, etc.;
  • Cardíacas: hipertensos, alterações valvulares, etc.;
  • Endócrinas: obesos, alterações da tireoide, etc.;
  • Psíquicas: depressão, neuroses, autismo, doenças mentais e deficiências mentais em geral.

Otimize o dia-a-dia da sua clínica 

Como citado nos tópicos anteriores desse artigo, ter água quente de forma fácil e ágil é essencial para o dia-a-dia de uma clínica de fisioterapia. Especialmente as clínicas que estão utilizando as técnicas de hidroterapia. O uso de água quente na hidroterapia é constante e quase ininterrupto durante todo o dia. Seja para tratamentos em banheiras, banheiras de hidromassagem e também nas piscinas. De tal forma que a fisioterapia na água vem ganhando força cada vez mais como um método eficiente na recuperação dos pacientes.

Em síntese é fundamental pensar no conforto e comodidade para seus colaboradores e pacientes. Porém uma dúvida fica no ar: Como disponibilizar água quente para todos os pacientes a qualquer hora do dia? Atualmente as clínicas já contam com uma estrutura bem consistente para atender todas as demandas dos pacientes. Como por exemplo piscinas aquecidas, banheiras de hidromassagem, vestiários completos com diversas duchas e ambientes diferenciados para os mais variados tratamentos.

Mas você deve estar se perguntando qual a maneira mais eficiente para o aquecimento de toda essa água que é utilizada diariamente certo? Pois saiba que nesse contexto ter um sistema de aquecedor a gás em sua clínica pode ser a solução ideal para o seu negócio!

Você acabou de se mudar para o tão sonhado apartamento novo. Definitivamente esse é um momento especial para muitas famílias. Muitas vezes é necessário a instalação de um sistema de aquecimento a gás para o aquecimento de duchas e torneiras da nova residência. Nesse momento muitas dúvidas acabam surgindo sobre o local correto para a instalação do equipamento. Nesse artigo vamos apresentar algumas soluções para você esconder aquecedor a gás no momento da instalação.

Isso em locais não tão visíveis mas que também não vão comprometer o funcionamento do equipamento. E o mais importante: sempre respeitando as normas der segurança necessárias para a instalação do equipamento.

Local da instalação do aquecedor a gás

Antes de mais nada é muito importante ressaltar alguns aspectos que devem ser observados sobre o local de instalação do aquecedor a gás. É fundamental que o local escolhido tenha ventilação permanente, além de uma distância mínima de 40 cm da janela. Isso para evitar o retorno dos ventos que acabam prejudicando o equipamento.

De forma geral é fundamental que o aquecedor a gás seja instalado em locais com constante ventilação. Ele pode ser instalado, por exemplo, na lavanderia ou área de serviço da casa ou do apartamento. E com alguma criatividade você consegue “esconder” o aquecedor.  O foco é instalar o equipamento justamente em locais estratégicos do ambiente. Com isso você acaba não chamando tanto a atenção e deixa o equipamento despercebido no ambiente.

Outro aspecto crucial que devemos ressaltar é que todo o serviço de instalação deve obrigatoriamente ser feito por uma pessoa devidamente capacitada para realizar tal serviço. Só para exemplificar muitas pessoas acabam chamando o zelador, encanador e terceiros para fazer a instalação do aquecedor a gás. Isso se caracteriza como um grave erro. Além de colocar sua segurança em risco você pode comprometer a garantia do equipamento.

Princípios básicos de segurança no momento da instalação

A segurança é um tópico que merece destaque quando falamos de instalação de aquecedores a gás. Como mencionamos no tópico anterior, o local de instalação do equipamento deve ter ventilação permanente. Nesse sentido manter o equipamento em local ventilado evita a permanência do monóxido de carbono liberado pela queima do gás do aquecedor.

Em áreas fechadas o monóxido de carbono pode “invadir” outras dependências da casa ou do apartamento. E o contato desse gás com as pessoas é extremamente prejudicial à saúde podendo inclusive levar ao óbito. Esse é um princípio básico de segurança que deve sempre ser levado em consideração.

Muitas vezes encontramos o aquecedor instalado em banheiros. A não ser que seja um aquecedor a gás próprio para isso, é um erro grave. Justamente por isso sempre reforçamos a necessidade de buscar profissionais com experiência no mercado, credibilidade e acima de tudo capacitados. Muitas pessoas preferem “esconder” o aquecedor no banheiro, para evitar que ele fique exposto em outras áreas da residência. Mas saiba que existem outras formas mais práticas de fazer isso, evitando de deixar o aparelho em locais completamente fechados.

Como esconder aquecedor a gás no momento da instalação

É importante destacar que a posição ideal no ambiente quem vai definir é o técnico instalador e isso depende de muitos fatores. Como exemplo podemos citar a questão da segurança, que citamos no tópico anterior. Muitas pessoas não gostam de deixar o equipamento exposto na lavanderia ou no local escolhido para a instalação. Muitas vezes por acreditar que o aquecedor acaba atrapalhando um pouco o visual dos ambientes da casa.

Porém saiba que existem alguns macetes que podem ajudar a “esconder” o aquecedor a gás e deixá-lo em um local neutro da residência. E o mais importante: sem comprometer nenhum aspecto de segurança. Muitos apartamentos possuem armários acoplados a parede na lavanderia. Aqui temos o exemplo perfeito de como “esconder” o seu aquecedor a gás. Porém é necessário ressaltar que o armário obrigatoriamente precisa ter frestas de ventilação.

Além disso, saiba que o aquecedor a gás pode ser instalado em locais “estratégicos” da residência. Como por exemplo nas laterais de armários ou até mesmo na parte de baixo de armários superiores da lavanderia. Com criatividade você pode ampliar ainda mais as possibilidades. Você pode instalar o aquecedor a gás dentro de armários e até mesmo usando decorações para “camuflar” o equipamento. Com isso você vai acabar dando um toque diferente ao ambiente da sua residência.

O ideal é que os fechamentos sejam sempre vazados, já que nenhuma das partes pode ficar completamente fechada. Nesse contexto é possível aproveitar armários instalados na cozinha ou na lavanderia para camuflar o equipamento sem comprometer a segurança do mesmo e atrapalhar o visual da sua casa.

Esconder Aquecedor a Gás - Aquecenorte

Dicas para esconder o aquecedor

Pensando em todo o contexto que citamos nos tópicos anteriores, separamos algumas dicas para esse momento de “esconder” o aquecedor a gás no momento da instalação e que devem ser levadas em consideração:

  • Deixar espaço para poder manusear o display digital do equipamento
  • Manter ventilação constante no local escolhido
  • Deixar o equipamento em local acessível
  • Eventualmente você vai precisar de uma manutenção preventiva, por isso o aquecedor necessariamente precisa ficar em um local em que seja possível retirar e manusear o aparelho de forma simples
  • Tomar cuidado para que nada fique muito próximo ou encoste no equipamento

Exemplos de como esconder o aquecedor a gás 

Pensando em explicar de forma prática algumas maneiras de esconder o aquecedor a gás, nós recorremos a arquiteta Suellen Figueiredo para mostrar soluções práticas. Saiba que efetivamente é possível fazer a instalação do equipamento sem prejudicar os ambientes da residência. Esse é o foco do trabalho dela, atendendo as reais necessidades de seus clientes e sempre propondo soluções adequadas para projetos bem gerenciados.

Esconder Aquecedor a Gás - Aquecenorte
Solução para “esconder” o aquecedor a gás

Nas respectivas imagens você pode conferir na prática exemplos de como esconder o aquecedor a gás de forma eficiente, sem comprometer a sua segurança e de sua família, além de não interferir no ambiente da residência. Sem dúvida são ideias que podem ser perfeitamente colocadas em práticas com criatividade e planejamento. Dessa forma você garante a utilização do equipamento de forma segura e eficiente e ainda pode explorar a decoração da sua residência normalmente.

Abaixo vocês podem conferir um vídeo mostrando como a criatividade pode ser utilizada para esconder o aquecedor a gás sem comprometer o visual e a ambientação da residência.

Com todos os tópicos que focamos nesse artigo, você já tem uma boa noção de ideias e soluções criativas para esconder o equipamento no momento da instalação. Você pode conferir outro artigo em nosso blog com dicas importantes que você deve seguir no momento da instalação do aquecedor a gás, para evitar qualquer dor de cabeça futura. Abuse da criatividade!

Créditos das imagens: Arquiteta Suellen Figueiredo

Você é daqueles que chega em casa depois do trabalho e não dispensa um bom banho quente para relaxar e tranquilizar a mente? Muitas famílias passam por situações curiosas e engraçadas pelas diferenças de temperatura da água que escolhe no momento de tomar banho. Enquanto as mulheres tendem a gostar de um banho mais quente, quase pelando, os homens muitas vezes preferem a temperatura da água mais amena.

Nesse artigo vamos focar nas diferenças de temperatura entre homens e mulheres, detalhando também qual a temperatura ideal de banho. Também vamos abordar as questões que aparecem sobre o banho para as crianças. De qualquer forma, já vamos com um spoiler no texto pra vocês: os especialistas garantem que o banho morno é a melhor opção independente da estação do ano.

 

As diferenças de temperaturas corporais

Antes de mais nada é muito importante explicar que essa diferença de temperaturas não é uma simples “frescura” ou algo do tipo. Essa diferença de sensação térmica entre os sexos ocorre por vários motivos. Podemos começar citando a parte fisiológica. Essa diferença de percepção ocorre por causa da constituição física entre homem e mulher, pela quantidade de pelos no corpo e também pelos hormônios.

De acordo com os especialistas, como as mulheres fazem a depilação regularmente e consequentemente possuem menos pelos no corpo, elas tendem a ter menos contrações abaixo da pele e consequentemente acabam sentindo mais frio. Outro aspecto que influencia bastante na regulagem da temperatura corporal é a constituição corporal e a quantidade de gordura que temos em nosso organismo.

É necessário ressaltar que os hormônios também influenciam muito nessas “disputas” por deixar a água do banho mais quente ou mais fria. Muitas vezes a mulher prefere um banho bem quente, com a temperatura da água pelando. Enquanto o homem prefere a temperatura mais amena. A testosterona, que é o hormônio masculino, colabora para que o corpo do homem produza e retenha mais calor que o das mulheres.

Enquanto as mulheres costumam preferir banhos entre 40º e 42º os homens costumam preferir entre 38º e 40º. É claro que a temperatura confortável vai depender bastante do clima. Mas no geral as mulheres tendem a preferir a temperatura de seu banho 2º acima do que os homens. De qualquer forma, saiba que existe um consenso entre os especialistas sobre a temperatura ideal de banho.

 

Qual a temperatura ideal de banho?

De acordo com os especialistas e estudiosos, o banho morno acaba sendo a melhor opção para o corpo quando estamos tomando banho. E isso independente da estação do ano. O consenso é de que uma temperatura de 37º é o ideal, o que caracteriza um banho com temperatura morna. Ou seja, o banho morno é o ideal seja qual for a estação do ano.  E existem algumas razões para isso.

A principal razão é que uma temperatura de 37º se assemelha a nossa temperatura corporal. Ou seja, como tudo na vida o mais recomendado é buscar um equilíbrio no momento de tomar banho. Nem muito quente mas também não muito frio. Dessa forma uma temperatura de 37º acaba sendo a ideal para o banho, tanto para os homens quanto para as mulheres.

Mas sabemos que na prática nem sempre é possível tomar um banho a 37º. Quando passamos por climas mais frios, como no inverno, um banho a 37º pode ser bastante desconfortável.

Temperatura Ideal de Banho - Aquecenorte

Tempo ideal de banho

Aqui chegamos a outro aspecto fundamental que deve ser ressaltado: o tempo ideal de banho. Como mencionamos em tópicos anteriores, o equilíbrio é fundamental em vários aspectos da nossa vida. Muitas pessoas (e aqui não temos diferenças entre homens e mulheres) gostam de tomar banhos longos, de meia-hora de duração ou mais e muitas vezes com a temperatura bem alta. De acordo com os especialistas isso é um grande erro. Diversos estudos e análises demonstraram que o banho não pode ser muito longo.

Ele não deve durar mais do que 10 minutos, sendo 5 minutos suficientes para um banho de qualidade. Até mesmo para não ressecar a pele, além do aspecto da economia de água, é claro. Os dermatologistas e estudiosos cravam: Tomar um banho por dia, durante 5 minutos e com água morna, é o cenário ideal para nosso corpo.

Tempo ideal de banho para as crianças

Aqui chegamos a outro ponto interessante do nosso artigo. Os pequenos merecem uma atenção especial na hora do banho. Também é consenso entre os dermatologistas que o banho é uma etapa do dia muito importante para as crianças. E a temperatura e o tempo de banho também são aspectos que devem ser observados pelos pais e responsáveis. Já que também influenciam na saúde e bem-estar deles.

E aqui temos uma situação comum na maioria dos lares: As crianças muitas vezes fazem birra, choram e dão muito trabalho aos pais, pois não querem entrar no banho de jeito nenhum. Porém depois de muita “insistência”, os pequenos acabam entrando no banho. E acaba acontecendo outra situação curiosa: Eles choram para sair da água, não querem sair de jeito nenhum!

Isso acontece pois o banho acaba relaxando e virando um momento especial do dia. De qualquer forma é importante ressaltar que as crianças não devem ficar muito tempo no banho. Isso porque elas têm mais tendência à pele ressecada.

Dicas finais para o seu banho

Agora que você já sabe um pouco mais sobre as diferenças de temperatura corporal entre homens e mulheres, além do tempo ideal de banho para homens, mulheres e crianças, nós podemos te ajudar com algumas dicas finais para você aproveitar o momento do banho ao máximo:

  • Diminua a luz do banheiro ou tome banho no escuro (a luz intensa acelera os pensamentos, já ao contrário, vai te relaxar);
  • Ouça suas músicas preferidas no momento do banho, isso com certeza vai ajudar no relaxamento completo de corpo e mente;
  • Experimente deixar apenas um abajur aceso perto do box;
  • Aumente a hidratação do corpo no banho com produtos específicos;
  • Após o sabonete, usar um óleo corporal ou um hidratante de banho no corpo também ajuda;
  • Evite banhos muito longos
  • Após o banho, opte por uma toalha bem macia, pois além de proporcionar uma sensação mais agradável ao toque, elas não agridem a pele

Aproveite todo o potencial que um bom banho pode proporcionar para sua mente e o seu corpo! Dessa forma você alcança o equilíbrio necessário para as atividades do dia-a-dia. Afinal o banho é muito importante não só para nossa higiene, mas também para a nossa saúde como um todo.  Você pode conferir outro artigo em nosso blog com dicas para transformar completamente o seu banho em um momento único!

Quer mais dicas como essa? Assine nossa newsletter!

Um local para lazer tem grande prioridade nas residências, principalmente quando há um espaço viável para incorporar itens como um jardim, playground ou uma piscina. Constituir esse espaço de maneira cautelosa representa uma grande oportunidade de evitar prejuízos e usufruir de diversos momentos agradáveis. Entre as principais dicas que podem ser seguidas, estão:

  • Seleção correta de revestimentos;
  • Priorização do conforto e qualidade;
  • Recorrer a profissionais qualificados;
  • Conciliar estética com funcionalidade;
  • Considerar sempre o dimensionamento do local.

Os revestimentos constantemente são atrelados com fatores estéticos, assim como outros elementos que podem compor a área de lazer. Contudo, é preciso prezar pelas condições apresentadas pelo terreno e região. Principalmente para identificar juntamente a um profissional as opções mais vantajosas para a instalação.

Suporte profissional na tomada de decisões

Sem dúvidas, o suporte profissional pode fazer a diferença para qualquer etapa que envolve a estrutura. Isso desde a decoração, instalação dos elementos principais e em manutenções.  Por exemplo, a calha de alumínio é uma aplicação muito comum nas edificações, pois canaliza a água da chuva de telhados para destinos adequados, o que contribui de maneira significativa para evitar problemas na construção, como infiltrações e rachaduras.

Outro exemplo corresponde ao elemento vazado de concreto, que é visado essencialmente por seu apelo estético, uma vez que promove uma melhor iluminação e ventilação, além de permitir certa visibilidade entre os ambientes. É uma estrutura muito requisitada principalmente para áreas externas devido as diversas aberturas. Por mais que sejam dois produtos totalmente diferentes, possuem grande importância em suas aplicações. Caso a necessidade de um profissional qualificado seja negligenciada, prejuízos severos podem surgir na estrutura.

Com a cautela, consequentemente será possível conciliar a beleza de cada item com a funcionalidade. Isso é algo decisivo para o custo-benefício, o que também abrange a segurança e a qualidade. Além desse fator, a área disponível para cada elemento também deve ser observada. Principalmente ao considerar as propriedades e necessidades apresentadas por cada item.

Basta considerar a área total e fazer um planejamento minucioso. Normalmente perto de churrasqueiras e piscinas a exigência para circulação é maior, porém, existem outros itens que contribuem com o espaço sem grandes ocupações, como luminárias, móveis e uma cobertura abre e fecha, que pode ser instalada com estrutura de metal e causar grande impacto para o ambiente, principalmente no que diz respeito a praticidade de uso.

 

Principais cuidados com a piscina

Conforme abordado anteriormente, a piscina é um produto muito visado para áreas de lazer. Isso ocorre principalmente devido a diversão e o relaxamento que podem ser proporcionados. No entanto, algumas medidas podem ser tomadas para garantir um uso adequado e para otimizar ainda mais o local. Entre as alternativas, é válido citar os cuidados com a qualidade da água e o conforto proporcionado pelos aquecedores de piscina.

A cautela em relação a água é crucial para evitar questões com impurezas e consequentemente maiores prejuízos com manutenções. Para lidar com esse cenário, é possível manter a piscina coberta, higienizar as bordas e aspirar o fundo da piscina, além de remover os resíduos em suspensão na água. Aplicações como o cloro também podem contribuir para que a água seja mais saudável e a formação de algas seja retardada.

Para potencializar o conforto, a instalação de um aquecedor para piscina pode ser uma escolha favorável, principalmente para períodos com temperaturas mais baixas. Todavia, é importante abordar que existem diferentes sistemas de aquecimento, como o elétrico e o solar. O primeiro caso  tem controle por meio de um termostato automático. Isso acaba contribuindo de maneira significativa para manter a água em uma temperatura adequada.

Já a opção solar tem funcionamento por meio de coletores solares e conta com um sistema de transferência do calor para a água. Após ela ser aquecida, é submetida ao bombeamento para a piscina. Diferentemente do aquecimento elétrico, há um controle digital e a instalação das placas exige uma área ampla, que comumente corresponde ao telhado.

Área de lazer - Aquecenorte 2

Quais são as vantagens do deck?

Entre os itens de decoração mais requisitados quando se trata da área de lazer, é possível citar o deck de madeira, que pode ser instalado em cima de um piso virgem ou até mesmo irregular. O material em questão pode ser sintético ou com madeira originada de reflorestamento, sendo essa segunda opção mais sustentável.

De qualquer maneira, independentemente do modelo selecionado, os fatores que podem influenciar na resistência do produto devem ser analisados com cuidado. Mas de forma geral, ao receber tratamentos adequados, o produto pode apresentar grande durabilidade. Embora a madeira não seja frequentemente aplicada em áreas úmidas, o deck é projetado e tratado para atender as exigências apresentadas por esses locais. Principalmente em relação a umidade.

Por mais que a piscina seja uma grande protagonista, se pode observar que diversas alternativas podem ser exploradas para compor a área de lazer almejada. E em cada uma delas, os atributos específicos precisam ser observados para garantir uma escolha satisfatória. Por esse motivo, as dicas apresentadas ao longo do texto podem ser significativas para o planejamento e passos posteriores.

Ter um restaurante definitivamente não é tarefa fácil. Para administrar um estabelecimento alimentício com excelência é necessário não apenas talento, mas acima de tudo planejamento. Nesse contexto, um aspecto fundamental e que deve ser levado com máxima atenção diz respeito a higienização de todo o ambiente. Com toda a certeza um deles deve ter  sua atenção especial: a cozinha.

Nesse artigo vamos trazer informações importantes para quem está pensando em abrir o seu próprio restaurante ou já administra o seu negócio. Acima de tudo vamos focar em um aspecto fundamental: A importância da água quente na higienização da cozinha. Em segundo lugar vamos focar no papel fundamental que um aquecedor a gás pode proporcionar ao seu estabelecimento.

Conforto e facilidade para seus funcionários

Ter um aquecedor a gás na cozinha de seu restaurante pode ser um fator decisivo para obter melhores resultados de seus colaboradores. O primeiro aspecto que devemos ressaltar é que ter um sistema de aquecimento a gás em sua cozinha vai trazer agilidade no fornecimento de água quente. Dessa forma isso vai facilitar a vida de seus colaboradores na limpeza do ambiente e higienização tanto da louça quanto dos alimentos.

Prover um sistema de aquecimento a gás na cozinha do seu restaurante pode te ajudar a alcançar a maestria no atendimento ao seu consumidor. E vamos explicar todos os motivos nesse artigo. Primeiramente é importante destacar alguns benefícios que um aquecedor a gás digital pode oferecer ao seu negócio:

  • Equipamento mais eficiente, gasta menos;
  • Adapta-se melhor as variações de necessidade de água;
  • Controle de temperatura mais preciso;
  • Possui sistemas de segurança mais bem elaborados;
  • Alta durabilidade do equipamento.

Higienização dos alimentos

Da mesma forma que ocorre nas cozinhas das nossas casas, em cozinhas industriais os alimentos podem ser contaminados em contato com superfícies e equipamentos que não estejam adequadamente limpos. E a limpeza é um fator decisivo na gestão de um restaurante.

Ter um aquecedor de gás para restaurante facilita a limpeza e manipulação de alimentos. Os restaurantes são espaços grandes e com muitos alimentos que passam pelas mãos de uma quantidade grande de pessoas. Por isso a importância da correta e eficiente higienização dos mesmos.

É importante ressaltar que esse é um benefício que não é possível de ver – mas de sentir. A água quente sempre disponível nas torneiras do seu restaurante vai ajudar seus colaboradores a manterem as bactérias longe da pia. E é justamente nesse local onde se lavam frutas, verduras e legumes. Isso vai acabar facilitando a rotina e logística diária da sua cozinha de forma positiva.

A higiene definitivamente é fator fundamental dentro da cozinha. Ter água quente facilitada para seus colaboradores em pontos estratégicos da cozinha vai facilitar o controle do nível de segurança dos alimentos e consequentemente do seu negócio.

Aquecedor a Gás para Restaurante - Louça Suja - Aquecenorte

Remoção de gordura

Aqui temos outro tópico interessante. O dia-a-dia de um restaurante requer agilidade e uma forte organização na distribuição das tarefas de cada funcionário. Independente do estilo gastronômico do restaurante, alguns potes, panelas e travessas acabam ficando cobertos por azeite, manteiga e outras gorduras. E não é tarefa nada fácil de tirar!

Muitas vezes só o detergente acaba não sendo suficiente para se conseguir dissolver tudo. Nessas horas a tarefa de lavar a louça pode acabar demorando mais tempo do que o previsto. Inegavelmente isso vai acabar prejudicando a organização das tarefas. O trabalho coletivo em um restaurante é de extrema importância. De tal forma que ganhar tempo nessas atividades rotineiras consequentemente vai ajudar o desenvolvimento do seu negócio como um todo.

Com água quente corrente nas torneiras do seu restaurante a gordura das louças vai embora com muito mais facilidade. Basta colocar por cima da louça antes de começar. Depois é deixar que a temperatura alta faça o seu trabalho. Facilidade para sua equipe no dia-a-dia!

Você pode conferir outras vantagens de ter torneiras com água aquecida em seu restaurante lendo outro artigo em nosso blog.

Economia de água

Por incrível que pareça, ter um sistema de aquecimento a gás em seu restaurante pode te ajudar a economizar água. Esse recurso é um dos mais utilizados em restaurantes. Ainda mais que a água é utilizada para lavagem do ambiente, higienização do ambiente, de alimentos e lavagem dos equipamentos.

Como mencionamos no tópico anterior, usar água quente pode ajudar na lavagem das louças por seus colaboradores. Por consequência isso vai fazer com que eles levem menos tempo para concluir as tarefas diárias. Muitas vezes o tempo é perdido em panelas ou fritadeiras grandes que são complicadas de lavar. E normalmente a última coisa que se pensa nesse momento é o quanto de água que está sendo gasto nessa atividade.

Por isso ter um aquecedor a gás para restaurante e poder utilizar água quente vai reduzir o tempo que seus colaboradores gastam lavando louça. Por consequência, tudo isso vai acabar criando uma economia de água muito maior.

Higiene da cozinha

Aqui chegamos ao ponto crucial desse artigo. O espaço da cozinha em um restaurante é sagrado e deve ser tratado como tal. Como trata-se de espaço grande e com muitos equipamentos, o aspecto da higiene é muito importante e deve ser levado a sério. Esses equipamentos acabam passando pelas mãos de muitas pessoas e por isso mesmo os cuidados devem ser redobrados.

Os micro-organismos acabam se multiplicando em locais que não sejam adequadamente lavados. Ter água quente corrente vai facilitar a higienização do ambiente e dos equipamentos. Do mesmo modo também vai garantir uma maior segurança dos alimentos e do ambiente da cozinha como um todo.

Com um sistema de aquecimento a gás na cozinha de seu restaurante você pode ter um ponto estratégico para fazer a limpeza da sua cozinha. Por consequência você acaba contando com água quente de forma facilitada no seu negócio. Outro aspecto importante é que você terá a temperatura da água dentro das normas de segurança para higienização correta e precisa de ambientes.

Aquecedor a Gás para Restaurante - Restaurante Madero - Aquecenorte

Aquecedor a Gás no Restaurante Madero

Aqui temos mais um exemplo de como um aquecedor a gás pode ser benéfico para o seu restaurante. Importante destacar que ele também é benéfico para seu negócio como um todo. Nós da Aquecenorte realizamos um serviço no conceituado Restaurante Madero. O local é fruto das pesquisas do chef Junior Durski realizadas em diversas países.

Suas experimentações gastronômicas por diversos países acabaram ajudando na criação do que é considerado um dos melhores hambúrguer do Brasil e do mundo.

Atuação da Aquecenorte no Restaurante Madero

Recentemente o Restaurante Madero começou a implementar uma nova forma de lavar suas coifas. Através de uma máquina de lavagem que foi importada, todos os dias no final do expediente as coifas são lavadas em um ciclo que dura 6 minutos. No entanto o antigo sistema de aquecimento de água não dava conta de entregar a quantidade de água nem a alta temperatura exigida de 60ºC durante os 6 minutos que o ciclo de lavagem durava. Por isso a administração do restaurante nos procurou.

Depois de analisarmos o caso do Madero encontramos a solução: instalar quatro aquecedores a gás Rinnai com 35 litros de capacidade cada. Dessa forma o sistema para lavar as coifas pode funcionar em sua capacidade total sem problema.

Até a data de publicação desse artigo já instalamos esse sistema em três unidades do Madero aqui na Grande São Paulo.

Instalação de aquecedor a gás para restaurante

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o funcionamento e os benefícios do aquecedor a gás para restaurantes, nós podemos te ajudar. Aqui na Aquecenorte você encontra uma equipe especializada em aquecimento de água, seja para banho ou qualquer outro tipo de aplicação. Além disso possuímos mais de 18 anos de experiência no mercado. Aqui você encontra os melhores profissionais do mercado! Todos eles são capacitados por instituições como SENAI, além de fazerem recorrentes treinamentos nos próprios fabricantes.

Somos revenda e assistência técnica autorizada pelas principais marcas de aquecedores a gás como Rinnai e Rheem. E se isso não fosse suficiente ainda temos vasta experiência com o segmento de restaurantes, tendo como clientes o Burger King, KFC, Popeyes e o já citado Madero.

Então se estiver aqui em São Paulo, aproveite para fazer um orçamento conosco agora mesmo! Experimente todos os benefícios que um sistema de aquecedor a gás pode proporcionar ao seu restaurante. Dessa forma você pode facilitar o dia-a-dia dos seus colaboradores e otimizar o desempenho de todos. Sinta a diferença e evolua o seu negócio, alavancando positivamente o feedback positivo do seu negócio.

Sabemos que nem sempre o restaurante possui espaço ou infra-estrutura para o aquecedor a gás, especialmente dentro de shoppings centers, por isso se este é o seu caso, o mais comum é utilizar o sistema de boiler elétrico!

Quando se pensa no verão uma das primeiras imagens que vem à mente é uma piscina. Nesses dias tão quentes e com mais luz natural do que o habitual (por causa do horário de verão), relaxar e se divertir dentro da água se torna uma ótima e refrescante opção de lazer para todos.

Verão também é sinônimo de férias, principalmente para crianças e adolescentes que estão em período escolar. Passar os dias curtindo uma piscina é diversão garantida. Por conta disso, muitos pais acabam programando seu período de descanso nessa época do ano justamente para poder aproveitar esse tempo com a família.

Para tornar esses momentos ainda mais agradáveis, vamos apresentar neste artigo alguns jogos de piscina bem legais para se divertir nesse verão. São sugestões de passatempos bem simples. Tanto na organização quanto na execução. Além de disso toda a família pode participar e aproveitar de maneira segura. Depois, é só escolher uma opção e curtir!

Além da diversão

Aproveitar os dias de verão com jogos de piscina é uma ótima pedida para toda a família, principalmente para as crianças. Isso porque, além de divertidas, essas brincadeiras podem ajudar no desenvolvimento de certas habilidades dos mais novos ou mesmo a estreitar vínculos.

Em alguns jogos, as crianças vão precisar trabalhar alguns aspectos importantes, como prender a respiração, controlar o fôlego e utilizar sua coordenação motora para se mover na piscina, pegar objetos e realizar outros desafios. Pode ser um bom primeiro contato com a água para aquelas que ainda não aprenderam a nadar. Mas fique atento, nesse caso, a brincadeira deve ter a supervisão de um adulto.

Já os passatempos que envolvem competições em equipe têm um papel interessante para a questão do trabalho em equipe. Isso não somente é importante para criar essa noção nos mais novos, mas também ajuda a estreitar ainda mais os laços afetivos quando a família toda se envolve nessas brincadeiras.

Jogos de Piscina: Crianças - Aquecenorte

No que ficar de olho antes dos jogos

Para que a diversão não se transforme em dor de cabeça é importante prestar atenção em alguns pontos. O primeiro deles, como citado anteriormente, é que os jogos que envolvam somente crianças sejam supervisionados por um adulto, para que as regras sejam devidamente cumpridas e também evitar quaisquer acidentes.

Outro ponto que merece atenção é observar determinados lugares que ofereçam certos riscos para os participantes dos jogos, como quinas, escadas, degraus e demais itens que encontramos em algumas piscinas e que podem causar algum acidente. Se possível, delimite a área para o passatempo ou remova os objetos (no caso da escada).

Os jogos de piscina mais legais

Para garantir a diversão nesse verão de um jeito simples e empolgante, apresentamos algumas sugestões de jogos de piscina. É importante frisar que eles podem ser adaptados de acordo com o tamanho da área disponível ou da maneira como achar melhor.

Caça ao tesouro

A ideia desse passatempo é fazer com que os participantes se movimentem por toda a extensão da piscina. Para isso, o objetivo é pegar o maior número de objetos jogados na água. Para tornar o desafio mais interessante você pode atribuir determinados valores a certos itens. Ou até mesmo colocar também alguns deles no fundo da piscina.

Caso queira fazer uma competição entre equipes, você pode propor que cada participante deve retirar um item da piscina por vez. Feito isso, ele deve sair da água para que outra pessoa do time faça o mesmo. Assim que não houver mais objetos, a brincadeira acaba e depois realiza-se a contagem.

Mamãe da rua

Uma das brincadeiras de rua mais tradicionais também pode ser feita na água. Para isso, uma pessoa é escolhida para ser o pegador, enquanto o resto do grupo fica em um dos lados da piscina. O objetivo é atravessar até a outra extremidade sem ser tocado pelo pegador. Caso isso aconteça, a pessoa em questão troca de papel com a outra ou pode se juntar a ela – ou seja, o jogo passa a ter outros pegadores.

 

Jogos de Piscina: Marco Polo - Aquecenorte

Marco Polo

Esse é um dos jogos de piscina mais conhecidos do mundo. Mas ele pode ter vários outros nomes, dependendo da região. Aqui, o objetivo do pegador é encontrar os outros jogadores, mas ela deve ficar com os olhos vendados. Para descobrir onde estão, o pegador deve falar “Marco”, e os demais participantes respondem “Polo”. Quando alguém é pego, a brincadeira recomeça.

Quem se veste mais rápido

Um jogo simples e que deve arrancar muitas risadas dos participantes. Seu objetivo é ver quem consegue se vestir mais rápido dentro da água. Para isso, bastam apenas algumas camisetas velhas ou, se quiser aumentar a dificuldade, bermudas e meias antigas também valem. Como o tecido tende a grudar em si mesmo e nos participantes, o desafio se torna maior e também proporciona momentos engraçados.

Pega-rabo

É um passatempo que lembra o tradicional pega-pega. Neste caso, os participantes devem prender tiras de plástico, que podem ser feitas com sacolas de supermercado, nas sungas, nos biquínis ou nos shorts. O pegador então deve ir atrás dos outros e tentar retirar o “rabo”. Caso isso aconteça, essa pessoa se torna o novo pegador.

 

Jogos de Piscina: Biribol - Aquecenorte

Biribol

Esse esporte que lembra o vôlei é uma ótima opção para integrar toda a família ou os amigos na piscina. Para isso, são necessárias uma rede no meio da piscina e uma bola. Essa rede pode ser feita de maneira improvisada com uma corda ou um lençol, por exemplo.

O jogo começa com o saque e cada equipe tem direito a três toques até passar para o outro lado. Ganha o ponto o time que conseguir colocar a bola na água do adversário ou provocar o erro (jogando a bola para fora da piscina). Quem chegar primeiro aos 21 pontos é o vencedor.

Jogos de Piscina: Piscina Aquecida - Aquecenorte

Diversão o ano todo

Aproveitar o verão em uma piscina é provavelmente uma das experiências mais agradáveis. Mas você também pode se divertir em outras estações. Caso tenha um aquecedor instalado, a diversão acontece durante o ano todo.

Você pode saber mais sobre aquecimento de piscina clicando aqui!

Esse não é um tipo de chamado incomum para nós aqui na Aquecenorte. Pelo menos uma vez ao dia nossa assistência técnica recebe o relato que algum aquecedor a gás apitou e depois desligou. Mas afinal, o que isso significa? Quando o aquecedor a gás apita, isso significa que ele acabou de emitir algum código de erro.

Mas como não cansamos de falar, os aquecedores a gás são equipamentos extremamente confiáveis. Tanto é que mesmo atendendo dezenas de clientes diariamente na nossa assistência técnica apenas algo entre 20% e 30% são, de fato, defeitos dos equipamentos em si.

A grande maioria das dificuldades relatadas estão ligadas a problemas de instalação, dimensionamento ou má utilização do equipamento. Daí a importância de contratar apenas empresas especializadas para instalar seu aquecedor a gás. E também para te orientar quando as dificuldades aparecerem.

O aquecedor a gás apita e depois desliga

Esse é um problema bem comum. Você liga a ducha e a água até chega a esquentar, mas depois de pouco tempo o aquecedor a gás digital apita e desliga. Em seu display um código de erro é exibido:

Código 12: Insuficiência de Gás

Isso significa que o gás, o combustível usado pelo aquecedor para esquentar a água, está chegando ao equipamento, mas em uma quantidade inferior a necessária. E como dissemos no tópico anterior esse problema dificilmente está relacionado ao aquecedor a gás em si.

aquecedor a gás apita

Código E1: Insuficiência de Gás ou Falta Completa de Gás

Para equipamentos que tem esse padrão de códigos de erro (padrão chinês), o código E1 pode significar tanto a falta completa de gás, ou seja, não está chegando nenhum gás ao equipamento, o que faz o aquecedor nem acionar. Quanto a insuficiência de gás, onde o aquecedor recebe gás, liga, mas logo desliga e apita, isso ocorre uma vez que o gás que ele está recebendo não é suficiente para mantê-lo acionado.

Aquecedores Rheem de Fabricação Chilena – 2018 

Os aquecedores a gás da Rheem mais recentes (de 2018 em diante) de fabricação chilena mudaram seu padrão de código. Os equipamentos fabricados antes deste período possuem códigos de erro que começam com a letra E seguidos por um número. Exemplo: E1, E2, E8. Agora a letra E foi substituída pelo numeral 1.

Agora o código que anteriormente era o E1 passou a ser o código 11. Ressaltamos que isso pois pode causar confusão, já que fica parecido com o padrão de códigos japonês.

No caso desses aquecedores a gás da Rheem o código 11 equivale tanto a insuficiência de gás como falta completa de gás.

Assim como no caso do código E1 um jeito prático de saber a diferença dos problemas é observar o aquecedor.  É importante observar se ele liga e depois para de funcionar exibindo o código 11 ou se ele nem chega a ligar. Caso ele ligue antes de dar o problema (chegando a esquentar a água, mesmo que parcialmente) o problema é insuficiência de gás. Já se ele não chega a ligar o problema é falta completa de gás.

Possíveis causas

Como na maioria dos casos o problema não está no aquecedor a gás em si, as causas, e por consequência suas soluções, costumam ser simples.

Registro de gás parcialmente fechado

Pode parecer bobo, mas muitas vezes o problema é tão simples quanto um registro de gás não totalmente aberto. Essa não é uma causa tão incomum, principalmente se na sua casa tiver crianças pequenas e curiosas.
Então antes de mais nada verifique se o registro de gás do aquecedor e o registro geral da residência estão totalmente abertos.

aquecedor a gás apita

Sistema de abastecimento de gás mal dimensionado

Quanto maior a capacidade e quanto maior a temperatura, mais gás o aquecedor vai precisar para funcionar. Isso significa que se seu abastecimento de gás não estiver dimensionado corretamente seu sistema não vai funcionar como deveria.

Esse é outro problema comum, especialmente no caso dos aquecedores a gás do tipo GLP, aqueles que utilizam gás de botijão.

As vezes por um problema de espaço ou simplesmente ignorância, é instalado uma quantidade e modelo de cilindros inferiores aos necessários.

Por exemplo, um aquecedor a gás de 20 litros precisa de pelo menos dois botijões P13 ou um P45. Mas não é incomum encontrarmos residências utilizando apenas um P13.

Pior durante o inverno

aquecedor a gás apita

Como seu nome completo sugere, Gás Liquefeito de Petróleo, o GLP trata-se na verdade de um liquido. Esse liquido fica armazenado dentro dos botijões onde passa por um processo de evaporação. Ou seja, passa do estado líquido para o gasoso e depois é consumido, seja pelo fogão ou pelo aquecedor a gás.

No entanto existe uma taxa de evaporação. Essa taxa varia de acordo com o tamanho, pressão e temperatura do cilindro. Quanto maior o cilindro, maior a quantidade de liquido que ele consegue transformar em gás.

A temperatura também influencia nesse fator. Quanto maior a temperatura, mais rapidamente o processo de evaporação acontecerá. O inverso também é real. Por isso no inverno e em lugares com climas frios temos um aumento considerável de problemas se insuficiência de gás com os aquecedores a gás.

Então é muito comum que aconteça o seguinte:

Durante climas quentes, como no verão por exemplo, um único botijão P13 consegue, mesmo no seu limite, atender a demanda do aquecedor a gás. Porém quando o clima esfria a água chega mais fria até o aquecedor e as pessoas precisam de temperaturas maiores para um banho confortável. Além disso a taxa de evaporação cai de velocidade devido ao clima frio.

Assim o abastecimento de gás que já estava trabalhando em seu limite não suporta o aumento de demanda e os códigos de erro aparecem.

Medidor ou regulador de gás errado

Mas não é somente a quantidade e modelo dos cilindros de gás que devem ser levados em conta no dimensionamento de abastecimento do aquecedor a gás. Os medidores de gás (no caso dos modelos de Gás Natural) e os reguladores de gás (no caso dos modelos GLP) devem estar de acordo com a demanda.

Instalar o medidor ou regulador de gás incorreto pode comprometer a alimentação de gás do aquecedor e causar os tão inconiventes códigos de erro E1 ou 12.

aquecedor a gás apita

A Solução

Caso você não esteja muito certo dos reais motivos do porquê seu aquecedor a gás apita e depois desliga acusando o código E1 ou código 12 o mais prudente é entrar em contato com o fabricante ou uma assistência técnica autorizada.

Como você já deve ter percebido, muita coisa pode ser resolvida apenas com a orientação apropriada. Sem a necessidade de uma visita técnica.

Se precisar, também podemos te orientar a resolver seu problema. Pra isso tenha em mãos a marca e modelo do seu aquecedor a gás. Também será necessário saber se ele é do tipo GN ou GLP. Essas informações são facilmente obtidas em etiquetas no próprio aquecedor a gás.

Além disso, fotos também podem ser bastante uteis nessa hora.

 

Entre em contato conosco!

Não importa o tipo, o tamanho ou a utilidade: qualquer aparelho pode apresentar sérios riscos de mau funcionamento e principalmente para a integridade física de seus usuários, caso seja instalado ou utilizado de maneira inadequada.

Essa atenção é imprescindível quando se fala em aquecedores a gás. Esses aparelhos são capazes de proporcionar muito conforto e praticidade para seus donos. Mas também podem representar um grande perigo em casos de instalações malfeitas. Entenda o porquê esse procedimento é tão importante e quais os riscos que isso pode representar.

Os aquecedores a gás

Como o nome sugere, os aquecedores a gás são aparelhos que promovem o aumento da temperatura da água nas residências por meio de um sistema alimentado por gás, seja o gás liquefeito do petróleo (GLP) ou o gás natural (GN). Eles se tornaram mais presentes nos lares brasileiros nos últimos 20 anos impulsionados pela crise energética. E também pela expansão do fornecimento de gás em diversas cidades brasileiras e também pelos benefícios que proporcionam.

Muitas pessoas acreditam que o aquecedor a gás é perigoso. Mas os sistemas desenvolvidos atualmente são feitos com alta tecnologia, a fim de garantir total segurança na hora do uso.

Podemos falar com tranquilidade que mais de 80% dos problemas que ocorrem com os aquecedores a gás estão relacionados a má instalação ou até mesmo a má utilização

instalações mal feitas

Modelos de aquecedores a gás

Existem dois tipos de aquecedores a gás no mercado atualmente. Os chamados instantâneos ou de passagem. Eles promovem o aumento da temperatura da água no momento em que acionado. O fluxo passa por uma bobina aquecida, sendo que esse contato é o que gera a água quente.

Ainda em relação aos aquecedores instantâneos, é possível escolher algumas variações. Os modelos de exaustão natural permitem controle de temperatura e vazão manuais. Os de exaustão forçada apresentam controle digital, possibilitando ao usuário água mais ou menos quente. Já os modelos de fluxo balanceado podem ser instalados no interior de banheiros.

O outro tipo de sistema de aquecimento a gás é chamado de acumulação. Neste caso, ele possui um reservatório onde a água aquecida é mantida e pronta para uso. De acordo com a necessidade do usuário, a temperatura no interior desse recipiente pode ser controlada antes mesmo do seu uso.

Pontos positivos e negativos de cada um

Os dois modelos apresentam pontos positivos e negativos. Os aquecedores instantâneos, por exemplo, são compactos e podem ser instalados em lugares pequenos. Além disso, são mais econômicos pois consomem o gás somente no momento do aquecimento.

Em contrapartida, o fornecimento da água quente não é instantâneo. Já que o processo de aquecimento se inicia apenas quando é acionado. Ou seja, caso o usuário esteja com pressa, vai precisar lidar com o início do banho com água fria. Também é necessário que haja uma pressão para funcionar adequadamente. E o sistema pode não apresentar o mesmo rendimento se houver muitas saídas de fluxo funcionando simultaneamente.

Já o sistema de acumulação garante água quente em diferentes pontos da casa. E neste caso, não requer uma pressão elevada para garantir o bom funcionamento. Como é bastante durável, tem baixa manutenção e é ótimo na questão do custo-benefício. Porém, sua instalação requer uma área grande, e a reposição de água aquecida no reservatório pode demorar em dias de grande consumo.

Os perigos da má instalação

 

instalações mal feitas

É importante lembrar que neste artigo vamos abordar especificamente os perigos da má instalação dos aquecedores a gás de passagem. Sobre os aquecedores de acumulação, falaremos em um outro momento.

Uma instalação inadequada ou sem a manutenção devida pode causar sérios problemas no aquecedor a gás, que pode diminuir sua vida útil ou até mesmo causar danos que comprometam seu funcionamento. No entanto, é fundamental considerar todos os riscos aos usuários, já que em casos extremos podemos ocorrer acidentes.

Afinal, um dos principais perigos de instalações malfeitas é o risco de vazamento do gás, principalmente em sistemas colocados dentro das residências. Isso tende a gerar duas situações graves para pessoas e animais domésticos que estejam no local.

O primeiro é o risco de incêndio. O gás, como todos nós sabemos, é uma substância altamente inflamável e que pode entrar em combustão com uma simples faísca. Além disso, se houver o vazamento de gás e não houver uma saída de ventilação, pode causar um efeito semelhante a uma bexiga que estoura com o excesso de ar.

O segundo perigo está relacionado à intoxicação. A inalação do gás leva a pessoa a sentir dificuldades respiratórias, tontura, sonolência e até perda da consciência. Se a pessoa desmaiar em um local com vazamento, o risco para sua integridade física é ainda maior, já que o gás expulsa o oxigênio do ambiente e ocupa todo o espaço, o que aumenta o risco de asfixia.

Também é preciso considerar que uma instalação inadequada pode afetar também o monóxido de carbono (CO) e outros resíduos provenientes da queima do gás. Caso haja problemas na chaminé ou no sistema de exaustão, existe o risco de intoxicação por CO, cujos sintomas são dores de cabeça e no peito, tonturas, fraqueza, náuseas e vômitos.

Como evitar os riscos

Para não correr riscos com a má instalação do seu aquecedor a gás, é importante seguir alguns procedimentos essenciais. O primeiro é, caso sua residência ainda não possua a infraestrutura necessária para receber o aquecedor a gás, contratar uma empresa especializada e qualificada, a fim de garantir que tudo será feito dentro das normas de segurança (NBR) e com o máximo de desempenho.

Infelizmente não é incomum essa infraestrutura, que envolve tubulações de gás, ser feita por pedreiros sem a competência necessária para tal.

Caso esteja construindo ou reformando sua casa e esteja pensando em utilizar o gás encanado, entre em contato com a COMGÁS. Eles podem te fornecer uma lista de empresas especializadas que poderão te ajudar com a infraestrutura de gás para o aquecedor e para o fogão.

É essencial também verificar a procedência de todos os componentes do sistema, como válvulas termostáticas, controladores de pressão, registros e conexões de entrada e saída. Dê preferência aos materiais de marcas conhecidas e que tenham o selo do Inmetro, que comprova qualidade e segurança.

Além disso, tanto a instalação quanto a manutenção do aquecedor a gás devem ser feitos por um profissional especializado ou por uma empresa autorizada pelo fabricante do equipamento. Eles possuem tudo o que é necessário para que os procedimentos sejam feitos de maneira segura e dentro das normas estabelecidas.

Durante a utilização, siga as recomendações do fabricante à risca e não mexa em nenhum dispositivo desconhecido. Afinal, estamos falando de um sistema a gás, e seu uso incorreto pode causar vazamentos que em algumas vezes podem acarretar em acidentes graves. Com essas dicas, você certamente vai desfrutar de um sistema de aquecimento a gás sem qualquer preocupação.

Exemplos de má instalação

Abaixo veremos alguns exemplos de instalações mal feitas e/ou fora de norma:

 

Instalação mal feita

 

Instalação mal feita

 

Instalação mal feita

 

Ficou interessado em um aquecedor a gás para sua residência? Preencha o formulário abaixo com seus dados para que nossa equipe elabore o orçamento ideal para sua necessidade.