Pular para o conteúdo

Cada vez mais o aquecedor a gás está presente na vida de milhares de famílias brasileiras. Porém é muito importante saber escolher a marca e o modelo de aquecedor a gás correto para sua casa ou apartamento. Uma excelente opção é o novo aquecedor a gás Rinnai E15, o mais recente lançamento da conceituada Rinnai. Até porque é fundamental comprar produtos de alta qualidade para garantir que seu investimento foi feito de forma segura e correta.

Nesse artigo você vai conhecer um pouco mais sobre o aquecedor a gás Rinnai E15, suas características e diferenciais. Podendo dessa forma fazer a escolha correta para otimizar o seu dia-a-dia e ter muito mais qualidade de vida.

Conhecendo um pouco mais sobre o Aquecedor a gás Rinnai E15

O novo aquecedor a gás Rinnai E15 faz parte da nova linha de aquecedores digitais da Rinnai, equipado com sua nova tecnologia. Ele atende perfeitamente uma ducha de até 15 litros. Outra possibilidade é utilizar uma ducha com vazão de 10 litros/min e uma torneira com 5 litros/min. Ele funciona tanto com GLP quanto com Gás Natural, tendo uma maior eficiência na queima do gás, resultando em menor consumo. Com um design moderno e arrojado, ele chega disponível na cor branca. Sendo assim uma excelente opção para quem busca um aquecedor com um bom custo-benefício.

O equipamento possui display digital, onde é possível configurar a temperatura exata desejada para o banho. O display também ajuda a identificar qualquer tipo de problema no aquecedor, já que ele é capaz de emitir um auto diagnóstico. São códigos de erro, o que facilita muito na identificação desses ocasionais problemas. O surgimento do E15 veio para agregar ainda mais qualidade aos já reconhecidos modelos de aquecedores da Rinnai. De tal forma que ele é uma excelente opção para quem busca um equipamento com uma litragem própria para atender a demanda de uma ducha e uma torneira.

Aquecedor a gás Rinnai E15 - Aquecenorte

Características do Aquecedor a Gás Rinnai E15

Com variação de rotação automática, o aquecedor a gás Rinnai E15 possui exaustão forçada e é o primeiro equipamento que vem com a nova marca da Rinnai, que foi lançada no último mês de abril. O seu grande diferencial é o seu preço competitivo. O que inegavelmente o credencia como um excelente custo-benefício para quem está interessado em adquirir um aquecedor a gás digital. A nova linha da Rinnai possui uma temperatura mínima de 35 graus, o que facilita sua utilização em dias mais quentes. Dessa forma você não precisa misturar água fria no momento do banho, evitando o desequilíbrio hidráulico.

Esse é mais um diferencial da Rinnai, de climatizar seus equipamentos para a realidade do Brasil. Já que ela é diferente de países mais frios onde os aquecedores a gás já são tradicionais. Vale destacar que a temperatura do aquecedor a gás Rinnai E15 vai de 35 as 60 graus.

Ele possui sistema de segurança integrado, com sensores contra superaquecimento do equipamento, sensor de chama além do bloqueio automático da alimentação do gás. Dessa forma ele se caracteriza como um equipamento extremamente seguro. Todos os produtos desenvolvidos são testados individualmente para garantir a máxima eficiência em seu uso contínuo. Assim eles  apresentam comprovada e excepcional resistência e durabilidade. Além disso, é muito importante ressaltar que todos os equipamentos da Rinnai comercializados no Brasil são homologados pelo Inmetro, o que reforça a forte preocupação com a segurança dos seus produtos.

Aquecedor a gás Rinnai E15 - Aquecenorte

Menor gasto energético

Como é de praxe nos aquecedores a gás da Rinnai, o E15 também foi projetado para consumir uma quantidade menor de energia. Assim você consegue conciliar um equipamento eficiente e que ainda te ajuda a economizar energia. E estamos falando tanto da economia de energia elétrica quanto no consumo de gás. Dessa forma o custo-benefício não está apenas no consumo proporcionado pelo equipamento. O conforto também será maior.

Você vai conseguir encontrar em um único produto qualidade, preço justo e possibilidade de economia energética. Com tudo isso não é nenhuma surpresa que a Rinnai seja líder de mercado de aquecedores a gás.

No artigo anterior nós mostramos como a água quente pode ser utilizada no contexto da gestão hospitalar. Ela é utilizada para a correta higienização de ambientes e também para aumentar o conforto de pacientes. Dessa forma focando na humanização nas internações como uma forma de proporcionar um ambiente mais agradável para todos os envolvidos no processo de recuperação. Nesse contexto, o aquecedor a gás para hospital pode ser a solução ideal para os gestores de hospitais implementarem.

Nesse artigo vamos apresentar o aquecedor a gás como uma solução eficiente para o dia-a-dia de hospitais. Ele propicia água quente de forma rápida não só para a higienização de ambientes como também para proporcionar um ambiente mais amigável e confortável para pacientes.

Benefícios do sistema de aquecimento a gás para o seu hospital

Para atender a essa demanda de água quente que é utilizada diariamente nos hospitais, o sistema de aquecimento a gás é uma solução muito interessante. Isso porque ele fornece água quente de forma rápida, elevando a temperatura da água em questão de segundos. Dessa forma ele vem sendo implementado em larga escala por empreendimentos comerciais, indústrias e condomínios.

Em um ambiente hospitalar, onde a limpeza e assepsia são fundamentais para evitar a proliferação de infecções e germes, o uso de água quente não só é recomendado como também regulado. E com um sistema de aquecedor a gás para hospital você consegue atender toda essa demanda de forma rápida. Aqui estamos falando dos quartos das internações, das torneiras que são utilizadas para higienização das mãos, além da água utilizada pelos funcionários responsáveis pela higienização e desinfecção dos ambientes hospitalares.

Aquecedor a Gás Para Hospital - Aquecenorte
Central térmica, onde o aquecedor a gás esquenta a água para o boiler armazená-la.

Economia energética

Saber gerenciar os recursos com sabedoria também é um desafio enorme para os gestores hospitalares. Afinal são vários setores que demandam tempo e energia para o máximo desenvolvimento e eficiência dos hospitais de pequeno e médio portes. Dessa forma economizar energia acaba sendo fundamental. Isso para gerir esses recursos e saber utilizá-los em cada área do hospital de forma eficiente. E saiba que ao optar por um sistema de aquecimento a gás, você consegue ter uma economia a médio-longo prazo que pode fazer a diferença.

Até porque a energia elétrica é mais alta se comparada ao gás. E ela vem recebendo contínuos reajustes em sua tarifa ao longo do ano. Dessa forma fazendo com o que o aquecedor a gás acabe sendo uma opção muito interessante para economizar e combater o aumento das tarifas. Isso porque o uso de água quente é constante no ambiente hospitalar. Consequentemente o aquecedor a gás acaba sendo uma excelente opção.

Sistema de aquecimento a gás no Hospital de Clínicas

Desde julho de 2017 o Hospital de Clínicas, localizado em São Bernardo do Campo, em São Paulo, vem utilizando um sistema de aquecimento a gás para uso dos pacientes e obtendo bons resultados. No local é utilizado uma central térmica, onde o aquecedor a gás esquenta a água para o boiler armazená-la. Como a demanda por água quente é muito alta, essa é uma alternativa interessante. Já que viabiliza aquecimento a todos os 297 leitos do local. Além de proporcionar muito mais conforto a todos os pacientes, o aspecto de economia chama a atenção.

O gás natural, além de ser uma fonte de energia mais sustentável, que emite menos poluentes, vem permitindo que o município tenha uma economia de R$3 mil ao mês, resultando no valor de R$ 36 mil por ano. O dinheiro poupado está sendo investido em outras áreas da Saúde. Consequentemente todos os aquecedores e a cozinha, já estão sendo movidos por uma energia barata e sustentável.

Aquecedores a gás instalados em cascata

Você deve estar se perguntando como é possível atender a essa alta demanda de água quente que é utilizada diariamente na rotina dos hospitais. Pois saiba que existe sim uma solução. E ela já vem sendo adotada por diversos donos de estabelecimentos comerciais como academias, pet shops, clínicas de fisioterapia e outros empreendimentos: A instalação de múltiplos aquecedores a gás em cascata.

Funciona da seguinte forma: dois ou mais aquecedores de água a gás instalados trabalham interligados, e isso dobra ou mesmo triplica a sua capacidade. E graças a sistemas de controle eletrônico no aquecimento de água, torna-se possível integrar até 25 aquecedores em um mesmo sistema. Assim é perfeitamente possível  atender a alta demanda de água quente que é utilizada diariamente na gestão de ambientes hospitalares.

E os hospitais são ótimos exemplos desse tipo de demanda. Visto que como exemplificamos no artigo anterior o uso de água quente é constante durante quase todo o dia. Conforme essa água quente passa a ser utilizada seja na desinfecção de ambientes ou mesmo na lavanderia dos hospitais (que praticamente funcionam ininterruptamente), apenas um aquecedor não é capaz de suprir toda essa demanda.

É justamente nesse momento que o sistema cascata começa a entrar em ação: de forma automática e interligada os aquecedores vão sendo acionados conforme a utilização de água. Ou seja, quanto mais água quente for sendo utilizada, os aquecedores vão sendo acionados conforme a necessidade de consumo.

Você pode conferir outro artigo em nosso blog sobre aquecedores a gás em cascata.

Instalação do aquecedor a gás para hospital

Agora que você já conhece os benefícios que um sistema de aquecimento a gás pode proporcionar ao seu hospital, nós podemos te ajudar. Aqui na Aquecenorte você encontra uma equipe especializada em aquecimento de água, independente da aplicação. Somos uma empresa com mais de 18 anos de mercado. Contamos com ampla experiência em diversos tipos de aplicações para sistemas de aquecimento em restaurantes, academias, empreendimentos comerciais e indústrias.

Importante ressaltar que os profissionais que trabalham na Aquecenorte são capacitados por instituições como SENAI. Dessa forma esses profissionais estão sempre se aperfeiçoando em diversos treinamentos dos próprios fabricantes. Também somos revenda e assistência técnica autorizada pelas principais marcas de aquecedores a gás como Rinnai e Rheem.

Então se estiver aqui em São Paulo, aproveite para fazer um orçamento conosco agora mesmo! Experimente todos os benefícios que um sistema de aquecedor a gás pode proporcionar no gerenciamento do seu hospital. Você vai poder proporcionar muito mais conforto aos seus pacientes da internação. Além de facilitar o trabalho dos seus colaboradores no dia-a-dia.

Nesse contexto você consegue gerenciar a rotina do seu hospital de forma muito mais satisfatória. Assim oferecendo máximo conforto e humanizando o atendimento dos pacientes. Propiciar um ambiente confortável e positivo vai melhorar de forma considerável o psicológico dos pacientes e de todos os envolvidos no processo de recuperação. E isso definitivamente faz parte de todo esse processo de gerenciamento hospitalar. Invista!

Os desafios para quem administra a gestão hospitalar são imensos. São muitas responsabilidades e tarefas que tem que ser analisadas e revisadas com muita atenção. É preciso ter uma mentalidade e visão de negócios diferenciada. Isso inclui pensar a unidade hospitalar como uma verdadeira empresa, contar com bons prestadores de serviço e acima de tudo ter todos os ambientes hospitalares com um rigoroso processo de controle de limpeza. Nesse contexto, cada vez mais gestores vem apostando na utilização de água quente nos hospitais para facilitar o processo de higienização de ambientes, materiais e roupas que são utilizadas diariamente.

O objetivo é oferecer mais facilidade para todos os colaboradores responsáveis pela limpeza dos ambientes hospitalares. Dessa forma diminuindo consideravelmente a possibilidade de infecções hospitalares. Nesse artigo vamos focar nos principais benefícios que ter água quente de forma facilitada pode proporcionar para os seus colaboradores e também para os seus pacientes. Tornando o ambiente hospitalar mais confortável, aconchegante e facilitando todo o processo de limpeza nos ambientes hospitalares.

Higienização de ambientes

Um aspecto fundamental na rotina de um hospital é a correta higienização de ambientes. A correta assepsia de materiais que são utilizados no dia-a-dia hospitalar, como lençóis, aventais e roupas acaba sendo um fator determinante para o sucesso da gestão hospitalar. Isso para evitar a disseminação de germes causadores de doenças e infecções hospitalares. Dessa forma a água quente nos hospitais tem um papel essencial na segurança aos pacientes e colaboradores.

A proliferação de infecções hospitalares é algo que coloca em risco a saúde dos pacientes. E que também pode colocar em risco a gestão hospitalar como um todo. Dessa forma utilizar água quente é fundamental. Isso para a limpeza de aventais, lençóis e outras roupas que são utilizadas por pacientes e também por colaboradores. A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) determina regras rígidas sobre a temperatura da água que deve ser utilizada. A lavagem das roupas dos pacientes, lençóis, aventais, fronha de travesseiro e demais roupas que são utilizadas no dia-a-dia hospitalar devem ser feitas seguindo normas específicas de segurança. Ou seja, o uso de água quente não só é necessário como obrigatório para a correta higienização do ambiente hospitalar.

Outro aspecto que deve ser ressaltado é que um ambiente hospitalar corretamente higienizado contribui para o bem-estar físico e psicológico dos pacientes e colaboradores. Assim evitando não apenas acidentes de trabalho como também influenciando positivamente na recuperação dos pacientes.

água quente nos hospitais - Aquecenorte

Ambiente limpo e organizado

Ao apostar na utilização de água quente para a limpeza e higienização do ambiente hospitalar, você também contribui e influência para uma melhor organização das tarefas diárias de cada colaborador. Dessa forma é possível criar uma rotina de higienização. E assim facilitando o trabalho deles com a disponibilização de água quente de forma rápida e instantânea. Cada tipo de ambiente hospitalar precisa de cuidados e atenção na limpeza. E isso acaba sendo fundamental para tornar o ambiente hospitalar limpo, seguro e acima de tudo organizado.

A água quente nos hospitais tem papel importante na limpeza hospitalar como um todo. Seja a limpeza de ambientes ou mesmo a desinfecção de materiais, cada qual com procedimentos específicos. Dessa forma você promove o bem-estar de todos os envolvidos no dia-a-dia hospitalar: Pacientes, familiares bem como os colaboradores.

Água Quente nos Hospitais - Aquecenorte

Maior facilidade para os colaboradores e visitantes

Ter água quente de forma rápida e ágil também impacta diretamente na rotina dos colaboradores dentro da gestão hospitalar. Principalmente no que diz respeito a quem trabalha na limpeza de ambientes e de objetos que são utilizados no dia-a-dia hospitalar. Dessa forma com água quente disponibilizada de forma ágil você acaba facilitando a rotina de limpeza de cada setor do hospital. Consequentemente aumentando a produtividade e aumentando também a segurança hospitalar dentro dos padrões que são estabelecidos.

Outro aspecto importante de proporcionar água quente nos ambientes hospitalares diz respeito a correta higienização dos visitantes e familiares que estão acompanhando ou visitando parentes ou amigos. É fundamental a correta higienização das mãos para evitar a proliferação de germes e bactérias. E isso em todos os ambientes hospitalares como por exemplo alas de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) ou mesmo as alas de internação.

Portanto, proporcionar água quente no ambiente hospitalar é um fator que pode ser decisivo para otimizar e facilitar o processo de limpeza dos ambientes pelos colaboradores. E ainda pode proporcionar mais segurança no quesito gestão de riscos. Principalmente no que diz respeito à infecções ou proliferação de bactérias e germes na rotina diária dos hospitais.

Os benefícios da água quente na recuperação dos pacientes

Os benefícios da água quente dentro do ambiente hospitalar não se limitam apenas na questão da higienização de ambientes. Existem estudos que apontam uma ligação direta entre o uso da água quente e a melhora na saúde como um todo. Isso porque a água quente ativa uma reação de relaxamento no corpo. Em situações de internações hospitalares, que por si só já são desgastantes e estressantes, isso acaba fazendo uma grande diferença.

Você pode conferir outro artigo em nosso blog onde mostramos os benefícios do banho quente para o corpo e para a mente.

Otimize o dia-a-dia da gestão hospitalar

Como citado nos tópicos anteriores, disponibilizar água quente de forma rápida e eficiente é muito importante para o dia-a-dia de um hospital. Bem como para a gestão hospitalar como um todo. O uso de água quente é essencial para a devida higienização de ambientes. Bem como para a lavagem de roupas e itens que são utilizados no dia-a-dia hospitalar. De tal forma que a água quente nos hospitais acaba influenciando positivamente na rotina de colaboradores, pacientes bem como de familiares.

É muito importante destacar também o aspecto de humanização que os gestores hospitalares tem procurado implementar. Nesse sentido oferecendo um ambiente aconchegante e confortável tanto para pacientes quanto para familiares. Dessa forma cria-se um vínculo entre a instituição e todos os envolvidos no processo de recuperação dos pacientes. Porém uma dúvida fica no ar: Como disponibilizar água quente de forma rápida e eficiente para atender toda essa demanda?

Pois saiba que nesse contexto ter um sistema de aquecedor a gás em seu hospital pode ser a solução ideal para você!

Você está analisando a possibilidade de deixar para trás o chuveiro elétrico e adquirir um aquecedor a gás. Muitas pessoas ficam receosas no momento de fazer a troca, já que esse é um tipo de investimento que não se faz a toda hora. Porém o que não falta são motivos para você dar um passo adiante, adquirir o seu aquecedor a gás e usufruir as diversas vantagens que ele proporciona.

Pensando nisso separamos quatro razões para você não titubear e dessa forma alcançar a excelência no momento do banho.

1. Economia energética com o aquecedor a gás

Cada vez mais pessoas se queixam das altas tarifas cobradas na energia elétrica. Nesse ano de 2019 a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) reajustou os valores das bandeiras tarifárias amarela e vermelha. E isso vem impactando o bolso de milhares de consumidores. E nesse aspecto adquirir um aquecedor a gás pode influenciar diretamente na economia de dinheiro no final do mês.

Isso porque o preço do gás no nosso país é muito mais barato se comparado a energia elétrica. E na grande maioria dos casos, principalmente em famílias grandes, o chuveiro elétrico corresponde pela grande parte dos gastos em energia. Com um aquecedor a gás você vai sentir a diferença no seu bolso no final do mês. Além de sentir a diferença no aumento do conforto e da qualidade de vida.

E o cenário para quem utiliza energia elétrica não é nada animador. O Brasil atualmente ocupa o triste posto como a quinta energia elétrica mais cara do mundo. E a tendência é a que ela fique ainda mais cara nos próximos anos. Esse é mais um motivo para você deixar a indecisão de lado e focar no aquecedor a gás como uma solução eficiente para esse problema. Você não precisa ficar sofrendo todo mês com a sua conta de luz muito alta!

Aquecedor a gás: 4 razões para você adquirir o seu - Aquecenorte

2. Maior conforto no dia-a-dia

Atualmente qualidade de vida é uma grande prioridade na vida das pessoas. E adquirindo um aquecedor a gás você dá um passo decisivo para isso. Você vai ter água com vazão constante e com a temperatura da água bem quente. Podendo inclusive no caso dos modelos digitais configurar a temperatura exata do banho. Dessa forma você garante um banho com muito mais conforto. Podendo usufruir esse momento de relaxamento como se sua casa fosse um hotel de cinco estrelas. E além disso você e sua família vão poder aproveitar todos os benefícios que a água quente proporciona ao nosso corpo.

Quando comparado com os chuveiros elétricos, os aquecedores a gás são mais confortáveis especialmente no inverno e em climas mais frios. Isso porque no chuveiro elétrico você normalmente tem apenas 3 posições de temperatura. E o que acontece? No momento de regular essa temperatura muitas vezes você tem que limitar a abertura do registro para conseguir alcançar a temperatura ideal de banho. Isso proporciona aquele banho desconfortável com uma quantidade pequena de água, além da prática muitas vezes queimar a resistência elétrica do chuveiro.

Já nas versões digitais dos aquecedores a gás é possível configurar a temperatura exata de banho no display digital do equipamento e você ainda pode manter o registro totalmente aberto. Ou seja, com o aquecedor a gás você terá boa temperatura e boa vazão de água. Chega de ficar sofrendo com banho desconfortável.

Outro aspecto positivo é que o sistema de aquecimento a gás proporciona água quente em diversos pontos de consumo na sua residência. Como por exemplo torneiras e banheiras, podendo satisfazer a sua demanda de forma simultânea. Tarefas rotineiras, como lavar a louça, acabam sendo facilitadas. E consequentemente isso resulta em uma rotina diária com muito mais qualidade para você e a família inteira!

Aquecedor a gás: 4 razões para você adquirir o seu - Aquecenorte

3. Possibilidade de tomar banho mesmo sem energia

E os motivos para você deixar de lado o chuveiro elétrico não param por aí. Com um aquecedor a gás você pode tomar banho mesmo sem energia elétrica. Os aquecedores a gás mecânicos normalmente funcionam apenas com pilhas, dispensando uma ligação elétrica, funcionando mesmo que a residência esteja sofrendo uma queda de energia.

Já no caso dos aquecedores a gás digitas é possível usar um nobreak (equipamento dotado de uma pequena bateria que permite manter o aquecedor funcionando por algum tempo mesmo em um apagão). Dessa forma com o equipamento correto é possível ter uma autonomia de 3 a 5 horas. Se formos imaginar banhos em uma média de 10 minutos de duração, temos algo entre 18 e 30 banhos sem a necessidade de energia elétrica!

Para lugares onde a queda de energia é um problema frequente, essa com certeza é uma opção muito interessante. E isso é uma possibilidade inimaginável para o caso dos chuveiros elétricos que possuem resistência de 5.000w até 12.000w. Mesmo um nobreak potente não resistiria a um simples banho.

4. Alta durabilidade

A durabilidade do aquecedor a gás é outra forte razão para você deixar o chuveiro elétrico no passado. O equipamento na sua versão digital possui uma durabilidade entre 10 a 15 anos, sendo esse um investimento que traz inúmeros benefícios. Já os aquecedores mecânicos possuem uma durabilidade de 8 a 10 anos. Porém aqui vale ressaltar que a realização da manutenção preventiva é fundamental tanto para o correto funcionamento como para postergar sua vida útil. Você pode conferir outro artigo em nosso blog com todas as informações sobre o procedimento da manutenção preventiva.

Não é incomum o relato de clientes insatisfeitos com o seu chuveiro elétrico. Principalmente reclamando quase sempre sobre a mesma dificuldade: a necessidade constante de trocar a resistência elétrica. E em muitas situações as pessoas acabam ficando impossibilitadas de tomar banho até conseguir fazer essa troca da resistência, tendo que apelar para métodos “alternativos” como o famoso banho de caneca.

Com a instalação do aquecedor a gás você acaba com esses problemas. Entre em contato com a Aquecenorte e fique por dentro das melhores opções de aquecedores a gás disponíveis no mercado. A empresa conta com uma equipe comercial especializada para atendê-lo de acordo com as suas necessidades. Receba um orçamento personalizado!

Aquecedor a gás: 4 razões para você adquirir o seu - Aquecenorte

Imagine a seguinte situação: Você acabou de entrar em seu escritório e está prospectando os seus primeiros projetos. Essa é uma fase desafiadora e que exige muito esforço e dedicação para conseguir os primeiros clientes. E também para poder colocar em prática todas as ideias que foram sendo construídas durante a faculdade. Em determinadas situações pode acontecer do seu cliente precisar de um aquecedor a gás em seu novo apartamento. Nessas horas fica a dúvida: Como acertar na escolha de empresas para aquecedores?

Nesse artigo vamos apresentar algumas dicas voltadas para arquitetos no momento de escolher empresas para aquecedores. Garantindo dessa forma uma parceria segura, confiável e evitando qualquer tipo de dor de cabeça.

Levantamento de informações

Se o seu cliente precisa de um aquecedor a gás em seu novo apartamento ou casa, o primeiro passo é fazer um levantamento de informações com o foco em empresas que trabalham com esse segmento. Atualmente, com a internet e as redes sociais, as informações estão circulando de uma forma muito rápida e dinâmica. O ideal é procurar empresas especializadas em tecnologia térmica e com um bom histórico em suas avaliações.

Para isso nada melhor do que utilizar o Google, as redes sociais como mencionamos anteriormente (Facebook e principalmente o Instagram) e também o site Reclame Aqui. Todos eles são canais que possuem sistemas de avaliação para você acertar na escolha de empresas para aquecedores. E assim evitar qualquer tipo de dor de cabeça no seu projeto. Até porque aborrecimentos e estresses com fornecedor ou prestador de serviço são situações que você quer passar longe em qualquer etapa do projeto.

Nesse contexto é importante procurar referências sobre empresas de aquecedores, o seu tempo de atuação no mercado e dando sempre preferência para empresas especializadas e com expertise nesse segmento.

Indicações de colegas arquitetos

Outro recomendação é sempre buscar indicações com colegas arquitetos. Foque em pessoas que já trabalharam com empresas com o foco em aquecedores a gás e que tiveram uma experiência positiva com eles. É muito importante nessa etapa profissional você buscar aproximação com colegas arquitetos que já possuem uma agenda de fornecedores e prestadores de serviço de confiança. E com um histórico positivo de trabalhos realizados.

Dessa forma você vai aumentando o seu círculo de contatos e criando a sua própria agenda de fornecedores e prestadores de serviço de confiança. Com a indicação de colegas arquitetos você ganha mais confiança para tocar o seu projeto. Evitando qualquer tipo de problema e a consequente insatisfação do seu cliente. Até porque a excelência é o que se espera de um arquiteto que está tocando um projeto. Já que os clientes estão com uma alta expectativa do resultado final que será entregue.

Por isso foque sempre em indicações de colegas arquitetos. Isso vai evitar qualquer tipo de problema indesejado com fornecedores e prestadores de serviço.

Empresas para aquecedores - Aquecenorte

Histórico da empresa

Buscar o máximo possível de informações sobre o histórico da empresa também é fundamental quando estiver procurando empresas de aquecedores. Mesmo recebendo a indicação de colegas pode ser que você queria se certificar sobre os serviços da empresa que você vai optar e recomendar para o seu cliente. Nesse contexto é importante se atentar a algumas informações.

Pensando nisso, separamos algumas dicas no momento de você fazer as suas buscas. Isso é importante para confirmar a confiabilidade de uma empresa para aquecedores:

  • Buscar na internet reviews de pessoas que já utilizaram os serviços da empresa;
  • Buscar informações da empresa nas redes sociais;
  • Buscar reviews de clientes sobre serviços contratados;
  • Verificar a avaliação da empresa no Google

Você pode conferir outro artigo em nosso blog com dicas sobre como acertar na escolha da empresa de aquecedor a gás.

Possibilidade de parceria

Outra dica importante quando você procurar empresas de aquecedores é focar em empresas que oferecem possibilidade de parceria para arquitetos. Como o aquecedor a gás tem total relação com o ramo da construção civil, algumas empresas oferecem possibilidade de parceria para arquitetos. O objetivo é atrair esses profissionais, formar uma parceria sólida e consequentemente aumentar os seus potenciais clientes.

Nesse contexto é possível encontrar empresas de aquecedores que vão oferecer diversas possibilidades de parceria para arquitetos. Dessa forma é possível construir uma relação de parceria e confiança. Assim sempre que houver necessidade da compra ou da instalação desse equipamento em um apartamento você já vai saber qual fornecedor escolher. O foco aqui é garantir uma parceria com uma empresa que entregue um serviço de qualidade. E que atenda todas as suas demandas no prazo e acima de tudo que cumpra com o que foi combinado.

Dessa forma você consegue atender os seus clientes com o máximo de confiança e ainda garante uma parceria sólida. Posteriormente será você quem vai recomendar os serviços dessa empresa para outros colegas arquitetos(as). Consequentemente expandindo a sua rede de contatos, fazendo networking e tendo a possibilidade de angariar novos parceiros de trabalho.

Empresas para aquecedores - Aquecenorte

Outras considerações na hora de escolher empresas para aquecedores

Como você verificou nos tópicos anteriores, é possível encontrar uma parceria de confiança quando você estiver procurando empresas de aquecedores. Dessa forma você não apenas se “protege” de qualquer tipo de problema no seu projeto. Como também cria uma relação de parceria com fornecedores e prestadores de serviço. Uma dica é procurar empresas de aquecedores que cuidem de todo o processo para o seu cliente: Venda, instalação e um pós-vendas qualificado.

Uma instalação feita por uma empresa não-qualificada e não-credenciada pode colocar em risco não apenas o seu projeto como também a sua reputação profissional com os seus clientes. Nessa fase profissional da sua vida a última coisa que você precisa são problemas e qualquer tipo de dor de cabeça que possa atrapalhar o seu projeto. Muito pelo contrário: é nessa fase que você precisa se esforçar e batalhar muito para começar a ter um bom reconhecimento no mercado.

Nesse contexto você precisará dar o passo mais complicado: se lançar no mercado e fazer sucesso. E buscar a empresa certa de aquecedores vai evitar aborrecimentos e te ajudar nesse processo. Está buscando empresas de aquecedores para o seu novo projeto? Então não perca tempo e entre em contato agora mesmo!

Os aquecedores a gás estão cada vez mais presentes na vida dos brasileiros. Seus benefícios e a comodidade de ter água quente disponibilizada de forma rápida e eficiente vem chamando a atenção de diversas pessoas. Infelizmente muitas delas acabam deixando de lado aspectos importantes do equipamento. Como por exemplo a sua correta instalação e a necessidade de realizar a manutenção preventiva do equipamento. E a consequência disso são acidentes envolvendo o monóxido de carbono.

Trata-se de um gás extremamente tóxico, que surge como resultado da queima do gás, seja no aquecedor a gás ou no fogão. Nesse artigo vamos explicar como evitar os riscos de inalação dele. Também vamos explicar a importância da realização da manutenção preventiva no aquecedor a gás bem como reforçar o aspecto de segurança do equipamento com a sua correta utilização.

Como funciona o aquecedor a gás

Nos aquecedores a gás, o gás é utilizado como fonte de energia para o aquecimento da água. Ele pode ser o GLP (Gás Liquefeito do Petróleo) ou o GN (Gás Natural). Porém toda a queima, independente do combustível utilizado, vai resultar na liberação de resíduos, como fumaça e outros gases provenientes do processo químico.

Assim como fogões e churrasqueiras, a queima dos aquecedores a gás produz o monóxido de carbono. O monóxido de carbono é um gás tóxico e por isso precisa ser eliminado ao ar livre. Justamente por isso os aquecedores a gás possuem uma abertura em sua parte superior, onde é conectado o duto de exaustão. Esse duto é responsável por conduzir esses gases para fora do ambiente, mantendo a segurança de todos.

É muito importante destacar que o aquecedor a gás é um equipamento extremamente seguro. Mas como qualquer equipamento ele precisa ser utilizado da maneira correta. E isso significa seguir todas as normas de segurança de instalação e utilização.

Monóxido De Carbono - Aquecenorte

Os perigos do monóxido de carbono

O monóxido de carbono é um gás inodoro, incolor e tóxico. Ele é produzido pela combustão incompleta (pouco oxigênio) de matéria orgânica.

Um aquecedor a gás instalado dentro das normas de segurança vai expulsar o monóxido de carbono para fora do ambiente através do duto de exaustão. E mesmo que venha a ocorrer algum vazamento tanto no aquecedor a gás como no duto a ventilação permanente exigida em toda instalação não permitirá o acúmulo do monóxido. Justamente por isso existe a necessidade de ter um local bem ventilado para evitar qualquer tipo de problema com gases tóxicos.

Infelizmente não é incomum encontrarmos aquecedores a gás instalados em locais fechado sem ventilação apropriado. Como por exemplo banheiros ou mesmo aquecedores instalados sem o duto de exaustão. É justamente o duto de exaustão que vai carregar para fora do ambiente os gases resultados da combustão. Em locais fechados e com pouca ventilação esses gases vão se acumulando, aumentando consideravelmente a possibilidade de intoxicação.

Vale ressaltar que existem sim aquecedores a gás próprios para a instalação em locais confinados sem ventilação. São os aquecedores a gás de fluxo balanceado, que são equipamentos especiais normalmente mais caros que os aquecedores a gás comuns. Você pode saber mais sobre os aquecedores a gás de fluxo balanceado clicando aqui!

Efeitos do monóxido de carbono no organismo

Como o monóxido de carbono é inodoro, é muito complicado detectar a sua presença nos ambientes. Quando ele é inalado, ele cai em nossa corrente sanguínea e se liga a hemoglobina, impedindo que ela leve oxigênio as células do corpo. A consequência da falta de oxigênio nas células do nosso corpo pode levar a morte. Infelizmente em muitas situações não existe tempo de reação suficiente, e em alguns casos a exposição prolongada ao monóxido de carbono leva a morte.

Ele não é só perigoso por sua toxidade mas também por ser uma ameaça invisível. Você não o vê e não o sente.Por isso é importante ficar atento a seus sintomas.

Sintomas de intoxicação por monóxido de carbono - Aquecenorte

Os sintomas do monóxido de carbono

Os sintomas da presença de monóxido de carbono no organismo normalmente começam com dores de cabeça, mal estar, desorientação, lentidão de raciocínio, náuseas. Em exposições mais longas acabam levando a vítima a desmaios e até convulsões. Em casos extremos o usuário poder vir a falecer por intoxicação por monóxido de carbono.

Como evitar acidentes com monóxido de carbono

Como já dissemos anteriormente o aquecedor a gás é um equipamento muito confiável e seguro, contanto que as normas de segurança sejam seguidas. Então evitar acidentes com o monóxido de carbono é algo simples.

Contrate apenas empresas autorizadas

Um dos fatores mais negligenciados quando o assunto é aquecedor a gás é a contratação de empresas especializadas e autorizadas pelos respectivos fabricantes do equipamento. Muita gente acha que a instalação e manutenção do aquecedor é simples. E acabam fazendo por conta ou contratando empresas e/ou profissionais sem a qualificação necessária. E não é incomum o barato sair caro.

Então uma dica importante é não contratar qualquer um para instalar ou fazer a manutenção do seu aquecedor a gás. Contrate apenas empresas credenciadas pelo fabricante do seu aquecedor. Essa é uma maneira de garantir que a empresa em questão é devidamente qualificada.

Uma maneira fácil de se certificar se uma empresa é ou não certificada pelo fabricante é entrando em seu site e checando a lista de autorizadas. Você também pode ligar para o SAC do fabricante e perguntar.

Monóxido de Carbono - Manutenção Preventiva do Aquecedor a Gás - Aquecenorte

A importância da manutenção preventiva

Um aspecto fundamental na prevenção de acidentes envolvendo aquecedor a gás é a realização da manutenção preventiva no equipamento. É nesse tipo de procedimento que o técnico responsável vai fazer a correta verificação do equipamento, bem como analisar se todos os seus componentes estão em perfeito funcionamento.

Entre os procedimentos que são realizados, está a verificação do duto de exaustão e da chaminé, bem como a revisão e verificação de todos os itens de segurança do equipamento. Infelizmente muitas pessoas acabam deixando a manutenção preventiva de lado, recorrendo a ajuda apenas quando o aquecedor apresenta algum problema. Isso se caracteriza como um grave erro.

Isso porque na manutenção preventiva também é realizada a revisão geral de instalação do aquecedor. É o momento no qual o técnico responsável pode identificar se a instalação foi feita de acordo com as normas de segurança vigentes, além de atestar se o equipamento está sendo utilizado de forma correta.

Todos os fabricantes recomendam que a manutenção preventiva do aquecedor a gás seja feita anualmente em equipamentos de uso residencial e semestralmente em equipamentos de uso comercial ou industrial.

Você pode conferir mais informações sobre o procedimento da manutenção preventiva nesse outro artigo em nosso blog.

Observe os sinais

Como dissemos anteriormente é importante que a manutenção preventiva do aquecedor a gás seja feita periodicamente. No entanto existem alguns sinais que você pode observar que indicam que o aquecedor a gás precisa de atenção profissional imediata.

Chama amarela

Nos aquecedores a gás digitais não é possível observar a chama, pois eles fazem esse diagnóstico eletronicamente. Já em boa parte dos aquecedores a gás mecânicos a chama é observável através de uma fresta ou visor. Se essa chama estiver com coloração amarelada isso indica a queima irregular do gás. Essa queima irregular gera um volume bem maior do monóxido de carbono. E além do risco a saúde, o monóxido de carbono também é uma substância corrosiva. Por sua vez além do seu aquecedor a gás ser danificado, o duto de exaustão também deteriora, causando assim vazamentos que podem ser fatais.

Se a chama do seu aquecedor a gás estiver amarelada recomendamos procurar uma assistência técnica autorizada o quanto antes.

Isso também vale para os fogões, por isso fique atento a coloração de sua chama.

Duto de Exaustão - Monóxido de Carbono - Aquecenorte

Duto de exaustão furado ou degradado

O duto de exaustão fica na parte superior dos aquecedores a gás. Ele é responsável por conduzir o monóxido de carbono para fora da residência. E como dissemos acima o monóxido de carbono é corrosivo e naturalmente vai degradando o duto de exaustão, que é feito de alumínio. A vida útil desse duto gira em torno de 5 anos no caso das residências. Podendo variar de acordo com a intensidade da utilização do aquecedor a gás e a qualidade de sua queima (como falamos no tópico anterior).

Por isso é importante observar se ele não apresenta sinais de degradação como pequenos furos pretos, rasgos ou mudança de cor (sua cor original é prateada). Caso ele apresente qualquer uma dessas características citadas procure imediatamente uma assistência técnica autorizada para efetuar a substituição desse duto.

Duto de exaustão mal encaixado

Não adianta nada o duto de exaustão do aquecedor a gás estar em perfeitas condições se ele estiver mal encaixado, pois isso pode gerar um vazamento de monóxido de carbono. Por isso verifique se seu duto está devidamente fixado no aquecedor a gás ou na parede. Observe se ele possui a braçadeira de fixação e se ela está apertada.

Uma maneira prática de verificar isso é tentar movê-lo, sem fazer força, com a mão. Obviamente se você fizer muita força o duto sairá. Mas se ele sair muito facilmente é hora de chamar um profissional para fixá-lo corretamente.

Manchas escurecidas

Esse problema também está relacionado com a queima irregular da chama. O excesso de monóxido de carbono provoca manchas escurecidas com o que ele tiver contato. Por isso se você observar manchas pretas surgindo muito rapidamente no local onde seu aquecedor está instalado é sinal que algo está errado.

 

Família em Santo André vem a óbito por acidente com monóxido de carbono - Aquecenorte

Perigo real!

Recentemente o caso da família brasileira que morreu por intoxicação de monóxido de carbono comoveu o país. Eram seis pessoas da mesma família que foram encontrados mortos em um apartamento que havia sido alugado na cidade de Santiago, no Chile. Eles haviam viajado para o país com o intuito de comemorar o aniversário de uma das vítimas, uma adolescente de 15 anos. De acordo com laudo emitido pelas autoridades chilenas a causa da morte foi intoxicação por monóxido de carbono.

Nesse final de semana outra tragédia se abateu sobre uma família brasileira. Quatro pessoas da mesma família foram encontrados mortos no último domingo (14). Os corpos foram encontrados em um apartamento localizado em Santo André, no ABC Paulista. O motivo da morte está sendo investigado, mas a polícia tem a suspeita de que as mortes foram ocasionadas por intoxicação do monóxido de carbono.

No apartamento da família existia um aquecedor a gás que estava sendo utilizado sem o duto de exaustão e o local onde foi instalado, a área de serviço, não possuía ventilação permanente. Então toda vez que o aquecedor a gás era utilizado o monóxido de carbono se acumulava no interior do apartamento.

Matéria produzida pela Rede Record com nosso Supervisor Técnico aqui na Aquecenorte.

Segurança do equipamento

O aquecedor a gás é um equipamento seguro? A resposta é sim! Ele é extremamente seguro desde que respeitadas as normas de segurança não apenas para sua utilização, bem como para a sua instalação. Infelizmente muitas pessoas acabam recorrendo a empresas não-credenciadas e a terceiros para realizar a instalação do aquecedor, o que pode acabar sendo um erro fatal.

Apenas um técnico credenciado e com expertise vai poder fazer a instalação correta do equipamento, dentro da norma de segurança NBR 13103 – Adequação de Ambientes Residenciais para Instalação de Aparelhos que Utilizam Gás Combustível. Muitas vezes as pessoas acreditam que estão economizando dinheiro e que a instalação do equipamento pode ser realizada por qualquer pessoa.

Se o equipamento for instalado por um técnico capacitado, com as devidas orientações sobre a sua utilização e for realizada periodicamente a manutenção preventiva do aquecedor a gás, você poderá utilizá-lo sem preocupações. Dessa forma aproveitando os inúmeros benefícios que ele pode proporcionar para você e todos ao seu redor.

Não perca tempo

Se já faz mais de um ano desde a ultima manutenção preventiva ou até se você nunca contratou nenhuma para seu aquecedor a gás é recomendado você entrar em contato com uma assistência técnica autorizada e solicitar agora!


Se você possui um aquecedor a gás em sua casa, sabe muito bem os diversos benefícios que esse equipamento pode proporcionar. Porém, em muitos casos ao ligar a ducha é preciso esperar toda a água que está na tubulação ir para o ralo antes que a água quente chegue até ele. Mas saiba que existe uma solução prática que pode resolver esse problema: a instalação do Rinnai Smartstart.

Nesse artigo vamos apresentar o Rinnai Smartstart como uma solução eficiente para o reaproveitamento da água que fica acumulada e é “eliminada” no ponto de consumo. Evitando dessa forma o desperdício de água e também o desconforto térmico de ter que ficar esperando a água quente chegar ao chuveiro.

Conhecendo um pouco mais sobre o Rinnai Smartstart

Como mencionamos no inicio do artigo não é incomum no caso dos aquecedores a gás, e até de boilers, a água quente demorar até chegar nas duchas ou torneiras.Nesse artigo explicamos o porque isso acontece e você pode conferi-lo clicando aqui!

Uma solução há muito tempo utilizada em muitos países é fazer o famoso sistema de recirculação de água quente. E a Rinnai já possui um equipamento especifico para esses casos: o Rinnai Smartstart.

O Rinnai Smartstart nada mais é do que um sistema de recirculação de água quente completo produzido pela gigante no segmento de aquecimento de água Rinnai.

Em um sistema normal de recirculação de água quente todos esses componentes são instalados separadamente. Já o Rinnai Smartstart reúne tudo isso em um único equipamento compacto. Ele integra uma eletrobomba de circulação e o sistema de automação em um único equipamento. Isso torna tanto sua utilização como instalação muito mais simples.

Ele é um aparelho que é instalado próximo ao aquecedor (desde que exista uma rede de retorno). Abaixo você confere um vídeo mostrando seu funcionamento:

Benefícios do Rinnai Smartstart: Conforto e Economia 

Um de seus principais benefícios é trazer mais conforto para o seu banho. Como falamos no artigo anterior, dependo da distância entre sua ducha e o aquecedor a gás, a água quente pode demorar até 5 minutos para chegar ao ponto de consumo. Esperar todo esse tempo para poder tomar banho pode ser um martírio, especialmente durante climas frios.

Com o Rinnai Smartstart você vai evitar o desconforto de ter que ficar esperando a água quente chegar ao ponto de consumo. Dessa forma garantindo água quente de forma imediata no hora do seu banho.

Além disso você garantirá bastante economia de água para seu sistema. Isso porque toda essa água antes ia direto para o ralo. E estamos falando de vários litros de água por mês.

Só para exemplificar, em uma casa com 2 pessoas, tomando 2 banhos de 10 minutos cada com uma ducha de 10 l/min de vazão estamos falando de cerca de 12 mil litros de água desperdiçada por mês. Já se você tiver o Rinnai Smartstart instalado na sua residência todo esse desperdício de água é reduzido a zero.

Dessa forma você vai ter muito mais conforto na hora do banho e ainda ajuda o planeta economizando muita água.

Rinnai_Smartstart

Instalação e funcionamento

Como falamos anteriormente, o Rinnai Smartstart reúne um sistema inteiro em um único equipamento. E isso garante uma instalação muito mais simples e limpa. Ainda sim é importante ressaltar que é necessário uma linha de retorno entre os pontos de consumo e o aquecedor a gás. Dessa forma a água fria que fica acumulada na tubulação volta para o aquecedor a gás e será reaquecida rapidamente. Assim quando você abrir a torneira para tomar banho, a água quente vai estar disponível de forma imediata.

O mais interessante é que o seu funcionamento é muito fácil. Você aciona o Rinnai Smartstart através de um simples botão ou pode programá-lo para ligar sozinho durante horários pré-definidos. Por exemplo: você pode configurá-lo para ligar todas as manhãs quando você e sua família tomam banho para ir para o trabalho, escola, etc.

Na dúvida se sua residência tem a infraestrutura necessária para receber um Rinnai Smartstart entre em contato com uma empresa especializada para fazer uma avaliação.

Algumas dicas na hora de adquirir o seu Rinnai Smartstart

É muito importante buscar empresas credenciadas junto ao fornecedor na hora de adquirir não apenas o seu aquecedor a gás como também o Rinnai Smartstart. Dessa forma você garante uma orientação correta sobre a instalação e a utilização do sistema como um todo, aproveitando ao máximo todos os benefícios dele.

Assim no momento da instalação você vai garantir a instalação do sistema seguindo todas as normas de segurança necessárias. E também as melhores dicas de utilização do equipamento. Um técnico vai poder analisar a infraestrutura da instalação e validar a possibilidade de instalação do Rinnai Smartstart.

Você acredita que o Rinnai Smartstart pode ser a solução para aumentar ainda mais o seu conforto no dia-a-dia? Acredita que ele pode ser um diferencial para a economia de água que é desperdiçada diariamente nos chuveiros? Então, preencha o formulário de orçamento e venha descobrir todo o potencial da Rinnai!

 

Selecione uma opção em : Configurações de filtro > Tipo de conteúdo

Poucas coisas são mais frustrante do que chegar em casa depois de um dia cansativo e não conseguir tomar um banho porque o aquecedor a gás desliga durante o banho.

Não é atoa que no nosso artigo sobre os problemas mais comuns nos aquecedores a gás seja o número 1 em nosso site. Nesse artigo vamos focar em um problema que perturba muita gente: o seu aquecedor a gás desliga durante o banho. Em alguns casos o aquecedor a gás não chega a desligar, mas a temperatura do banho oscila demais, com ondas de água fria e água quente. Em outros casos a água fica sempre morna, nunca chegando a temperatura desejada.

Mas isso é um problema do aquecedor a gás? E por quê isso acontece?

A Causa do aquecedor a gás desliga durante o banho: Desequilíbrio hidráulico

Como já dissemos em vários outros artigos os aquecedores a gás são equipamentos extremamente confiáveis, especialmente as versões digitais. Por isso é importante ressaltar que não se trata de um defeito propriamente do aquecedor a gás em si e geralmente está relacionado ao sistema hidráulico. A causa é um desequilíbrio hidráulico na hora de misturar água fria na água quente.

Mas o que é isso e como funciona?

A pressão da água fria e da água quente

O desequilíbrio hidráulico nada mais é do que uma diferença acentuada de pressão da água durante o momento de mistura. No nosso caso é a diferença de pressão entre a água quente e a água fria. Por exemplo se a água quente tiver uma pressão menor que a água fria. 

Caso você não entenda nada sobre pressão de água separamos esse artigo para você. Dito isto, vamos a explicação:

O maior responsável pela perda de pressão que a água quente terá é o próprio aquecedor a gás. Mas isso não é um defeito do aquecedor a gás e sim uma característica do seu funcionamento. O que acontece é que a água, para ser aquecida dentro do aquecedor, faz um verdadeiro zigue-zague. Essa mudança constante de direção somada ao atrito com as paredes da tubulação causam uma redução acentuada na pressão da água. Chamamos esse efeito de perda de carga.

Entendendo um pouco mais sobre a perda de carga

aquecedor_a_gas_desliga_durante_o_banho

 

Como pode ser observado na imagem acima a água fria entra no aquecedor a gás e percorre um caminho através da serpentina em volta da câmara de combustão, onde está a chama responsável pelo aquecimento da água. Aí depois de percorrer todo esse caminho ela sai quente do outro lado.

A perda de carga é um efeito natural que a água sofre ao passar por qualquer tubulação. Quanto mais longa e/ou mais curvas tubulação tiver, mais pressão a água vai perder. Mas esse efeito é bastante acentuado no caso dos aquecedores a gás, pois como podemos ver na imagem, a água percorre um caminho bastante tortuoso.

E isso vale tanto para o aquecedor a gás mecânico (como o da imagem) como o aquecedor a gás digital. O processo é o mesmo.

Tanto a água fria como a água quente tem a mesma origem, a caixa d’água ou em alguns casos uma bomba pressurizadora que alimenta a rede hidráulica. Mas a água quente por passar através do aquecedor a gás acaba perdendo pressão e isso gera um desequilíbrio no momento que a água quente se encontra com a água fria dentro da tubulação, normalmente no misturador de água.

Mas porque o aquecedor a gás desliga durante o banho?

Ok, você já entendeu o que é desequilíbrio hidráulico e o porque ele acontece. Mas ainda deve estar se perguntando porque essa diferença de pressão entre a água quente e a água fria faz com que seu aquecedor a gás desligue durante o banho. Mas antes de continuarmos precisamos explicar mais uma coisinha: o acionamento do aquecedor a gás.

Como o aquecedor a gás é acionado?

O acionamento do aquecedor a gás é algo bastante simples. Um componente chamado válvula de água, no caso dos aquecedores a gás mecânicos, ou fluxostato, no caso dos aquecedores a gás digitais, detecta a passagem de água que por sua vez aciona a chama responsável pelo aquecimento da água. O fluxo de água não só aciona o aquecedor a gás como o mantém ligado. Isso significa que quando o fluxo de água é interrompido (quando você fecha o registro de água por exemplo) o aquecedor desliga.

Apesar da tecnologia em si ser diferente, o funcionamento é similar tanto nas versões digitais quanto nas versões mecânicas.

Não entraremos nos pormenores do funcionamento do aquecedor a gás, a ideia aqui é só deixar claro que o aquecedor a gás só funciona quando existe uma movimentação de água dentro dele. Ou seja, quando você abre um ponto de água, seja uma ducha ou uma torneira, o aquecedor a gás liga automaticamente e quando você fecha o registro o aquecedor a gás desliga.

Restrição da passagem da água quente

Então já entendemos que a que a água quente, por passar dentro do aquecedor a gás, tem menos pressão que a água fria e que o aquecedor só funciona com fluxo continuo de água. O que acontece para o aquecedor a gás desligar durante o banho ou oscilar sua temperatura é a água quente enfrentar uma restrição em seu caminho.

Por conta de ter uma pressão menor, ou seja, menos força, a água quente não consegue competir com a água fria que está mais forte. Assim quando a água quente se encontra com a água fria dentro da tubulação, normalmente o misturador de água (como você pode ver na imagem abaixo) a água fria que possui mais força, restringe a passagem da água quente. Sendo assim a válvula de água ou o fluxostato entendem que não há mais fluxo de água, como se alguém tivesse fechado o registro, e por sua vez desligam o aquecedor a gás.

aquecedor_a_gas_desliga_durante_o_banho

Então como você pode observar na imagem acima o que acontece na verdade é algo bem simples. O fluxo de água fria (lado direito) as vezes é tão mais forte do que o fluxo de água quente (lado esquerdo) que acaba criando uma espécie de barreira e isso desliga o aquecedor a gás que só funciona com fluxo de água.

Em alguns casos menos graves de desequilíbrio hidráulico a restrição causada pela água fria não é forte o suficiente para desligar o aquecedor a gás, mas mesmo assim diminui demais o fluxo de água quente e por isso acaba predominando a mistura de água. O resultado é um banho com a água morna.

Tubulações diferentes, porém interligadas

Talvez você esteja se perguntando como é possível que a água fria se encontre com a água quente já que a tubulação da água quente é independente da tubulação da água fria. Na verdade a tubulação da água fria e a tubulação da água quente se encontram em todos os misturadores da residência.

Misturador de água

Essa é a maneira mais comum da água quente se encontrar com a água fria. O misturador de água é a tubulação que, como o nome sugere, permite a mistura de água quente com água fria. Você pode identificar a existência do misturador nos pontos de água onde existem dois registros, um de água quente e outro de água fria.

aquecedor_a_gas_desliga_durante_o_banho

Na imagem acima vemos um misturador de água montado externamente. Esse modelo é o mais comum que encontramos nas residências do Brasil. A diferença da foto para o que provavelmente você tem em sua casa é que numa residência normalmente essa tubulação estará dentro da parede e não fora.

No exemplo da imagem acima temos uma ducha como ponto de consumo, mas poderíamos ter uma torneira ou ducha higiênica. O principio é o mesmo.

Também é importante ressaltar que hoje em dia é comum encontrarmos misturadores monocomando. Esses misturadores são bastante populares em torneiras gourmet e fazem a mesma função de misturador de água comum. Só que aqui temos um único registro ao invés de dois. Aqui ao invés de termos que abrir um registro exclusivo para a água quente e outro para a água fria, ajustamos a mistura de água de acordo com a direção que colocamos nesse único registro.

aquecedor_a_gas_desliga_durante_o_banho

 

Como evitar que o aquecedor a gás desligue durante o banho

Como você deve ter percebido acima a causa do aquecedor a gás desligar durante o banho é o desequilíbrio hidráulico. Então a maneira de evitar que esse problema aconteça é equilibrar a pressão tanto da água fria como da água quente ou não misturar água.

Não misture água

Sempre recomendamos para nossos clientes que utilizem apenas água quente em seus banhos, evitando misturar água fria. Pra isso é preciso regular a temperatura correta no aquecedor a gás. Nos aquecedores a gás digitais isso é bem fácil de fazer. Já que em seu display digital podemos configurar a temperatura exata de banho. No entanto nos aquecedores a gás mecânicos nem sempre essa tarefa é fácil já que seu controle é manual.

independente do aquecedor a gás ser digital ou mecânico é bem comum as pessoas configurarem uma temperatura mais elevada para depois misturar água fria para achar a temperatura de água mais confortável para o banho. No entanto isso é ruim por dois motivos. O primeiro é o desequilíbrio hidráulico que descrevemos nesse artigo. E o segundo é o desperdício de gás, já que dessa maneira você estará esquentando a água a uma temperatura superior ao de uso para depois esfriá-la com água fria.

Caso seja necessário a mistura de água fria, como no caso dos aquecedores a gás mecânicos que são mais difíceis de regular, recomendamos sempre abrir todo o registro de águe quente e misturar o mínimo de água fira possível.

aquecedor_a_gas_desliga_durante_o_banho
Ducha Higiênica: Misturador comum e Misturar Monocomando

Mantenha os registros de duchas higiênicas fechados

Nem sempre o aquecedor a gás desliga por conta da mistura da água do próprio ponto de consumo. Qualquer ponto da hidráulica que interligue a tubulação de água quente com a da água fria pode causar esse problema. E é muito comum que isso aconteça com a ducha higiênica. Isso porque é bem comum as pessoas não fecharem os registros da ducha higiênica, já que ela possui um gatilho e a água só sai quando apertamos.

Então sempre certifique-se de fechar ambos os registros depois de usar a ducha higiênica.

Verifique os registros de pontos desativados

Quando recebemos o relato de pessoas com esse problema sempre perguntamos por banheiros desativados ou fora de uso. Pois é bem comum termos pontos de consumo de água desativados nesses locais. Mas o problema não é o ponto estar desativado em si. O que acontece é que como esses pontos estão fechados com um plug, então mesmo com o registro totalmente aberto não sairá água. E se ambos os registros, tanto de água fria como de água quente, estiverem abertos isso interliga a tubulação. Dessa forma a água fria vai invadir a tubulação de água quente e se misturar fazendo com que a água chegue morna ou fria no ponto de consumo.

Então certifique-se que ambos os registros desse ponto desativado estejam completamente fechados.

aquecedor_a_gas_desliga_durante_o_banho
Ponto de consumo desativado com um plug

Pontos interligados

Esse problema é mais raro, mas as vezes acabamos achando alguns casos assim nas residências de nossos clientes. As vezes para testar a tubulação algumas pessoas acabam interligando a tubulação de água quente com a da água fria.

aquecedor_a_gas_desliga_durante_o_banho
Tubulação interligada com flexível

Aqui o principio é o mesmo do descrito acima. A água fria por ter mais força acaba invadindo a tubulação da água quente e se misturando. Na maioria desses casos o aquecedor a gás não desliga durante o banho, mas a água fica somente morna, não subindo a temperatura mesmo que você regule o aquecedor a gás para o máximo.

Equilibrar a pressão da água

Esse talvez seja o jeito mais definitivo de resolver esse tipo de problema. Como a causa é a diferença de pressão entre a água quente e a água fria uma maneira efetiva de eliminar o problema é equalizar a pressão. E existem algumas maneiras de se fazer isso:

Pressurizar a água quente

Instalar uma bomba pressurizadora na entrada de água do aquecedor a gás costuma ser uma boa maneira de resolver o problema. Já que assim estaremos aumentando a pressão da água quente e nivelando com a pressão da água fria. Como a ideia aqui não é aumentar tanto a pressão, apenas nivela-la, não precisamos investir em bombas muito potentes. Normalmente bombas pressurizadoras pequenas de até 350W costumam resolver esse tipo de coisa.

aquecedor_a_gas_desliga_durante_o_banho
Bomba Pressurizadora Rheem de 120W instalada na entrada do Aquecedor a Gás

Baixar a pressão da água fria

Essa é a maneira mais simples e prática de resolver esse problema. E o melhor, aqui não precisaremos investir em novos equipamentos ou reformas.

Você pode equalizar pressão da água fria com a pressão da água quente restringindo um pouco o registro geral de água fria do seu banheiro.

A maneira mais fácil de fazer isso é ir até o banheiro e abrir totalmente o registro de água quente da ducha. Certifique-se que somente o registro de água quente esteja aberto. Então observe a pressão da água. Você pode fazer isso colocando a mão debaixo da água e sentindo a pressão e também pelo som que a água faz ao atingir o piso. Em seguida feche completamente o registro de água quente e abra completamente o registro de água fria. Você vai observar que a pressão da água fria será maior que o da água quente.

Mantenha o registro de água fria aberto e vá até o registro geral de água fria do seu banheiro. Vá fechando esse registro geral até que a pressão da água fria da ducha fique similar a pressão da água quente que você observou anteriormente.

Dica importante: fique atento para não se molhar!

Dessa maneira você estará restringindo a passagem da água fria e gerando um ponto de perda de carga. Isso fará com que a pressão da água fria diminuía. A ideia aqui é deixar a pressão da água fria o mais próximo possível da pressão da água quente.

Sujeira no Aquecedor a Gás pode ser a cauda do aquecedor a gás desliga durante o banho

Apesar de menos provável ainda sim uma causa ou agravante para esse problema é a obstrução por sujeira. Com o tempo de uso o aquecedor a gás acaba acumulando sujeira dentro do equipamento. Muitas vezes essa sujeira acaba obstruindo a passagem da água. O que gera ainda mais perda de carga (diminuição da pressão da água).

É bastante improvável que essa seja a a causa do aquecedor a gás desliga durante o banho. Mas não é incomum isso agravar ainda mais o problema de desequilíbrio hidráulico.

Nesses casos é importante procurar uma assistência técnica autorizada pela marca do seu aquecedor a gás para executar uma revisão geral no equipamento. Vale ressaltar que todos os fabricantes de aquecedores a gás recomendam que seja feita uma manutenção preventiva no equipamento pelo menos uma vez ao ano. A manutenção preventiva evita esse tipo de acúmulo de sujeira e outros problemas provenientes do uso natural do aquecedor a gás.

A solução para seus problemas

No caso de você ter tentado todas as soluções práticas descritas acima mas mesmo assim seu aquecedor a gás continua desligando durante o banho então será necessário entrar em contato com uma assistência técnica autorizada pela marca do seu aquecedor a gás.

Caso esteja em São Paulo ou proximidades nós da Aquecenorte podemos te ajudar. Temos mais de 18 anos de experiência de mercado e somos especialistas nos mais diversos tipos de aquecimento de água. Além disso somos assistência técnica autorizada de diversas marcas de aquecedores a gás. Marcas lideres de mercado como a Rinnai e a Rheem.

Basta entrar em contato através do nosso formulário de orçamento ou telefone: (11) 2262-9000. Caso preferir também pode entrar em contato por Whatsapp clicando aqui!

 

Selecione uma opção em : Configurações de filtro > Tipo de conteúdo

Se você possui um sistema de aquecimento de água a gás, sabe bem como é gostoso poder usufruir de um banho com uma alta vazão e extremamente relaxante. Ele traz diversos benefícios para o corpo e para a mente, sendo não apenas um momento de limpeza do corpo como também de renovação da mente. Porém um problema “assola” muitos usuários: A demora para a água quente sair na hora do banho. Nesses casos o mais indicado é a instalação de um sistema de recirculação de água quente.

Ele é recomendado para o reaproveitamento da água que circula pelas tubulações e chega até o aparelho.

Nesse artigo nós vamos explorar o funcionamento do  sistema de recirculação de água quente, também conhecido como sistema de retorno de água. Iremos apresentar aspectos como seus benefícios, o aspecto econômico, o conforto térmico e a instalação do respectivo sistema.

Conhecendo mais sobre o sistema de recirculação de água quente

Antes de mais nada, é necessário entender os preceitos básicos do sistema de recirculação de água quente. Quando você abre o registro de uma ducha ou torneira, precisa esperar que a água fria da tubulação saia antes da chegada da água quente. Consequentemente essa água fria que sai da tubulação antes da água quente chegar acaba indo para o ralo sem uso. E é aqui que o desperdício de água começa a ser um problema.

Quanto maior o comprimento das tubulações entre o aquecedor (seja aquecimento a gás, solar ou elétrico) mais água ficará acumulada na tubulação e maior será o desperdício. Quando o sistema de aquecimento estiver próximo do ponto de consumo de água quente, essa espera pode ser de alguns poucos segundos, mas se a distância for muito grande isso pode passar a minutos. Dois minutos, três minutos e em casos extremos até 5 ou 6 minutos. Isso acontece bastante no caso de casas grandes e empreendimentos comerciais como hotéis e academias.

O que o sistema de recirculação de água quente faz é pegar toda essa água que fica acumulada na tubulação entre o sistema de aquecimento e os pontos de consumo e devolver para o aquecedor para que ela seja reaquecida.

sistema-de-recirculacao-de-agua-quente

Composição do sistema de recirculação de água quente

Como vocês podem ver na imagem acima o sistema de recirculação de água quente é simples. Ele é composto por um controlador digital, uma eletrobomba de circulação e um sensor de temperatura. Em alguns casos também teremos um vaso de expansão, mas eles são necessário apenas em sistemas maiores.

Controlador digital

O controlador digital é o componente responsável por comandar todo sistema. É aqui onde faremos as configurações e programações necessária para o uso do sistema, sendo responsável por ligar e desligar a eletrobomba. Ele também será responsável por mostrar em seu display digital informações úteis como a temperatura da água.

Eletrobomba de circulação

Como explicamos acima a água fria fica acumulada na tubulação. É a eletrobomba que fará com que essa água acumulada circule e volte até o aquecedor a gás para ser reaquecida. Trata-se de uma bomba pequena e de baixa potência, responsável apenas por fazer a água andar.

Sensor de temperatura

O sensor de temperatura é responsável por ler a temperatura da água que corre através da tubulação e enviar essa leitura para o controlador digital.

Vaso de expansão

Como mencionamos acima o vaso de expansão normalmente não está presente em sistemas residenciais. Ele só é necessário em sistemas maiores como os usados em hotéis, escolas, academias, restaurantes e afins. É responsável por absorver o excesso de pressão que esse tipo de sistema pode produzir.

Como funciona o sistema de recirculação de água quente

Como falamos acima o que o sistema de recirculação faz é pegar a água fria acumulada na tubulação e retorna-la até o sistema de aquecimento. No entanto, como se trata de um sistema eletrônico, podemos ajustá-lo para ser acionado de diversas maneiras.

Acionamento manual

Essa é a maneira mais básica de usarmos esse sistema. Aqui o usuário aciona o sistema manualmente através de um botão alguns poucos minutos antes de tomar banho. Dessa maneira, quando for finalmente tomar banho a água já estará pré-aquecida.

Acionamento por diferencial de temperatura

Nesse caso programamos uma temperatura, 38 graus é o padrão mais comum de uso. Então o sensor de temperatura ligado ao sistema, que fica lendo a temperatura da água que passa na tubulação, liga o sistema toda vez que detectar uma diferença de 5 graus que no exemplo dado é de 33 graus. Quando o sensor detectar que a água atingiu os 38ºC dará um comando que vai desligar o sistema.

Resumindo: quando a água estiver com 33ºC o sistema liga e aquece a água. Quando a água atingir 38ºC ou acima o sistema desliga. Obviamente essas temperaturas podem ser programadas para atender a demanda de cada cliente.

Esse método de acionamento é bastante usado em demandas comerciais como academias, hotéis, hospitais e lugares onde se precisa de água quente e imediata todo o tempo. É o mais confortável de todos, porém como o sistema se liga todo o tempo é o que produz mais gasto também.

Acionamento por faixas de horário

Esse é o mais comum e mais econômico método de acionamento do sistema de recirculação de água quente. Nesse método programamos certos horários para que o sistema ligue. Essa programação é baseada no hábito de banho dos moradores da residência. Por exemplo, digamos que você e sua família tomem um banho todos os dias pela manhã antes de ir para o trabalho ou para a escola. Então você pode programar para que o sistema ligue todos os dias as 6h30 da manhã. Assim quando as pessoas forem tomar banho as 7h a água já estará pré-aquecida.

E um benefício desse sistema é também respeitar a programação de diferencial de temperatura que descrevemos acima. Sendo assim, mesmo dentro das faixas de horário programadas, o sistema só ligará se a temperatura da água acumulada na tubulação estiver baixa.

E você pode fazer várias programações que respeitem o dinamismo de uma família. Podemos ter programações para manhã, tarde, noite e até fins de semanas.

sistema-de-recirculacao-de-agua-quente

Economia de água

Como salientamos no artigo anterior a demora da água quente chegar até as duchas causa um grande desperdício de água. Alguns dos nossos clientes já relataram demora de 5 minutos. Isso gera um desperdício de 50 a 60 litros de água em média por banho. Se colocarmos na ponta do lápis numa casa com quatro pessoas estamos falando de 12.000 a 14.000 litros de água por mês. É muita água desperdiçada.

Isso não é só um impacto para o meio ambiente como é um impacto no bolso.

Agora com o sistema de recirculação de água quente todo esse desperdício chega ao fim. Com ele a água já estará quente quando abrir o registro e você não vai mais ter que observar todo aquele dinheiro descendo pelo ralo.

Maior conforto na hora do banho

Se a economia de água não fosse benefício suficiente você ainda terá muito mais conforto na hora do seu banho. Chega de esperar vários minutos até a água esquentar. Aqui você abre o registro e a água já estará quente. Ótimo para dias que você está com pressa, seja porque está atrasado ou porque está muito frio. A vida é curta demais para desperdiçarmos esperando a água esquentar!

Instalação do sistema de recirculação de água quente

É muito importante entender os preceitos básicos para a instalação de um sistema de retorno. A partir do último ponto de consumo, o sistema de retorno “puxa” água fria da tubulação de água quente. Dessa forma fazendo com que o sistema de aquecimento reponha água quente na tubulação.

Para a instalação desse tipo de sistema é necessário um sistema de aquecimento central como os aquecedores a gás, aquecedores solares ou boilers e também uma linha de retorno.

A linha de retorno consiste numa tubulação que interligue o ponto de consumo mais distante ao sistema de aquecimento, formando assim um anel. É como se tivéssemos uma tubulação de ida e outra de volta. Essa tubulação será responsável por conduzir a água fria armazenada na tubulação para de volta ao sistema de aquecimento para ser reaquecida.

sistema-de-recirculacao-de-agua-quente

Considerações na hora de adquirir o seu sistema de recirculação de água quente

Para que você faça a escolha mais segura e adequada para a sua casa ou apartamento, é muito importante contratar um serviço especializado. Dessa forma você garante as melhores informações e recomendações de acordo com o local de instalação. Além disso você também garante que as normas de segurança sejam respeitadas corretamente.

Algumas pessoas não desejam instalar um sistema de recirculação de água quente no apartamento por causa de espaço, já que a eletrobomba de circulação e o sistema de automação acabam ocupando espaço no sistema. Mas saiba que você pode optar pelo Rinnai Smartstart. Trata-se de um aparelho que unifica todos esses itens que citamos acima. (Mas isso é assunto para outro artigo).

O que você achou da opção do sistema de recirculação de água quente? Ele é a solução ideal para você otimizar o uso do seu aquecedor a gás. E ainda possibilita ter água quente no seu chuveiro ou ducha de forma rápida e satisfatória. Preencha o formulário de orçamento, acabe com o desperdício de água e ainda obtenha água quente de forma imediata no seu banho!

 

Selecione uma opção em : Configurações de filtro > Tipo de conteúdo
Scroll Up