Pular para o conteúdo

Aquecedor de Piscina: Quais os principais tipos?

Aquecedor de Piscina: Quais os principais tipos?

Uma das maiores limitações que donos de piscina costumam enfrentar é a utilização desses espaços nas estações mais frias do ano. Nos dias mais quentes, a temperatura natural da água costuma ser o ideal para proporcionar toda a sensação de conforto e refrescância que se espera. Mas e quando chega o inverno?

Nesse caso, a saída mais viável é a instalação de um sistema de aquecimento. Basicamente, os métodos existentes na atualidade usam uma fonte de energia para esquentar a água utilizada na piscina. Existem diversas marcas de aparelhos e mecanismos bastante eficientes que promovem o aumento da temperatura e mantém esse nível térmico mesmo nos dias mais frios do ano.

A questão é que, com tantos sistemas diferentes, não existe um método mais eficaz do que os outros para aquecer a água – o rendimento depende de alguns fatores. Para compreender melhor esse processo, este artigo vai mostrar como funciona o aquecimento de uma piscina a partir dos diferentes sistemas encontrados no mercado. É uma boa maneira de compará-los e saber qual é o mais recomendado para o seu caso.

Os principais tipos de aquecedor de piscina

Apesar de existirem os mais diversos métodos de aquecimento de piscina, podemos resumir os principais em quatro tipos:

  • Aquecedor a gás (ou aquecedor de passagem a gás);
  • Bomba de Calor (ou trocador de calor);
  • Aquecedor solar;
  • Aquecedor elétrico.

Aquecedor de Piscina: Aquecedor a Gás para Piscina - Aquecenorte

Aquecedores a gás

Os aquecedores a gás estão presentes no Brasil há pelo menos 45 anos e são um dos primeiros sistemas utilizados em maior escala por aqui para aumento de temperatura da água. Tanto que é um método ainda usado em larga escala para fornecer água quente para residências, condomínios e prédios comerciais. Sendo mais popular no aquecimento do banho.

Como sugere o nome, esse tipo de aparelho utiliza o gás como principal fonte de energia para provocar o aumento da temperatura da água. Os dois combustíveis mais comuns para isso são o gás natural (GN) e o gás liquefeito do petróleo (GLP). Sendo o GN o gás encanado, aqui em São Paulo é fornecido pela Comgás. Já o GLP é o tipo mais popular nas casas dos brasileiros, sendo o gás de botijão.

A escolha, no entanto, depende da disponibilidade de cada um no lugar onde o aquecedor é instalado, pois muitas cidades ainda não têm sistema de distribuição de GN, por exemplo.

Caso queira saber mais sobre os tipos de gás disponíveis para o aquecimento de água pode conferir nesse artigo aqui!

Os aquecedores a gás funcionam por meio do chamado mecanismo de passagem, por isso também são conhecidos como aquecedores de passagem. A água é retirada da piscina por meio de um duto e, em seguida, passa por dentro do equipamento por vários dutos pequenos em volta de uma câmara de combustão. Nela, a água recebe o calor da chama alimentada pelo gás e aumenta sua temperatura. Depois, esse fluxo aquecido é devolvido para a piscina, deixando a água mais quente.

Trocador de Calor Indireto

Aqui temos que abrir um parênteses para falar que basicamente existem dois tipos de aquecedores a gás usados em sistemas de aquecimento de piscina. O primeiro é o modelo próprio para piscina, que funciona exatamente como descrito acima.

Já o segundo utiliza aquecedores a gás comuns, desses utilizados em residências para o aquecimento de duchas e torneiras. Esses modelos de aquecedores a gás não podem receber a água da piscina diretamente. Isso porque os produtos utilizados na água de piscina, tais como o cloro por exemplo, danificam o equipamento.

Nesse caso ainda podemos utilizar o aquecedor a gás comum, mas é necessário fazer um sistema de aquecimento indireto. Esse sistema utiliza um equipamento chamado trocador de calor indireto, que tem seu funcionamento similar a de um radiador. O que ele faz é servir como intermediário no aquecimento da água. Dessa forma ele acaba impedindo que a água da piscina passe por dentro do aquecedor a gás. Esse sistema é menos eficiente que o aquecedor a gás próprio para piscina, mas ainda sim funciona muito bem e é bastante utilizado no aquecimento de piscina.

Aquecedor de Piscina: Trocador de Calor Indireto - Aquecenorte
Aquecedor de Piscina: Trocador de Calor Indireto

A grande vantagem da utilização do aquecedor a gás no aquecimento da sua piscina é a velocidade que esse sistema é capaz de aquecer toda água da sua piscina.

Você pode conferir mais sobre esse tipo de aquecedor de piscina clicando aqui!

Aquecedor de Piscina: Bomba de Calor - Aquecenorte

Bomba de calor

Também conhecido como trocador de calor, é um dos sistemas mais eficientes e modernos que existem no mercado. Isso porque ele utiliza um mecanismo semelhante ao que é encontrado nos aparelhos de ar condicionado tradicionais. Portanto a diferença está no processo.

Só não confunda a bomba de calor, que também é conhecida como trocador de calor, com o trocador de calor indireto. São equipamentos completamente diferentes.

Enquanto o ar condicionado retira o calor do ambiente por um circuito de serpentinas, condensadores e evaporadores, e posteriormente resfriado com o suporte de um gás, a bomba de calor faz a captação do ar quente e o transfere para a água. Por isso acaba funcionando como se fosse um processo “inverso”.

Na bomba de calor, a energia elétrica utilizada pelo aparelho não trabalha diretamente na conversão para energia térmica. Boa parte dela é consumida para realizar esse processo de retirada de calor do ar. Isso faz com que todo o sistema seja mais econômico, se considerada a fonte energética.

Aquecedor de Piscina: Funcionamento da Bomba de Calor - Aquecenorte

Uma das vantagens desse sistema é a instalação: dura apenas algumas horas e não faz muita bagunça. No entanto, o aquecimento da água não é tão rápido como um aquecedor a gás pode realizar. Dependendo do tamanho da piscina, pode demorar até várias horas.

Caso você tenha uma certa previsibilidade na utilização da piscina e possa se programar a bomba de calor costuma ter um ótimo custo benefício, já que seu consumo energético é baixo.

No entanto ele não é muito indicado para regiões muito frias. Isso porque utiliza o próprio calor do ar para aquecer a água da piscina.

Se você quiser saber mais sobre esse tipo de aquecedor de piscina é só clicar aqui! Separamos um artigo bem legal sobre as bombas de calor.

Aquecedor de Piscina: Aquecedor Solar Piscina - Aquecenorte

Aquecedor solar

Os aquecedores solares são muito comuns em residências, condomínios e prédios comerciais. E hoje em dia no Brasil a indústria utiliza o sistema solar cada vez mais. Eles são largamente utilizados nessas situações por fornecer uma grande quantidade de água quente com custo baixo.

Afinal, a principal fonte de calor para aquecer a água é a luz solar. Para isso, são instalados coletores solares responsáveis por reter o calor do sol e transmiti-lo para a água da piscina.

Diferente do sistema de aquecimento solar residencial, no caso da piscina o aquecedor solar não precisa de um reservatório térmico para armazenar a água já aquecida. A própria piscina funcionará como um tanque.

Os coletores solares de piscina também são diferentes dos usados no sistema de aquecimento solar residencial. São coletores abertos, feitos de poliuretano. E uma de suas características é de trabalharem a seco.

Esse sistema possui diversas vantagens. Uma deles é que pode ser utilizado em conjunto com outro sistema, seja ele a gás, bomba de calor ou elétrico. Ele acaba funcionando como uma espécie de suporte caso o principal não dê conta da demanda ou até mesmo para ganharmos mais eficiência no aquecimento.

Aquecedor de Piscina: Esquema do Aquecedor Solar Para Piscina - Aquenorte

Outro ponto positivo são os gastos. Seu custo de aquisição nem sempre é o mais barato. Mas isso se compensa a longo prazo, já que o gasto com energia beira a zero. Se bem que hoje em dia é possível encontrar aquecedores solares com preços mais acessíveis.

Aquecedores elétricos

Esses aparelhos já foram mais utilizados, mas ainda é possível encontrar modelos eficientes no mercado. Seu modo de funcionamento lembra muito o sistema utilizado nos chuveiros elétricos. Assim uma resistência recebe energia elétrica e a converte em energia térmica, fazendo a transferência desse calor para a água. Basicamente é o mesmo método de passagem encontrado no aquecedor a gás. A diferença é que aqui utilizamos a eletricidade ao invés do gás como fonte de calor.

O gasto com instalação é provavelmente a grande vantagem desse aparelho, sendo de longe o mais barato dos descritos nesse artigo. Mas a grande desvantagem é que seu custo a longo prazo tende a ser bem maior do que os outros sistemas. Isso ocorre já que ele funciona somente com energia elétrica. Portanto, seu uso é recomendado para piscinas pequenas ou em lugares nos quais a necessidade de água quente não seja tão grande.

Aquecedor de Piscina - Tipos de Aquecedor - Aquecenorte

Agora que você sabe como funciona um aquecedor de piscina, é provável que já tenha escolhido o melhor sistema para sua situação. Preencha o formulário de orçamento abaixo e conheça o que temos a oferecer.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll Up