Monóxido de carbono e seus perigos: Saiba como evitar os riscos

Monóxido de carbono e seus perigos: Saiba como evitar os riscos
Thiago Beato Por:
Data de postagem Tempo aproximado de leitura 11 min
Powered by Cia Web Sites

Os aquecedores a gás estão cada vez mais presentes na vida dos brasileiros. Seus benefícios e a comodidade de ter água quente disponibilizada de forma rápida e eficiente vem chamando a atenção de diversas pessoas. Infelizmente muitas delas acabam deixando de lado aspectos importantes do equipamento. Como por exemplo a sua correta instalação e a necessidade de realizar a manutenção preventiva do equipamento. E a consequência disso são acidentes envolvendo o monóxido de carbono.

Trata-se de um gás extremamente tóxico, que surge como resultado da queima do gás, seja no aquecedor a gás ou no fogão. Nesse artigo vamos explicar como evitar os riscos de inalação dele. Também vamos explicar a importância da realização da manutenção preventiva no aquecedor a gás bem como reforçar o aspecto de segurança do equipamento com a sua correta utilização.

Como funciona o aquecedor a gás

Nos aquecedores a gás, o gás é utilizado como fonte de energia para o aquecimento da água. Ele pode ser o GLP (Gás Liquefeito do Petróleo) ou o GN (Gás Natural). Porém toda a queima, independente do combustível utilizado, vai resultar na liberação de resíduos, como fumaça e outros gases provenientes do processo químico.

Assim como fogões e churrasqueiras, a queima dos aquecedores a gás produz o monóxido de carbono. O monóxido de carbono é um gás tóxico e por isso precisa ser eliminado ao ar livre. Justamente por isso os aquecedores a gás possuem uma abertura em sua parte superior, onde é conectado o duto de exaustão. Esse duto é responsável por conduzir esses gases para fora do ambiente, mantendo a segurança de todos.

É muito importante destacar que o aquecedor a gás é um equipamento extremamente seguro. Mas como qualquer equipamento ele precisa ser utilizado da maneira correta. E isso significa seguir todas as normas de segurança de instalação e utilização.

Monóxido De Carbono - Aquecenorte

Os perigos do monóxido de carbono

O monóxido de carbono é um gás inodoro, incolor e tóxico. Ele é produzido pela combustão incompleta (pouco oxigênio) de matéria orgânica.

Um aquecedor a gás instalado dentro das normas de segurança vai expulsar o monóxido de carbono para fora do ambiente através do duto de exaustão. E mesmo que venha a ocorrer algum vazamento tanto no aquecedor a gás como no duto a ventilação permanente exigida em toda instalação não permitirá o acúmulo do monóxido. Justamente por isso existe a necessidade de ter um local bem ventilado para evitar qualquer tipo de problema com gases tóxicos.

Infelizmente não é incomum encontrarmos aquecedores a gás instalados em locais fechado sem ventilação apropriado. Como por exemplo banheiros ou mesmo aquecedores instalados sem o duto de exaustão. É justamente o duto de exaustão que vai carregar para fora do ambiente os gases resultados da combustão. Em locais fechados e com pouca ventilação esses gases vão se acumulando, aumentando consideravelmente a possibilidade de intoxicação.

Vale ressaltar que existem sim aquecedores a gás próprios para a instalação em locais confinados sem ventilação. São os aquecedores a gás de fluxo balanceado, que são equipamentos especiais normalmente mais caros que os aquecedores a gás comuns.

Efeitos do monóxido de carbono no organismo

Como o monóxido de carbono é inodoro, é muito complicado detectar a sua presença nos ambientes. Quando ele é inalado, ele cai em nossa corrente sanguínea e se liga a hemoglobina, impedindo que ela leve oxigênio as células do corpo. A consequência da falta de oxigênio nas células do nosso corpo pode levar a morte. Infelizmente em muitas situações não existe tempo de reação suficiente, e em alguns casos a exposição prolongada ao monóxido de carbono leva a morte.

Ele não é só perigoso por sua toxidade mas também por ser uma ameaça invisível. Você não o vê e não o sente. Por isso é importante ficar atento a seus sintomas.

Sintomas de intoxicação por monóxido de carbono - Aquecenorte

Os sintomas do monóxido de carbono

Os sintomas da presença de monóxido de carbono no organismo normalmente começam com dores de cabeça, mal estar, desorientação, lentidão de raciocínio, náuseas. Em exposições mais longas acabam levando a vítima a desmaios e até convulsões. Em casos extremos o usuário poder vir a falecer por intoxicação por monóxido de carbono.

Como evitar acidentes com monóxido de carbono

Como já dissemos anteriormente o aquecedor a gás é um equipamento muito confiável e seguro, contanto que as normas de segurança sejam seguidas. Então evitar acidentes com o monóxido de carbono é algo simples.

Contrate apenas empresas autorizadas

Um dos fatores mais negligenciados quando o assunto é aquecedor a gás é a contratação de empresas especializadas e autorizadas pelos respectivos fabricantes do equipamento. Muita gente acha que a instalação e manutenção do aquecedor é simples. E acabam fazendo por conta ou contratando empresas e/ou profissionais sem a qualificação necessária. E não é incomum o barato sair caro.

Então uma dica importante é não contratar qualquer um para instalar ou fazer a manutenção do seu aquecedor a gás. Contrate apenas empresas credenciadas pelo fabricante do seu aquecedor. Essa é uma maneira de garantir que a empresa em questão é devidamente qualificada.

Uma maneira fácil de se certificar se uma empresa é ou não certificada pelo fabricante é entrando em seu site e checando a lista de autorizadas. Você também pode ligar para o SAC do fabricante e perguntar.

Monóxido de Carbono - Manutenção Preventiva do Aquecedor a Gás - Aquecenorte

A importância da manutenção preventiva

Um aspecto fundamental na prevenção de acidentes envolvendo aquecedor a gás é a realização da manutenção preventiva no equipamento. É nesse tipo de procedimento que o técnico responsável vai fazer a correta verificação do equipamento, bem como analisar se todos os seus componentes estão em perfeito funcionamento.

Entre os procedimentos que são realizados, está a verificação do duto de exaustão e da chaminé, bem como a revisão e verificação de todos os itens de segurança do equipamento. Infelizmente muitas pessoas acabam deixando a manutenção preventiva de lado, recorrendo a ajuda apenas quando o aquecedor apresenta algum problema. Isso se caracteriza como um grave erro.

Isso porque na manutenção preventiva também é realizada a revisão geral de instalação do aquecedor. É o momento no qual o técnico responsável pode identificar se a instalação foi feita de acordo com as normas de segurança vigentes, além de atestar se o equipamento está sendo utilizado de forma correta.

Powered by Cia Web Sites

Todos os fabricantes recomendam que a manutenção preventiva do aquecedor a gás seja feita anualmente em equipamentos de uso residencial e semestralmente em equipamentos de uso comercial ou industrial.

Você pode conferir mais informações sobre o procedimento da manutenção preventiva nesse outro artigo em nosso blog.

Observe os sinais

Como dissemos anteriormente é importante que a manutenção preventiva do aquecedor a gás seja feita periodicamente. No entanto existem alguns sinais que você pode observar que indicam que o aquecedor a gás precisa de atenção profissional imediata.

Chama amarela

Nos aquecedores a gás digitais não é possível observar a chama, pois eles fazem esse diagnóstico eletronicamente. Já em boa parte dos aquecedores a gás mecânicos a chama é observável através de uma fresta ou visor. Se essa chama estiver com coloração amarelada isso indica a queima irregular do gás. Essa queima irregular gera um volume bem maior do monóxido de carbono. E além do risco a saúde, o monóxido de carbono também é uma substância corrosiva. Por sua vez além do seu aquecedor a gás ser danificado, o duto de exaustão também deteriora, causando assim vazamentos que podem ser fatais.

Se a chama do seu aquecedor a gás estiver amarelada recomendamos procurar uma assistência técnica autorizada o quanto antes.

Isso também vale para os fogões, por isso fique atento a coloração de sua chama.

Duto de Exaustão - Monóxido de Carbono - Aquecenorte

Duto de exaustão furado ou degradado

O duto de exaustão fica na parte superior dos aquecedores a gás. Ele é responsável por conduzir o monóxido de carbono para fora da residência. E como dissemos acima o monóxido de carbono é corrosivo e naturalmente vai degradando o duto de exaustão, que é feito de alumínio. A vida útil desse duto gira em torno de 5 anos no caso das residências. Podendo variar de acordo com a intensidade da utilização do aquecedor a gás e a qualidade de sua queima (como falamos no tópico anterior).

Por isso é importante observar se ele não apresenta sinais de degradação como pequenos furos pretos, rasgos ou mudança de cor (sua cor original é prateada). Caso ele apresente qualquer uma dessas características citadas procure imediatamente uma assistência técnica autorizada para efetuar a substituição desse duto.

Duto de exaustão mal encaixado

Não adianta nada o duto de exaustão do aquecedor a gás estar em perfeitas condições se ele estiver mal encaixado, pois isso pode gerar um vazamento de monóxido de carbono. Por isso verifique se seu duto está devidamente fixado no aquecedor a gás ou na parede. Observe se ele possui a braçadeira de fixação e se ela está apertada.

Uma maneira prática de verificar isso é tentar movê-lo, sem fazer força, com a mão. Obviamente se você fizer muita força o duto sairá. Mas se ele sair muito facilmente é hora de chamar um profissional para fixá-lo corretamente.

Manchas escurecidas

Esse problema também está relacionado com a queima irregular da chama. O excesso de monóxido de carbono provoca manchas escurecidas com o que ele tiver contato. Por isso se você observar manchas pretas surgindo muito rapidamente no local onde seu aquecedor está instalado é sinal que algo está errado.

Família em Santo André vem a óbito por acidente com monóxido de carbono - Aquecenorte

Perigo real!

Recentemente o caso da família brasileira que morreu por intoxicação de monóxido de carbono comoveu o país. Eram seis pessoas da mesma família que foram encontrados mortos em um apartamento que havia sido alugado na cidade de Santiago, no Chile. Eles haviam viajado para o país com o intuito de comemorar o aniversário de uma das vítimas, uma adolescente de 15 anos. De acordo com laudo emitido pelas autoridades chilenas a causa da morte foi intoxicação por monóxido de carbono.

Nesse final de semana outra tragédia se abateu sobre uma família brasileira. Quatro pessoas da mesma família foram encontrados mortos no último domingo (14). Os corpos foram encontrados em um apartamento localizado em Santo André, no ABC Paulista. O motivo da morte está sendo investigado, mas a polícia tem a suspeita de que as mortes foram ocasionadas por intoxicação do monóxido de carbono.

No apartamento da família existia um aquecedor a gás que estava sendo utilizado sem o duto de exaustão e o local onde foi instalado, a área de serviço, não possuía ventilação permanente. Então toda vez que o aquecedor a gás era utilizado o monóxido de carbono se acumulava no interior do apartamento.

Matéria produzida pela Rede Record com nosso Supervisor Técnico aqui na Aquecenorte.

Segurança do equipamento

O aquecedor a gás é um equipamento seguro? A resposta é sim! Ele é extremamente seguro desde que respeitadas as normas de segurança não apenas para sua utilização, bem como para a sua instalação. Infelizmente muitas pessoas acabam recorrendo a empresas não-credenciadas e a terceiros para realizar a instalação do aquecedor, o que pode acabar sendo um erro fatal.

Apenas um técnico credenciado e com expertise vai poder fazer a instalação correta do equipamento, dentro da norma de segurança NBR 13103 – Adequação de Ambientes Residenciais para Instalação de Aparelhos que Utilizam Gás Combustível. Muitas vezes as pessoas acreditam que estão economizando dinheiro e que a instalação do equipamento pode ser realizada por qualquer pessoa.

Se o equipamento for instalado por um técnico capacitado, com as devidas orientações sobre a sua utilização e for realizada periodicamente a manutenção preventiva do aquecedor a gás, você poderá utilizá-lo sem preocupações. Dessa forma aproveitando os inúmeros benefícios que ele pode proporcionar para você e todos ao seu redor.

Não perca tempo

Se já faz mais de um ano desde a ultima manutenção preventiva ou até se você nunca contratou nenhuma para seu aquecedor a gás é recomendado você entrar em contato com uma assistência técnica autorizada e solicitar agora!

Powered by Cia Web Sites

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja notificado sobre
nossas novidades e promoções
  • Monóxido de carbono e seus perigos: Saiba como evitar os riscos
  • Monóxido de carbono e seus perigos: Saiba como evitar os riscos