Como funciona o aquecedor a gás?

No Brasil o aquecedor a gás não é tão popular quanto o chuveiro elétrico. Apesar disso estar mudando, principalmente em cidades como São Paulo, muita gente não faz ideia de como funciona o aquecedor a gás.

O aquecedor a gás ainda é uma das formas mais comuns de tornar o banho mais agradável e confortável. Isso porque ele tem uma característica diferente em relação ao chuveiro elétrico, que é a capacidade de ter temperaturas maiores e mais estáveis. Por conta disso, o prazer de tomar um banho bem quente é muito maior.

 

O funcionamento do aquecedor a gás

De uma maneira mais geral, os aquecedores a gás tem o funcionamento parecido com o de um fogão.

Eles possuem um queimador envolvido por uma serpentina, na qual circula a água a ser aquecida. Os queimadores são como as bocas de um fogão, só que muito mais potentes, enquanto que a serpentina basicamente são canos por onde a água circula. Conforme a água passa ela é gradualmente aquecida por esse fogo enquanto caminha pela serpentina.

Os aquecedores a gás possuem acionamento automático quando é detectado algum consumo de água. Ou seja, quando você abre algum registro de água quente a água fria, que normalmente vem da caixa d’água, entra de um lado do aquecedor a gás. Quando isso acontece, a água que circula pelo aquecedor a gás ativa uma peça que faz com que o gás seja liberado. Ao mesmo tempo, é acionada uma faísca para acender o fogo.

Essa peça também mantém o gás aberto, que por sua vez mantem a chama aberta, durante todo o período de uso. A água então percorre um caminho em volta do queimador onde é aquecida, depois sendo conduzida para os pontos de água quente como duchas e torneiras.

Como você deve ter notado a água passa dentro do aquecedor e é por isso que seu nome oficial é aquecedor de passagem. E esse processo acontece muito rápido, em questão de poucos segundos a água já está saindo quente. Esse e é o motivo de outro apelido que esse tipo de equipamento ganhou: aquecedor a gás instantâneo.

como_funciona_o_aquecedor_a_gas
Aquecedor a Gás

Tipos de Gás   

Assim como nos fogões essas chamas são alimentadas por gás, seja ele o gás natural (GN) ou gás liquefeito de petróleo (GLP). O GN é o gás encanado, aqui em São Paulo fornecido pela COMGÁS. Já o GLP é o tipo de gás mais comum no Brasil, é o gás dos botijões encontrados na maioria das residências.

Caso você queira saber um pouco mais sobre as características e diferenças de cada gás separamos esse artigo aqui!

Aquecedor a gás mecânico e Aquecedor a gás digital

Existem basicamente dois tipos de aquecedores a gás. As versões mecânicas, mais antigas e simples, e as versões digitais, mais modernas e seguras.

Nos aquecedores a gás mecânicos o controle da chama e o fluxo da água são feitos de forma manual. Ou seja, para você aumentar o fluxo de água ou o tamanho da chama deve regular em seus botões.

Já os aquecedores a gás digitais possuem uma função de chama automodulante. Essa função regula a chama automaticamente através de uma placa eletrônica, que também controla o fluxo de água. Então no caso dos aquecedores a gás digitais você só configura a temperatura desejada em seu display digital e o equipamento automaticamente controla o tamanho da chama e o fluxo de água para atingir a temperatura estipulada.

Evidentemente, quanto mais fria a água, maior e mais potente é o fogo necessário para seu aquecimento. Sendo assim gasta-se mais gás para isso.

Por mais que as versões digitais e mecânicas sejam similares de como funciona o aquecedor a gás, o funcionamento específico do aquecedor a gás varia um pouco.

Caso queira saber mais sobre as vantagens e desvantagens de cada tipo de aquecedor separamos mais este artigo para você!

 

como_funciona_o_aquecedor_a_gas
Aquecedor a Gás

Dicas de funcionamento do Aquecedor a Gás

Agora que você já sabe o princípio básico de como funciona o aquecedor a gás, vamos ver algumas dicas para o funcionamento no dia-a-dia para garantir que o desempenho seja o maior possível e durante o maior período de tempo.

Em primeiro lugar, é importante respeitar as datas de manutenção feitas pelos fabricantes. As revisões são fundamentais para que alguns dos componentes do aparelho tenham seu funcionamento adequado garantido. Só assim para ter certeza do desempenho máximo do seu aparelho. O mesmo deve ser observado na data de vida útil.

Um outro hábito interessante é regular a temperatura de modo que seja necessário apenas acionar a água quente. É muito comum o costume de ligar tanto o registro de quente como de frio para fazer uma mistura e achar a temperatura ideal. No entanto essa prática aumenta muito o consumo de gás.

Além disso, é sempre necessário ficar de olho no funcionamento do aparelho. É importante ressaltar que as manutenções e instalações devem ser sempre feitas por um profissional qualificado. Equipamentos movidos a gás se forem manipulados de uma maneira não ideal, além do equipamento não funcionar, podem gerar riscos à segurança de quem estiver perto.

Apesar disso, existem alguns cuidados e observações que podem ser feitos por qualquer um.

Em primeiro lugar, em relação a cor da chama. O correto é que o fogo seja azul. Em caso de qualquer outra cor é necessário chamar uma assistência especializada. Outro aspecto importante é verificar se as saídas de gases estão livres de obstruções e se existe qualquer tipo de vazamento.

Esses cuidados são simples e garantem o funcionamento ideal do seu aparelho.

A melhor opção de aquecedor a gás

O aquecedor a gás é ainda uma ótima opção para manter a sua casa com água bem quentinha e ter um banho ainda mais confortável e relaxante. Para saber mais sobre essa e outras opções de aquecimentos residenciais, comerciais e industriais, assine a nossa newsletter.

 

Selecione uma opção em : Configurações de filtro > Tipo de conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *