O que é aquecedor a gás de exaustão natural

Comprar um aquecedor a gás exige muita pesquisa e levantamento de informações. Afinal de contas esse não é um investimento que você faz a todo momento. É necessário destacar que você vai ter que optar entre duas versões: o aquecedor a gás mecânico e o digital. Cada um possui características próprias que merecem ser analisadas no momento da compra.

Outra característica importante que precisa da sua atenção é a exaustão do equipamento, que pode ser natural ou forçada. Nesse artigo vamos focar no aquecedor a gás de exaustão natural e suas características, explicando também as suas diferenças em relação ao modelo de exaustão forçada.

Sistema de exaustão

Toda a queima, independente do combustível, vai gerar resíduos e gases (como por exemplo o monóxido de carbono) que precisam ser eliminados para uma área ao ar livre, pois caso fiquem acumulados num local fechado, são extremamente tóxicos.

O sistema de exaustão é que vai conduzir o gás queimado para um local externo, ao ar livre, assim evitando qualquer risco para os residentes do local de instalação. No caso dos aquecedores a gás, esse sistema é composto pelo duto de exaustão, localizado na parte superior do equipamento e também pelo terminal, também chamado de chaminé, localizado obrigatoriamente na parte externa da instalação.

A exaustão desses gases pode ocorrer de forma natural ou forçada.

O que é aquecedor a gás de exaustão natural

Diferente dos modelos de exaustão forçada o aquecedor a gás de exaustão natural não possui uma ventoinha que expele para fora os gases. Dessa forma ele expulsa os gases queimados pelo duto de exaustão apenas com a ajuda da força do empuxo. Ou seja, o gás queimado fica mais leve que o ar, logo ele acaba subindo pelo duto naturalmente até sair pelo terminal.

Isso acaba limitando bastante a instalação dos modelos de aquecedores a gás com exaustão natural. Limites como o comprimento total do duto e a quantidade de curvas. E talvez uma das maiores limitações seja o fato do aquecedor a gás de exaustão natural não poder ser instalado em andares superiores ao 4º. Isso porque existe uma tendência de quanto mais alto o andar, maior a interferência dos ventos na chama que é produzida internamente no aquecedor a gás. Essa restrição também vale para qualquer local com incidência grande de ventos fortes.

Ventos fortes acabam entrando pelo terminal e além de impedir a saída dos gases queimados também podem apagar a chama do aquecedor a gás.

Para pessoas que estão se mudando para apartamentos em andares superiores ou qualquer área com ventos fortes, o aquecedor a gás de exaustão natural não é o equipamento ideal. Para esses casos o mais indicado é o aquecedor a gás de exaustão forçada.

Aquecedor a gás de exaustão natural - Aquecenorte

Qual a diferença de um aquecedor a gás de exaustão natural para o aquecedor a gás de exaustão forçada

Os aquecedores a gás com exaustão natural possuem um defletor interno no equipamento que é projetado para a exaustão dos gases que são queimados através do arraste natural. Mas afinal o que significa a exaustão natural dos gases? Nessa situação, os gases queimados, por serem mais leves que o ar, são conduzidos naturalmente para cima e seguem a trajetória do duto de exaustão sem nenhum tipo de auxílio. Ou seja os gases provenientes da queima são conduzidos para fora de forma natural, sem nenhum tipo de auxílio.

Já os aquecedores a gás de exaustão forçada contam com o auxílio de uma ventoinha para auxiliar na eliminação dos gases. Essa ventoinha funciona como uma espécia de ventilador, soprando esses gases para fora.

Vale destacar que apesar de alguns aquecedores a gás mecânicos possuírem exaustão forçada (aqueles ligados a tomada), a grande maioria são de exaustão natural (aqueles a pilha). Em contrapartida todos os aquecedores a gás digitais são de exaustão forçada.

Aquecedor a gás de exaustão natural - Aquecenorte

Instalação do aquecedor a gás de exaustão natural

Além de suas limitações que já citamos, uma desvantagem que os aquecedores a gás de exaustão natural apresentam é que eles precisam de dutos mais largos para conduzir os gases resultantes da queima do gás pelo equipamento. Apesar de parecer uma informação irrelevante, faz todo o diferencial na hora da instalação. Por exemplo caso seja necessário fazer um furo na parede ou mesmo furo em armários, quanto maior ele for mais complexa será a instalação do equipamento de forma adequada.

A distância do duto de exaustão também não pode ter mais de 2 metros de distância percorrida e pode ter até duas curvas com no máximo 90 graus. E o equipamento precisa ficar distante no mínimo 10 cm das laterais da parede, isso porque a ventilação ocorre justamente em suas laterais.

Além disso o duto precisa subir no mínimo 35 centímetros antes de sua primeira curva, já que os gases queimados precisam dessa distância mínima para ganhar velocidade e ter força suficiente para sair do equipamento.

Instalação de aquecedores com exaustão natural em apartamentos

E como falamos anteriormente os aquecedores a gás de exaustão natural possuem algumas limitações em relação a sua instalação, especialmente o fato dele não poder ser instalado em andares mais altos. O que é mais preponderante para isso acontecer é a circulação de ar que é muito forte e intensa em altitudes altas. O vento acaba indo de encontro a parede do prédio e ganhando muita velocidade, posteriormente entrando pelo duto de exaustão do equipamento.

Dessa forma ele bloqueia os gases que são produzidos pelo aquecedor. Assim esse ar percorre o duto e chega até o equipamento, interferindo diretamente na chama do aquecedor. Como consequência a chama pode se apagar completamente, desligando o aquecedor a gás. E o que é pior: danificando os componentes do equipamento e podendo também ocasionar vazamentos. Assim eles não são recomendados para apartamentos localizados depois do quarto andar.

Afinal quanto mais alto o andar do prédio, mais forte são os ventos. Por norma aquecedores a gás de exaustão natural só podem ser instalados até o quarto andar.

Aquecedor a gás de exaustão natural - Aquecenorte

Vantagens e desvantagens do aquecedor a gás de exaustão natural

  • – Vantagens
  • Mais barato
  • Funciona a pilha
  • – Desvantagens
  • Suscetível a desligar com o vento.
  • Limitações técnicas de instalação

Considerações na hora de adquirir um aquecedor a gás de exaustão natural

No momento de optar por um aquecedor gás é fundamental você se atentar as condições de instalação do local. Como você pode verificar nesse artigo, independente se for casa ou apartamento o local pode ser suscetível a ventos fortes. Nesses casos um aquecedor a gás de exaustão natural não é indicado.

Já no momento da instalação, é importante contratar um serviço especializado. Isso porque o aquecedor a gás segue rígidas normas de segurança para ser instalado. Uma instalação fora de norma pode colocar a sua segurança e de sua família em risco. Além de comprometer a garantia do aquecedor a gás digital, que independente do fabricante é de 3 anos.

Você acredita que o aquecedor a gás de exaustão natural é a solução ideal para sua casa? Então, preencha o formulário de orçamento e venha descobrir todo o potencial de marcas como Rinnai e Rheem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *