Aquecedor de Piscina: Conheça os Aquecedores a Gás

Uma das situações mais comuns em relação a piscinas é a questão do aquecimento da água. Muitas pessoas preferem não ter um sistema que aumenta a temperatura porque acreditam que tal investimento não compensa. Afinal, estamos em um país em que na maioria das regiões há muito mais dias quentes do que frios.

Mesmo que essa situação prevaleça,  é bastante incômodo não poder tomar um banho de piscina nos dias mais frios somente por causa da temperatura. Se no verão a água fria refresca e alivia o calor, nos dias frios a água quente relaxa e traz mais conforto para o corpo.

Você faz parte do grupo de pessoas que ainda não aderiu a um sistema de aquecimento para sua piscina? Este artigo mostrará como funcionam os aquecedores a gás, um dos aparelhos mais utilizados para essa situação. Confira também as vantagens e o que é preciso fazer para garantir seu funcionamento de maneira eficiente e segura.

aquecedor de piscina

Os aquecedores a gás para piscina

O sistema de aquecimento a gás está presente no Brasil desde a década de 1970. Ele foi um dos primeiros a ser utilizado em maior escala por aqui. Com isso, é um dos métodos mais comuns para realizar o aumento de temperatura da água não somente para piscinas. Ele também é utilizado em residências e conjuntos comerciais.

Esse tipo de aquecedor, como sugere o nome, tem o gás como principal fonte de energia para promover o aquecimento da água. Nesse sentido, isso pode ser feito através de gás natural (GN) ou o gás liquefeito do petróleo (GLP). Isso dependendo da disponibilidade de cada um. Muitas cidades brasileiras ainda não possuem um sistema de distribuição do gás natural.

Você pode aprender mais sobre os tipos de gás nesse artigo que separamos para você clicando aqui.

aquecedor de piscina

Os tipos de aquecedores a gás

Existem uma infinidade de tipos de aquecedores de água a gás, mas apenas alguns deles são apropriados para aquecer piscinas.

Aquecedor de Passagem a Gás Convencional

Os aquecedores de passagem convencionais, daqueles usados em residências, podem ser usados também no aquecimento de piscinas. No entanto de maneira indireta, já que a água de piscina não pode passar através do equipamento. A água da piscina possui alguns produtos químicos. Um deles é o cloro por exemplo, que acabariam danificando rapidamente o aquecedor de passagem.

Dessa forma o aquecimento de piscina usando aquecedores de passagem convencionais precisam de um equipamento intermediário. Assim permite-se aquecer a água sem que ela passe diretamente pelo aquecedor. Esse equipamento é chamado de trocador de calor.

Esse trocador de calor basicamente é responsável por separar a água de piscina e a água que vem do aquecedor de passagem. Em um lado do equipamento passa a água quente vinda do aquecedor e do outro a água que vem da piscina. Assim a água quente transfere parte de seu calor para a água fria da piscina. Mas sem nunca fazer contato direto.

Esse sistema de aquecimento permite o uso dos aquecedores de passagem convencionais mas acabam comprometendo parte da eficiência do equipamento.

Se você quiser saber mais sobre o funcionamento dos aquecedores de passagem separamos um artigo para você. Basta clicar aqui!Aquecedor de piscinaAquecedor de Passagem a Gás de Piscina

No entanto existem alguns modelos de aquecedores de passagem próprios para piscinas. Esses equipamentos são capazes de trabalhar diretamente com a água da piscina sem comprometer sua vida útil.

Apesar de ser um equipamento mais caro acaba sendo um sistema de aquecimento muito mais eficiente que os aquecedores de passagem convencionais.

Aquecedor de piscina

Vantagens dos aquecedores a gás

Os aquecedores a gás costumam apresentar muitas vantagens em relação a outros sistemas de aquecimento para piscinas se levarmos em consideração questões como custo-benefício, tempo de aquecimento, rendimento do aparelho e associação com outros métodos.

A maior vantagem do sistema a gás é que ele não depende de uma condição climática ideal para aquecer a água ou mantê-la na temperatura ideal. Se compararmos com as placas solares ou a bomba de calor, por exemplo. Mesmo nas épocas mais frias, um bom aquecedor a gás é capaz de aquecer a água até uma temperatura de 30 graus e em pouco tempo.

Outro ponto favorável aos aquecedores a gás é a economia com a fonte geradora de energia. Se comparado com a eletricidade, como no caso dos aquecedores de passagem elétricos. O gás possui um rendimento muito maior. É importante salientar que algumas empresas fornecedoras do combustível gasoso oferecem benefícios para usuários que escolhem esse recurso. Vale ressaltar também que ele é sustentável.

Se você já possui um sistema de aquecimento instalado, como os painéis solares, os aquecedores a gás podem funcionar em conjunto, como um “dispositivo de emergência” caso o primeiro não consiga elevar a temperatura da água o suficiente por conta das condições climáticas. Isso porque cada um deles funciona de maneira independente, ou seja, a instalação de um não interfere no andamento do outro.

aquecedor de piscina

O que levar em consideração?

Além de todas as vantagens que esse método proporciona, é importante ter em vista certas condições para que o aquecedor a gás possa funcionar com desempenho máximo e sem causar dor de cabeça.

Um desses pontos é a dimensão da piscina. Esse tipo de aquecedor é eficiente para piscinas com até 150 metros cúbicos (para efeito de comparação, uma piscina com 10 metros de largura, 10 metros de comprimento e 1,5 metros de profundidade). Em construções com dimensões maiores, pode ser necessário um sistema com mais potência ou até mesmo a instalação de mais de um aparelho.

Neste caso, uma dica muito útil que ajuda a promover economia e otimizar o aquecimento é programá-lo entre 12 e 18 horas antes do uso. Dessa maneira, o aumento de temperatura é feito gradualmente até atingir o ideal e sem forçar o aparelho.

Outro ponto essencial é a chamada tubulação de retorno, ou o sistema que leva a água aquecida para a piscina. Neste caso, recomenda-se a utilização de tubos e conexões de cloreto de polivinil clorado (CPVC), um material bastante resistente a temperaturas mais altas.

Cuidados com instalação e manutenção

Por se tratar de um aparelho que funciona em altas temperaturas e cuja principal fonte de energia é o gás, esse tipo de aquecedor requer alguns cuidados em sua instalação e manutenção a fim de funcionar de forma correta e sem colocar a integridade física de qualquer pessoa em risco.

A principal medida é que os queimadores devem ser instalados em um cômodo separado da casa de máquinas e bem ventilado, já que se trata de um sistema que gera alta temperatura e, em caso de vazamento de gás, possa ser liberado.

É importante também que haja uma chaminé para a liberação dos resíduos gasosos provenientes da queima, como o monóxido de carbono (altamente tóxico para os seres vivos). Além disso, a instalação do sistema precisa da aprovação do corpo de bombeiros.

Se você acredita que o aquecedor a gás é a solução para a sua piscina, preencha o formulário de orçamento abaixo. Nossos consultores analisarão suas informações e encontrarão o sistema ideal para a sua situação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *